• PT
  • EN

Eutelsat 5 West B lançado com êxito

Satélite chegou a órbita de transferência super-síncrona por um foguete Proton Breeze M da International Lauch Services

O lançamento foi realizado no dia 9 outubro da base espacial de Baikonur, às 15:17h (12:17h GMT de 9 de Outubro).  A separação do satélite ocorreu após um voo de 15 horas e 36 minutos e a verificação dos sistemas do artefato foi concluída com êxito nas quatro horas seguintes. Após manobras adicionais e testes em órbita, o Eutelsat 5 West B será posicionado a 5° Oeste no final deste ano para substituir o Eutelsat 5 West A, garantindo a continuidade do serviço de distribuição de mais de 300 canais de TV a partir dessa posição. O Eutelsat 5 Oeste A permanecerá operacional em órbita a 5° Oeste e realizará outras missões, explica a empresa em comunicado.

O Eutelsat 5 West B, também, terá uma carga útil do GEO-3 operado pelo Sistema Europeu de Sobreposição de Navegação Geoestacionária (EGNOS) em um contrato de 15 anos assinado em 2017 com a Agência GNSS Europeia (GSA), e avaliado em 102 milhões de euros.

Rodolphe Belmer, CEO da Eutelsat, deu os “parabéns à ILS e a Khrunichev pelo lançamento impecável do novo satélite da Eutelsat. Este projeto reflete a colaboração excepcional da Eutelsat com empresas como GSA, Airbus Defense and Space, Northrop Grumman, International Launch Services e Khrunichev. Estamos ansiosos para colocar o EUTELSAT 5 West B na posição orbital e trabalhar em conjunto com os nossos clientes de toda a Europa e norte da África e utilização da carga útil GEO-3 do EGNOS que melhorará o desempenho do sistema de navegação global por satélite na Europa”.

Continuidade dos serviços

Construído pela Airbus Defense and Space e Northrop Grumman, o Eutelsat 5 West B atenderá principalmente aos mercados da Europa e do norte da África a partir da posição orbital 5° oeste, em substituição ao satélite Eutelsat 5 West A, proporcionando continuidade dos negócios por meio de uma carga útil de banda Ku com 35 transponders equivalentes de 36 MHz.

EGNOS

A empresa explicou em comunicado que o satélite foi projetado para uso predominantemente na aviação civil, transporte marítimo e empresas de transporte, o sistema EGNOS tem duas funções principais. A primeira é melhorar a precisão da posição do usuário de 1 a 2 metros na horizontal e 2 a 4 metros na vertical. A segunda função é informar o usuário sobre o status operacional do sistema de geolocalização. Em caso de mau funcionamento, um alerta é enviado em menos de 6 segundos.