• PT
  • EN

Câmeras e switchers Blackmagic Design no Festival Rocking the Daisies

Workflow 8K ao vivo na África do Sul

A Blackmagic Design anunciou que o festival de música sul-africano “Rocking the Daisies” foi produzido de ponta a ponta por um fluxo de trabalho Blackmagic Design, incluindo os modelos Blackmagic URSA Broadcast e ATEM Constellation 8K.

Realizado na vinícola Cloof Wine Estate, na Cidade do Cabo, o ‘Rocking the Daisies’ (RTD) é um dos maiores festivais do país, reunindo comédia, música, arte e cinema. A produção ao vivo dos três dias de evento, com artistas internacionais como The 1975, Russ, Tash Sultana e Nasty C, foi entregue pela empresa Bad Weather.

No palco principal, havia três telas de LED, que formavam um imenso plano de fundo: uma tela central, de 6 x 6 metros, e duas laterais com 6 metros de altura e 3,6 de largura cada. Além disso, dois IMAGs de 5,4 metros de largura e 8,4 de altura foram instalados em ambos os lados do palco. “Como as duas telas laterais eram basicamente verticais, tínhamos que ter cuidado com o enquadramento dos nossos planos de imagem, garantindo que tudo ficaria centralizado”, contou o diretor ao vivo Simon Wilkes.

A mesa de produção ficava a 60 metros de distância do palco. “Tínhamos apenas um rack, com um Teranex Express instalado na parte superior. Gravamos o festival inteiro em 2160p24, mas essa resolução não era compatível com algumas telas usadas no evento, então convertemos para 1080i usando o Teranex”, explicou Simon.

Com a ajuda de um Mini Converter Optical Fiber 12G e fibra multimodal, cada canal de câmera enviava um sinal de volta ao ATEM Talkback Converter 4K instalado na unidade de produção portátil. Convertidos novamente para SDI, esses sinais eram enviados a um switcher ATEM Constellation 8K. A mixagem visual foi realizada com um ATEM 1 M/E Advanced Panel.

“Um dos principais fatores da nossa escolha pelo ATEM Constellation foi o fato de que ele oferece conversão de padrões em todas as entradas”, disse Jonathan. Formatos e resoluções diferentes costumam apresentar problemas em eventos ao vivo, especialmente ao trabalhar com fontes externas. Saber que podemos lidar com qualquer situação que apareça nos deixa mais tranquilos. Com o Constellation no coração do nosso fluxo de trabalho, resolvemos investir em equipamentos de qualidade que poderemos utilizar por muitos e muitos anos.”