• PT
  • EN

AVID se lança definitivamente na Era Digital com soluções e serviços integrados

A empresa continua com a ideia de integração e virtualização em uma indústria em disrupção e mudança e apresenta novos switchers de áudio

AVID VENUE S6L é um sistema de mixagem de som ao vivo modular lançado para avançar na metodologia de design Live Sound, que trabalha Estratégia de Plataforma Unificada pensando em expandir a família de produtos S6L para novos níveis de preços, introduzindo novas superfícies, motores e racks

A AVID apresentou no AVID Connected 2018 a sua nova linha de produtos, cada vez mais direcionada a soluções integradas, tanto que a cada ano parece ficar mais claro que a companhia avança para integrar soluções e serviços que possam ser customizadas de acordo com a necessidade do cliente.

Na primeira grande aparição pública do novo CEO da AVID, Jeff Rosica disse que a empresa se centra no futuro, e o “futuro parece claro”, com soluções integradas nas quais “o limite é apenas a velocidade” de contribuição ou transferência de conteúdo.

Da companhia, ficou clara a continuação da restruturação da linha de software com novas soluções para o ProTools, Media Composer e Sibelius; uma vocação para serviços com parceiros como Microsoft, e uma nova linha de “Sound Live”, que nas palavras de Ariel Sardinas, diretor regional da América Latina, “marcam uma mudança e retomada” de uma parte do mercado da AVID que com produtos de alto valor tinha deixado de ser conveniente para alguns clientes. “Com a chegada da nova linha de mixers Venue teremos mais possibilidades no mercado latino-americano, sobretudo com a Venue S6L-16C e S6L-24C que chegam com preços mais acessíveis para o mercado regional”.

O AVIDCONNECT 2018 é desenvolvido pela Avid Customer Association (ACA) e contou com palestrantes de empresas como Discovery Channel, Microsoft, Rogers Media, Frost & Sullivan, TV Globo, Digital Production Partnership, TVNewsCheck, Fortium, DigitalFilm Tree e SinclairDigital. Para Sardinas, a ACA “tem sido fundamental” para entender as necessidades do mercado, “ouvi-los e que se façam ouvir”, por isso, “a cada ano temos mais gente participando e dando sugestões para avançar com nossa estratégia de empresa”.