• PT
  • EN
  • ES

AVID

Pré-NAB 2017 – Parte 2

Como referimos na edição anterior, as mudanças da indústria audiovisual têm sido tão significativas na segunda décadado século XXI que feiras tradicionalmente de equipamento de hardware como a NAB têm se voltado quase inteiramente para soluções de software abertas que brindem aos broadcasters plataformas agnósticas. A edição 2017 da maior feira de tecnologia audiovisual do mundo promete trazer novidades importantes para um mercado cada vez mais convergente e global.Nesta edição apresentamos a segunda parte do resumo de algumas das principais novidades que serão exibidas na NABShow 2017, que se realiza como já é costume no Las Vegas Convention Center, de 24 a 27 de abril de 2017, e que espera superar os 103.012 visitantes chegados de 187 países aos seus cinco pavilhões com mais de 1.800 expositores

por Redação

AVID

Avid exibirá as suas soluções abertas e integradas na NAB 2017. O engajamento com as redes sociais na transmissão de esportes e de notícias será um dos destaques da empresa no Las Vegas Convention Center com a plataforma Social Media Hub.
“O Social Media Hub é um elemento central do compromisso da Avid com um fluxo de trabalho story-centric. Ele permite que os radiodifusores coletem, filtrem e moderem conteúdo gerado e compartilhado pelo usuário ao lado de sua programação ‘linear’ tradicional. As mensagens podem ser recuperadas e enviadas instantaneamente para o ar como um ticker, ou mesmo como parte de um estúdio virtual, graças à perfeita integração com o fluxo de trabalho gráfico de ponta a ponta da Avid.”
O Social Media Hub se conecta ao Twitter, ao Facebook, ao Instagram, ao Tumblr e ao Flickr e possibilita aos profissionais da redação de uma emissora selecionar informações compartilhadas pelos usuários destas redes sociais e enviá-las rapidamente para o ar. A plataforma também oferece uma ferramenta para agregar informações filtradas em um único banco de dados. “Estes dados podem então ser incorporados em gráficos no ar, por exemplo, tickers, over-the-shoulder e full-frame graphics — bem como realidade aumentada e outros elementos virtuais monitorados exibidos no estúdio”, explicam os desenvolvedores da solução.
A companhia considera que a indústria de mídia passa por mudanças “sem precedentes” e afirma que este momento de ruptura coloca novas demandas ao mercado. “Profissionais de mídia em toda a indústria estão sendo convidados a criar muito mais e, muitas vezes, com muito menos. Nestes tempos de transformação inigualável, o broadcasters precisa permanecer relevante, obter ainda mais agilidade e eficiência, e, além disso, entender as suas opções para lidar com os desafios e maximizar as oportunidades”, convida a marca.