• PT
  • EN

Filme “O galã” é gravado com câmera e lentes da Canon

Empresa japonesa cedeu a câmera de cinema EOS C500 e o Kit Prime de lentes de cinema (14, 24, 35, 50, 85, 135mm)

O filme O Galã, de Francisco Ramalho Jr., que já estreou este mês nos cinemas do país, contou com o apoio da Canon do Brasil que cedeu a câmera de cinema EOS C500 e as lentes EF Cinema Prime 14, 24, 35, 50, 85 e 135mm.

“Escolhemos a câmera Canon EOS C500 pela textura, boa sensibilidade e um ótimo tamanho/peso para o Ronin. Gravamos em 4K / RAW no Odyssey (o Tico da HDVloc habilitou-nos o gravador para C500 em 4K/RAW, ainda com pouca possibilidade de locação deste equipamento)”, afirmou o diretor de fotografia do longa, Lúcio Kodato, da Associação Brasileira de Cinematografia, para o site da ABC.

“Quando as negociações começaram ficamos felizes em contribuir com um filme tão especial e o resultado foi muito além de nossas expectativas. A fotografia do filme surpreende pelo padrão Hollywoodiano que o Lúcio conseguiu atingir utilizando nossos equipamentos, em especial as cores, que são resultado de todo o know-how da Canon que vem desde a fotografia still até a linha Cinema EOS”, afirma Yuri Henrique Nieto, executivo de contas de Produtos Profissionais da Canon.

O Galã conta a história de Júlio (Thiago Fragoso), que quer se tornar um grande ator, mas a grande maioria de suas empreitadas nas telas costuma dar errado. Quando o dinheiro aperta, ele resolve recorrer ao seu meio irmão Beto (Luiz Henrique Nogueira), um obcecado roteirista de novelas que vive em reclusão, com quem ele não tem muito contato. O ator acredita que sua grande chance será concedida pelo irmão, mas a relação entre os dois se torna cada dia mais insustentável.