• PT
  • EN
  • ES

Alfred lança sistema de exibição no SET EXPO 2016

João Paulo Querete afirmou que a Alfred escolheu o SET EXPO 2016 para lançar o Alfred Play e já está pensando na segunda edição do produto, para ser lançada no ano que vem. “A gente se prepara para isso e baseia o nosso calendário de trabalho anual pensando no evento”

João Paulo Querete afirmou que a Alfred escolheu o SET EXPO 2016 para lançar o Alfred Play e já está pensando na segunda edição do produto, para ser lançada no ano que vem. “A gente se prepara para isso e baseia o nosso calendário de trabalho anual pensando no evento”

A novidade dos pernambucanos da Alfred neste SET EXPO foi o exibidor de vídeo e gráficos channel-in-a-box Alfred Play, “um sistema de exibição de simples operacionalização, absoluto em termos de Codec e integrado ao MAM Alfred. É um produto feito no Brasil e de excelente custo benefício”, afirmou João Paulo Querete, em entrevista à Revista da SET, no estande da companhia.
“Escolhemos o SET EXPO 2016 para lançar o Alfred Play e já estamos pensando na segunda edição do produto, para ser lançada no ano que vem, também aqui em São Paulo. A gente se prepara para isso e baseia o nosso calendário de trabalho anual pensando no evento”, acrescentou.
Outra novidade apresentada pelos pernambucanos veio com o servidor MAM-in-a-box Alfred, que chegou ao SET EXPO 2016 renovado, com “novas configurações de hardware, uso da nova geração LTO-7 de fitas de dados, com 6TB de capacidade em cada cartucho, nova versão do software cliente/servidor, incluindo metadados dinâmicos, pesquisa refinada e controle de transcodificações”.
A companhia sediada em Recife também mostrou aos broadcasters um preview do que será o novo Alfred 2, atualmente em desenvolvimento, e informa que a suíte de softwares da marca é outro ponto que se ampliou: “Além dos módulos de ingest, cliente/servidor e de arquivo, e do novo Alfred Play, estamos expondo o novo módulo Alfred Edit, para edição e pós completa na suíte, tornando-a uma verdadeira plataforma digital para produção de conteúdo em fluxos baseados em arquivos”, explicou.

SET Expo Parte II