• PT
  • EN

Mediagenix se apresenta com a sua plataforma de programação estratégica

Joe Fregoso (Mediagenix) acredita que “é preciso fortalecer o processo de criação e distribuição
para assim otimizar o produto”

Empresa belga de longa trajetória no mercado audiovisual aposta pela primeira vez no SET EXPO para tentar expandir os seus contatos comerciais no Brasil e América Latina Além de apresentar no Brasil a Whats´on, a sua plataforma de gestão broadcast construída modularmente e de forma integrada para assim gerir fluxos de conteúdo, seja a curto ou longo prazo, explicou à reportagem da Revista da SET, Joe Fregoso, diretor de desenvolvimento de negócios para América Latina da Mediagenix.
O executivo disse que o foco da solução passa pelo fluxo de trabalho do conteúdo e como realizar a sua orquestração da melhor maneira, para assim evoluir a outros patamares de gestão. “Nossa solução não é apenas de gestão de conteúdos, mas também de monetização. Whats´on assegura que o cliente não estoure o orçamento, maximize os seus direitos, entregue conteúdos de qualidade e logre alcançar os seus objetivos cumprindo as normas necessárias e requeridas em toda a cadeia audiovisual”.
A solução funciona para programação VoD (Video-on-demand) seja para plataformas, dispositivos móveis ou outros serviços agregados como Catch-Up/Preview/Start-Over. Isto porque “a gestão de arquivos multiformato é dirigida pela programação VoD e se integra ao MAM. Ainda, dirige o fluxo de trabalho de transcodificação, e organiza os conteúdos para serem entregues em múltiplas plataformas”, explicou Fregoso.
Quando se trata de programação linear, comentou o executivo da empresa belga, cria playlist de longa ou curta duração com “verificação automática de copyright (direitos) e monitoramento do negócio. Além de, por exemplo, realizar várias simulações de programação com prognósticos de inventário, orçamento e quotas de participação, junto com o desenvolvimento de programações alternativas em caso de imprevistos”.
Ainda realiza a verificação de direitos e gestão financeira, em conjunto com a gestão do acervo. Para assim criar e desenvolver campanhas de autopromoção de conteúdos, controle e otimização manual do seu desempenho com ajustes automáticos, o que permite atualizações da programação. Tudo porque, segundo Fragoso, “realiza o mais difícil, a integração dos fluxos de trabalho integrando sistemas proprietários e de terceiros com File-based Importer for Model API, Configurable REST interface, Model-based API concepts, SOAP Integration Framework”.