• PT
  • EN
  • ES

EVS

Pré-NAB 2017 – Parte 2

Como referimos na edição anterior, as mudanças da indústria audiovisual têm sido tão significativas na segunda décadado século XXI que feiras tradicionalmente de equipamento de hardware como a NAB têm se voltado quase inteiramente para soluções de software abertas que brindem aos broadcasters plataformas agnósticas. A edição 2017 da maior feira de tecnologia audiovisual do mundo promete trazer novidades importantes para um mercado cada vez mais convergente e global.Nesta edição apresentamos a segunda parte do resumo de algumas das principais novidades que serão exibidas na NABShow 2017, que se realiza como já é costume no Las Vegas Convention Center, de 24 a 27 de abril de 2017, e que espera superar os 103.012 visitantes chegados de 187 países aos seus cinco pavilhões com mais de 1.800 expositores

por Redação

EVS

EVS chega à NAB 2017 com a certeza de que o futuro da TV são as experiências de imersão em conteúdos ao vivo, nas quais os consumidores podem usar qualquer tela para se envolver com live content, incluindo UHD-4K, 360 graus e replays personalizáveis. “Para se adequar a esta realidade, a EVS desenvolveu o ecossistema de tecnologia Connected Live e as ferramentas Creative Live. Seja o primeiro a conferir estas novidades no estande SL3816 no Las Vegas Convention Center”, convida a multinacional.
Na área de criação de conteúdo, a empresa ressalta que as ferramentas EVS Creative Live “capacitam diretores e operadores para aprimorar as suas produções de vídeo ao vivo, conectando-as a todas as fontes de mídia. Isso permite a criação de mais repetições que podem ser enriquecidas com efeitos high-end na tela”, salientam os desenvolvedores das soluções. O IPWeb e o Xplore são algumas das novas ferramentas colaborativas que permitem que equipes criativas acessem instantaneamente todos os arquivos de mídia disponíveis, mesmo remotamente, reduzindo pesquisas demoradas e operações de processamento de mídia no ambiente ao vivo. O IPWeb permite que os usuários acessem e selecionem conteúdo de qualquer local, enquanto o Xplore dá às equipes de produção a capacidade de visualizar, criar e entregar mídia sem interferir nas operações de vans e carros de transmissão.
Já as soluções Connected Live compõem um ecossistema totalmente integrado, baseado nas soluções da EVS, que permitem ao usuário construir infraestruturas de produção IP e criar fluxos de trabalho colaborativos multi-site, isto é, em mais de uma localidade. O processador IP4Live é uma das soluções que integram o workflow. “Através da nossa transição inteligente para a tecnologia IP, o IP4Live, as empresas de radiodifusão e as organizações de mídia podem se beneficiar de um processamento e gerenciamento de mídia simplificados”, destaca. O servidor XT4K, o swithcer DYVI e o C-Next completam o ecossistema. “Entregando quatro canais de UHD-4K descompactado ou 12 canais ou mais de HD/1080p, o servidor XT4K da EVS vem com suporte HDR de 10 bits, tornando-o a maneira mais inteligente de proteger os seus investimentos enquanto oferece as experiências de visualização de amanhã.”
A companhia destaca, ainda, a interoperabilidade e a flexibilidade de suas soluções IP e lembra que irá demonstrar – no estande N4824, da Alliance for IP Media Solutions (AIMS) – como realizar a adoção do SMPTE 2110. A virtualização dos fluxos de trabalho também é salientada pela marca. “A EVS revelará inovações de virtualização que inspirarão uma nova maneira de lidar com fluxos de trabalho de vídeo complexos. As nossas soluções de ‘produção elástica’ alavancam o uso de hardware COTS, maximizam os investimentos existentes e implementam padrões abertos suportados pela AIMS e pela SMPTE.”