• PT
  • EN

BNDES aprova R$ 7 milhões para produtora audiovisual catarinense

Apoio à UP!, de São José (SC), é a primeira operação do tipo apoiada pelo BNDES para uma produtora de fora do eixo Rio-São Paulo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apoiará com R$ 6,88 milhões o plano de negócios da produtora catarinense de audiovisual UP! Licensing. Trata-se da primeira operação do tipo apoiada pelo BNDES para uma produtora de fora do eixo Rio-São Paulo, contribuindo para manter profissionais qualificados em ouras regiões do País.

O projeto da UP! será desenvolvido na sede da empresa, em São José (SC), e contempla a produção de obras audiovisuais de animação e investimentos corporativos. Com o objetivo de aproveitar o sucesso da marca no mercado de varejo por meio do licenciamento de produtos — um dos segmentos mais dinâmicos do mercado de animação —, a empresa produz conteúdos audiovisuais de animação de seus personagens, assemelhando-se a grandes empresas mundiais, como Lego e Mattel.

Além das receitas geradas diretamente pelas vendas do direito de exibição de obras audiovisuais, a UP! comercializa produtos em mais de dois mil pontos de venda em todo o Brasil, a partir do licenciamentos da marca e de seus personagens para diversas famílias de produtos e serviços, tais como material escolar, produtos de higiene, vestuário e alimentos. Nesse segmento, a principal propriedade intelectual do grupo, da qual detém os direitos patrimoniais, é a série “Bubu e as corujinhas”, que já estreou nos canais Disney Junior, Disney Channel e TV Cultura.

A participação do BNDES no projeto corresponde a 73% do investimento total. Os recursos são provenientes do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult), sendo R$ 3,44 milhões em financiamento reembolsável e R$ 3,44 milhões não reembolsáveis, por meio da Lei do Audiovisual.

A operação vai reforçar a área de influência do programa Catarina Criativa, com impactos positivos e efeito multiplicador para a estruturação do setor audiovisual da região. O programa busca promover a organização de um arranjo produtivo local (APL) com empresas, organizações da sociedade civil, governo e universidades para fortalecer a economia criativa de Santa Catarina.