• PT
  • EN
  • ES

SET EXPO 2017

 29º Congresso de Tecnologia

21/08/2017 – Segunda-Feira

HORÁRIO SALA 16 SALA 13 SALA 12 SALA 10
8h30 – 9h10 Café da manhã oferecido aos inscritos
9h – 11h
Inovação e Tecnologias Disruptivas
Aumentando a Audiência: Engajamento com Big Data & IA & IOT & MR – Interatividade Real (demo CHATBOT)
Rodrigo Arnaut
Regulatório e Normatização
O Espectro e os Serviços Futuros
André Trindade

11h30 – 13h
Produção de Conteúdo
Tecnologia em Jornalismo: Impactos na Produção e Publicação de Notícias
Raimundo Lima
Hot Session
Destinos e Evolução da TV
Fernando Bittencourt
Workshop
Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley
José Antônio Garcia / Robert Erickson

INTERVALO

14h – 15h30
Novas plataformas e Infraestrutura
Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security
Emerson Weirich
Tecnologia e Negócios
Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios
José Carlos Aronchi
Workshop
Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley
José Antônio Garcia / Robert Erickson
Demonstração
Dolby Vision HDR / Dolby Atmos for Home
16h – 17h30
Inovação e Tecnologias Disruptivas
Fazendo a Realidade Virtual (VR) uma Realidade!
Daniela Souza
Tecnologia para TV e Rádio
Evolução dos Padrões de TV
Cristiano Akamine
Workshop
Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley
José Antônio Garcia / Robert Erickson
Demonstração
Dolby Vision HDR / Dolby Atmos for Home

21/08/2017 – Segunda-Feira

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala 16

Aumentando a Audiência: Engajamento com Big Data & IA & IOT & MR – Interatividade Real (demo CHATBOT)

Aumentando a Audiência: Engajamento com Big Data & IA & IOT & MR – Interatividade Real ( demo CHATBOT)

Na década de 90 o grande rótulo da criatividade era Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), nos anos 2000 passamos a chamar tudo isso de “Inovação” e nessa década está cada vez mais forte o conceito de “Inovação Disruptiva”, onde existe realmente a quebra de um modelo antigo e velho para ser substituído por um modelo novo e contemporâneo, uma ruptura de conceitos, trazendo a disrupção como o “além” do novo, uma interrupção do curso normal de um processo. Diante deste cenário de novos rótulos, iremos traduzir de forma prática o que significa BigData, onde grandes volumes de informações diferentes são rapidamente acessadas, e também IA (Inteligência Artificial) onde algoritmos e ferramentas estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia, seja em softwares complexos ou até mesmo nos nossos chats das mídias sociais. Outra sopinhas de letras são VR (Virtual Reality) , AR (Augmented Reality) e MR (Mixed Reality), que levam usuários a interagirem com ambientes virtuais cada vez mais comuns nas experiências de marcas, e o IoT (Internet Of Things), que traduzindo significa Internet das Coisas, e que alcançará mais de 50 bilhões de dispositivos conectados na internet em 2020, envolvendo toda a cadeia da indústria de consumo. Com toda esta disrupção, a nossa vida está ficando totalmente interativa, conversamos com máquinas a todo instante, e daqui a pouco pode ser que não conversaremos mais com humanos. Será? Venha ouvir o que essa galera disruptiva apresentará no debate, traga seus amigos e venha discutir conosco o futuro da interação entre as mídias. Iremos fazer uma demonstração em tempo real, da criação e programação de um chatbot dentro de uma fanpage, um robô no messenger do Facebook.

Moderador: Rodrigo Dias Arnaut - Diretor – EraTransmidia/ FAAP/ SET/ Esconderijo

Consultor em planejamento transmídia para produtoras e agências no Esconderijo.xyz, Professor de mídias digitais na FAAP na faculdade de comunicação. Mestre em Ciências pela USP (Poli), Pós em Gestão de Negócios e Inovação Tecnológica ESPM, Engenheiro de computação USJT. Concluiu curso de extensão em E-business na UofT (University of Toronto). Presidente na Associação EraTransmidia, onde desenvolve atualmente pesquisas de produção audiovisual na área de vídeos imersivos, realidade virtual/aumentada e ações de impacto social. Com 25 anos de experiência profissional e acadêmica na área de Tecnologia, Negócios e Comunicação, em brainstormings e projetos de Transmídia, TI, Telecom, TV, IoT, Mobile, Web, Games, Wearables, Interatividade, Holografia, Realidade Virtual e Aumentada, Midia, Publicidade e Marketing, sendo 21 anos no grupo Globo em Pesquisa e Desenvolvimento, nas areas de Esportes, Jornalismo e Entretenimento, onde desenvolveu mais de 50 projetos, recebeu 15 prêmios, com destaque para IBC Special Awards do “Flutuador” (Amsterdã). Também é sócio na startup Gigamobb e na consultoria Esconderijo das Crianças, focado no desenvolvimento de projetos com a metodologia MAMP (Multi Audiência Multi Plataforma) da EraTransmídia. Vice-diretor de TV por Assinatura e Novas Mídias da SET. Palestrante em mais de 200 eventos no Brasil e exterior.

JeffersonPrestes

Conversando com máquinas

Utilizando ferramentas de IA (Inteligência Artificial) para otimizar custos, amplificar a qualidade e precisão das informações no atendimento dos consumidores, dos usuários, dos telespectadores, através do uso de Machine Learning e IA integrados às mídias sociais, como fanpages dentro do Facebook. Cases até de emissoras de TV que liberam vídeos pelo chatbot, uma OTT (Over The Top) via IA!

Palestrante: Jefferson Prestes - Diretor Novatrix / Chronos Bot

Jeff tem mais de 20 anos de experiência com Desenvolvimento de Software, trabalhando desde 1999 com Internet. Hoje, Internet das Coisas e Machine Learning são suas novas paixões. Ele participa de várias comunidades de desenvolvedores e trabalhou diversos anos como Evangelista, ministrando diversas palestras no Brasil e no Exterior bem como organizando Hackathons de níveis globais como Battlehack (battlehack.org). Tem sua empresa, a Novatrix, onde alia tecnicas de Design Thinking e de Lean Startup a novas tecnologias para ajudar empresas a Inovar e gerar negocios.

RodrigoTerra

Realidade Mixada chegou!

Como a MR (Mixed Reality ou Realidade Mixada) vai transformar nosso mundo de conteúdo e experiências imersivas, misturando holografia com imagens reais. Produções em VR (Realidade Virtual), case McDonalds; Aplicações em AR (Realidade Aumentada), como Pokémon e Transmídia, são o estado da arte na construção de experiências de marca para a nova geração de audiência que o mundo de mídia enfrenta hoje.

Palestrante: Rodrigo Terra -Fundador e Diretor Arvore.io / Presidente EraTransmidia

Pós-Graduado em Administração pela FGV. Especialista em Empreendedorismo pelo IBMEC-SP. Graduado em Rádio e TV pela FAAP-SP. Estuda e desenvolve conteúdos Transmídia desde 2006. Dirigiu e conduziu projetos diversos em audiovisual e transmídia para emissoras e produtoras. Foi co-autor, diretor-geral e diretor artístico da série Sexo no Sofá, exibida pela TV Futura e Glitz* (Turner). Consultor em Transmídia no programa Objetiva Audiovisual do Sebrae/APRO, professor PUC-PR de Produção de conteúdo módulo Audiovisual. É diretor criativo e evangelizador de experiências imersivas, Realidade Virtual, Aumentada e Mista. Hoje é presidente da Associação EraTransmidia, sócio-diretor da produtora Fazenda Urbana e COO da Arvore Experiências Imersivas.  

Engajamento e votação online

Como aproveitar a interação e engajamento dos consumidores no mundo online, com ferramentas de votação e pesquisa para tomada de decisão.

Palestrante: Renato Teixeira - Choicely Brazil / FAAP

Publicitário por formação, é consultor de pesquisa de mercado e mídia, e de estratégias de marketing digital. Professor de comportamento da audiência televisiva  na FAAP. Com experiência  em pesquisa de mídia e mercado por 28 anos nos institutos IBOPE Media e Datafolha.

Foto Marcelo Blum - Videodata

Como a Internet das Coisas e o Big Data vão mudar a nossa vida e o mundo de broadcast

As novas gerações estão acostumadas ao “tudo ao mesmo tempo agora”. Vivemos em um mundo em que as coisas crescem de forma exponencial e paradigmas são quebrados constantemente. Negócios consolidados desaparecem e novos negócios surgem rapidamente, mudando hábitos e facilitando as vidas das pessoas. A indústria de mídia e entretenimento precisa mais e mais incorporar esses conceitos, para se tornar mais eficiente, rentável e por consequência mantendo-se relevante. A internet das coisas vai revolucionar as residências, as empresas e os negócios de modo geral, interligando dispositivos, redes sociais, automatizando processos e ao mesmo tempo gerando uma massa de dados descomunal, que através de ferramentas de Big Data, poderão antever os anseios das pessoas. Os conteúdos e a publicidade serão cada vez mais experiências transmídia e multitela, em que as reações serão monitoradas em tempo real e as experiências cada vez adaptadas a cada pessoa.

 

Palestrante: Marcelo Blum - Gerente de Sistemas e Tecnologia da Videodata

Graduado em Eng. Eletrônica pela UFRJ, com 25 anos de atuação no mercado de Engenharia de Televisão, Gerente de Sistemas e Tecnologia da Videodata, especializado em Sistemas Playout, Cloud Playout, Media Asset Management, Orquestração de Workflows de Vídeo e Mídia, Tecnologias de Compressão e Transporte de Vídeo, Produção e Pós Produção e Sistemas de Missão Crítica. Sócio da Set há mais de 24 anos, tem contribuído apresentando inúmeras palestras em seus eventos.

Como criar conteúdos utilizando os dados da audiência

Criar conteúdo para programas de rádio é um desafio, principalmente pela segmentação diversificada da audiência. Temos quase 10.000 emissoras de TV e rádio educativas, comerciais e comunitárias em todo o País, sendo 4377 rádios comunitárias e 1501 rádios FM. Analisar dados de audiência e conhecer o público alvo dessas rádios é essencial na estratégia de produção de conteúdo. Realizar pesquisas e utilizar a interatividade com tecnologias de engajamento e bigdata pode tranaformar a criação de conteúdo no motor de arranque da emissora, aumentando ou até mesmo diminuindo a fuga de audiência para outras mídias.

Palestrante: Robson Ferri - Radialista e Publicitário

18 anos de experiência na área de comunicação. Atuou na Metropolitana FM, Rede Transamérica e Rádio Mix . Fornece conteudo para o Sistema Globo de Rádio, Fundador e diretor da RF Mídia, criou a Rádio Conteúdo uma geradora de conteúdo para rádios com presença em todo o Brasil, com mais de 200 emissoras, Projetos especiais, na cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Copa do Mundo Brasil 2014, Rio 2016, com presença pelo segundo ano consecutivo como expositor na NAB Las Vegas.

9h - 11h

Regulatório e Normatização | Sala 13

O Espectro e os Serviços Futuros

André Trindade

O Espectro e os Serviços Futuros

O painel irá apresentar a situação do espectro atual e a demanda para serviços futuros da radiodifusão no Japão e no Brasil. Os órgãos reguladores têm o desafio de equacionar as necessidades de espectro radioelétrico de diferentes setores e, diante da forte pressão em alguns países na adoção do 600 MHz para a banda larga, será apresentada e debatida o posicionamento da Anatel, como regulador do espectro brasileiro e como tem sido a condução desse assunto em fóruns internacionais, com ênfase nas Américas. Além disso, o painel discutirá o uso da faixa de VHF por alguns canais.
 

Moderador: André Trindade - Engenheiro de Comunicação - ABRATEL

Engenheiro de Redes pela UnB, com especialização em Gestão Pública e em Segurança da Informação. Trindade é membro da delegação brasileira na Comissão Interamericana de Telecomunicações (PCC.II CITEL). Além disso, ele é membro titular do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired).  

Ogawa

Política e visão do uso do espectro no Japão – após ASO

O Japão completou a ASO em março de 2012. Após a ASO, algumas bandas VHF e UHF usadas pela TV analógica foram reatribuídas a outros serviços. Nesta apresentação, são explicados como o espectro foi reatribuído após o ASO no Japão e os problemas atuais relacionados à alocação do espectro para o lançamento do sistema móvel 5G.

Palestrante: Hiroyuki Ogawa - Director for Digital Broadcasting Technology, Ministry of Internal Affairs and Communications, Japan

Hiroyuki Ogawa atualmente é Diretor de Tecnologia Digital Broadcasting do Ministério dos Assuntos Internos e das Comunicações do Japão. Ele é responsável pela assistência técnica aos países que adotaram o ISDB-T e pela promoção internacional da tecnologia 4K / 8K. Ele ingressou no Ministério em 1998 e tem vasta experiência de coordenação de projetos de P & D, regulamentos e assuntos internacionais no campo das telecomunicações e da radiodifusão. Ele também serviu à Embaixada do Japão na Rússia como adido de telecomunicações. Graduou-se na Universidade de Tóquio com um grau de B.E. em engenharia elétrica. Ele também é um ávido operador de rádio amador.

Um cenário perigoso…

… está se configurando muito mais rapidamente do que se esperava no tocante ao uso da faixa de UHF pela radiodifusão. Somando-se as projeções continuadamente inflacionadas  de espectro para banda larga, originadas de trabalhos inapropriados, parciais, da UIT e de grandes empresas, as posturas de administrações dos países da Região 2 estão desafiando tanto as decisões da CMR 15, quanto o escopo da próxima CMR 19 colocando em risco inclusive a validade das decisões de uma conferencia mundial da UIT, entidade conhecida por suas decisões por consenso. Estudos globais de demanda não podem ser utilizados nacionalmente: como um country check em Recife derruba uma projeção de crescimento tráfego  globalizada. E a eficiência do uso do espectro continua um tabu. Esses temas serão abordados para incentivar discussões.

Palestrante: Paulo Ricardo Balduino - Diretor de Planejamento de TV/Espectro da ABERT

Paulo Ricardo Balduino, brasileiro, nascido em 1949, é o sócio principal e diretor-presidente da Synthesis Consulting, que atua no ambiente de telecomunicações e mídia. Atualmente, suas atividades de consultoria incluem a direção do Departamento de Planejamento e Utilização do Espectro de Radiofrequências da Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão – ABERT. É também membro do Departamento de Telecomunicações / DEINFRA da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), bem como membro do Departamento Regional da SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão).Trabalhou no Ministério de Comunicações do Brasil, sendo responsável pelo departamento de assuntos regulatórios internacionais, chefiando todas as atividades regulatórias relacionadas à União Internacional de Telecomunicações – UIT e à CITEL – Comisión Interamericana de Telecomunicaciones. Foi também responsável por acordos de cooperação comercial e técnica.

Leonardo Euler

Espectro: a visão da ANATEL

O Presidente do CEO – Comitê de Uso do Espectro e de Órbita – irá apresentar como a Anatel pensa a respeito do futuro da TV no Brasil e sua  visão sobre as necessidades de espectro para a demanda atual e das novas tecnologias de radiodifusão. Ele também irá abordar sobre o posicionamento e a atuação da administração brasileira nos fóruns internacionais da Comissão Interamericana de Telecomunicações (Citel) e da União Internacional de Telecomunicações (UIT) sobre o espectro utilizado pela radiodifusão.  
 

Palestrante: Leonardo Euler de Morais - Presidente do Comitê de Uso do Espectro e de Órbita (CEO)

Leonardo Euler é formado em Ciências Econômicas e possui mestrado em Economia pela Universidade de Brasília. É servidor de carreira da Anatel, desde 2005. Aprovado no primeiro concurso público realizado pela Agência, onde foi assessor de conselheiros e chefe da Assessoria Técnica. Atualmente, é membro do Conselho Diretor da Anatel e Presidente do Comitê de Uso do Espectro e de Órbita (CEO).  

Ilham Ghazi

A UIT (União Internacional de Telecomunicações) e os resultados da WRC 2015 (World Radiocommunication Conference)

Nesta participação por vídeo ao vivo a Sra. Ghazi fará uma breve introdução sobre a União Internacional de Telecomunicações de modo que se possa entender a importância dessa organização para os radiodifusores do Brasil e da América Latina. Também será apresentado o resultado da WRC 2015 no que se refere ao espectro utilizado pela radiodifusão e serão apresentados possíveis cenários para a WRC 2019 e 2023. O processo de coordenação regional de frequencias VHF e UHF para América Central e Caribe já iniciou, e o Brasil, por questões fronteiriças, também participa. A representante da UIT também irá falar sobre a importância desse processo.

Palestrante: Ilham Ghazi - Chefe dos Serviços de Radiodifusão no Escritório de Radiocomunicações da União Internacional de Telecomunicações.

Formada em Engenharia de Radiocomunicações pelo Instituto Internacional de Aviação de Kiev, Ucrânia e Mestre em Administração de Empresas pela Ecole polytechnique Federale de Lausanne, Suiça. Atualmente é encarregada pela UIT de liderar as reuniões regionais de coordenação para permitir que as administrações tenham freqüências adicionais na faixa 470-694 MHz e facilitar a liberação do primeiro e do segundo dividendo digital.

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala 16

Tecnologia em Jornalismo: Impactos na Produção e Publicação de Notícias

Raimundo Lima_Diretor de Operações do SBT_ (21)

TECNOLOGIA E JORNALISMO: Impactos na Produção e Publicação de Notícias

O avanço e ofertas de novas tecnologias nas redações e ambientes de produção de notícias, trouxeram facilidades, dinamismo, velocidade na produção, apuração e divulgação dos conteúdos noticiosos.
Por outro lado, os profissionais que atuam nesses ambientes precisam entender, dominar e operar essas ferramentas para tirar o melhor proveito das novidades que obrigatoriamente devem estar à serviço do produto noticioso e não ao contrário.
As diversas formas de divulgação em diferentes plataformas, exigem agilidade e cobram mais eficiências dos profissionais envolvidos nos processos. Os debatedores do painel, trarão um pouco de suas experiências no enfrentamento desses desafios, ao mesmo tempo em que deverão traçar uma visão do que nos espera num futuro próximo.

Moderador: Raimundo Lima - Diretor de Tecnologia e Operações – SBT – Sistema Brasileira de Televisão

Com mais de 35 anos de atividades na televisão brasileira, passou pelos Diários Associados, TV Manchete, TV Globo (GINY), TV Band, TV Cultura/SP e Esporte Interativo. Durante esse período, ocupou diversos cargos nos departamentos de Jornalismo, Esportes, Dramaturgia e Entretenimento das emissoras por trabalhou. Com uma formação eclética, passou pela Universidade de Brasília, PUC-SP e Universidade Federal Fluminense, entre outras instituições  

AVI COHEN

LiveU – uma nova forma de captar e distribuir vídeo ao vivo

Palestrante: Avi Cohen - COO e GM da LiveU Americas

Israelense e formado na Universidade Ben-Gurion, Avi Cohen é um engenheiro visionário. Em 2006, fundou a LiveU depois de criar do cellular bonding para transmissão de vídeo sobre IP. A tecnologia revolucionou os mercados de televisão, contribuição jornalística e produção de vídeo publicitário. Com a liderança de Cohen, a LiveU apresentou ao mundo uma nova forma de captar e distribuir vídeo ao vivo, mantendo a liderança global e o estado da arte nos uplinks portáteis que operam nas principais emissoras de TV. Com espírito empreendedor, foi autor e coautor de mais de 10 patentes de comunicação via telefonia celular que introduziram o live streaming em novos mercados e aplicações. Hoje, Avi Cohen é responsável pela operação da LiveU no continente americano e constantemente é solicitado para entrevistas, palestras e conferências sobre inovação e tecnologia.

Rafael Gomide

Palestrante: Rafael Gomide - Chefe de redação do Núcleo de Reportagens Especiais da Record TV

Já soma 23 anos de trabalho em jornalismo, destes 18 anos são dedicados ao telejornalismo, como repórter, editor, repórter investigativo, produtor, editor executivo, editor-chefe, roteirista, redator, gerente de jornalismo e chefe de redação. Além da Record TV, já passou pelas emissoras Band e Rede TV. Rafael se formou em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo em 1997. Conquistou importantes prêmios, só para citar alguns: Prêmio Internacional Rei de Espanha 2016 (maior prêmio de Jornalismo do mundo nos idiomas português e espanhol), Prêmio Esso de Jornalismo em 2011 e 2015; Prêmio Vladimir Herzog 2009 e 2015; Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo 2015; Prêmio Libero Badaró 2014; Prêmio América Latina de Direitos Humanos 2012, 2013 e 2015; Prêmio Anamatra 2016; Prêmio do Ministério Público Federal do Trabalho 2016 (Região Sudeste) e 2017 (Nacional).

Rafael Boni Marques

Palestrante: Rafael Boni Marques - Gerente Operações de Tecnologia - TV Globo

Me formei em 2006 em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações pela FEI (Faculdade de Engenharia Industrial) Em 2010 finalizei uma pós Graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações pelo INATEL (Instituto Nacional de Telecomunicações) E em 2015 terminei uma Pós Graduação em Gestão Estratégica de Projetos pala FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado) Entrei na Tv Globo em 1999 e desde então passei por algumas funções importantes dentro da empresa, como Engenheiro de Suporte, Engenheiro de Sistemas, Supervisor de Projetos, Supervisor de Operações e nos últimos dois anos estou atuando como Gerente de Operações de Tecnologia atendendo ao Jornalismo da empresa.

Eduardo Brandini

Palestrante: Eduardo Brandini - Head de Media e Entretenimento do YouTube para o Brasil

Formado em Comunicação Social – Rádio e TV pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), possui pós graduação em Gestão empresarial e inovação tecnológica pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Com mais de 15 anos de experiência na área de comunicação, Brandini já trabalhou nas maiores emissoras de TV do Brasil, como SBT, Globo, Bandeirantes e Cultura. Também é professor da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

11h30 - 13h

Hot Session | Sala 13

Destinos e Evolução da TV

Fernando Bittencourt

Destinos e Evolução da TV

Os consumidores, especialmente os jovens, estão assistindo cada vez menos a TV aberta.

Por que isso está acontecendo? Como reverter esta situação? Que novas tecnologias poderiam ajudar?

Estas são questões que correm o mundo. Neste painel/debate especialistas de 3 continentes vão nos ajudar a refletir sobre como enfrentar os desafios que o novo mundo digital traz à tradicional indústria de Broadcasting.

 

Moderador: Fernando Bittencourt - Diretor Internacional da SET

Fernando Bittencourt é diretor internacional e membro do Conselho de Ex-presidentes da SET. Engenheiro eletrônico, é fundador da FB Consultoria e ex-diretor geral de Engenharia da Rede Globo. Faz parte do Conselho Deliberativo do Fórum SBTVD e é membro das entidades internacionais: IEEE, IBC e SMPTE. Em 1994, tornou-se o coordenador do grupo criado pela SET e pela ABERT que estudou e implantou a TV digital no Brasil. Foi conselheiro titular do Conselho de Comunicação Social do Senado Federal. É reconhecido mundialmente como engenheiro de notório saber na área de comunicações.

Lisa Hobbs

Palestrante: Lisa Hobbs - Commercial Portfolio Strategy - Compression Solution Area Media - Ericsson

Lisa Hobbs ingressou na Ericsson em 1997, depois de passar nove anos nas divisões de comunicações por satélite e de compressão de vídeo da Scientific-Atlanta (agora Cisco.) Como Vice-Presidente de Estratégia de Portfólio de Compressão Comercial, ela compartilha a responsabilidade global para definir a direção da carteira de compressão em todos os segmentos de mercado em que a Ericsson está presente, com foco na direção do mercado e ROI.

NAB-Skip-Pizzi-2011-150x150

Palestrante: Skip Pizzi - Vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da NAB

Skip Pizzi é engenheiro, jornalista, editor, autor e coach de tecnologia. Atualmente, exerce o cargo de vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da National Association of Broadcasters (NAB). Também é vice-presidente do Grupo de Tecnologia 3 (TG3) do Advanced Television Standards Committee (ATSC), que está desenvolvendo o padrão ATSC 3.0. É membro do Conselho de Administração do Fórum Ultra HD e editor associado do Manual de Engenharia da NAB, 11ª edição.  Graduado pela Universidade de Georgetown, estudou Engenharia Elétrica, Economia Internacional e Belas Artes.  Seu livro mais recente é A Broadcast Engineering Tutorial for Non-Engineers, 4 ª edição.

Masayuki Sugawara

Palestrante: Masayuki Sugawara - Presidente DiBEG ( Digital Broadcasting Expert Group)

Masayuki Sugawara recebeu os títulos de B.S. e M.S. em engenharia de comunicação elétrica e Ph.D. em engenharia eletrônica da Universidade de Tohoku, Sendai, Japão. Ele ingressou na NHK em 1983. Pesquisou sensores de imagem de estado sólido, câmeras HDTV e o sistema UHDTV na NHK STRL de 1987 a 2015. Foi professor associado na Universidade de Eletro-Comunicações, Tóquio, Japão, de 2000 a 2004. Desde 2004, está envolvido na atividade de padronização da UIT-R Study Group 6, incluindo o padrão UHDTV conhecido como Recomendação BT.2020. Atualmente, é presidente do grupo de especialistas em radiodifusão digital (DiBEG) e engenheiro executivo da NEC Corporation.Dr. Sugawara é um membro do SMPTE, um membro sênior do IEEE e um membro do IEICE e do ITE.

Simon Fell

Palestrante: Simon Fell - Director of Technology & Innovation - EBU

Simon Fell lidera a equipe de ponta que desenvolve tecnologias de mídia na UER. Ele tem quatro décadas de experiência, anteriormente em ITV como Diretor de Tecnologias do Futuro. Participou da implantação da Carlton Television, onde ocupou vários cargos executivos e ajudou a lançar a transmissão digital. Presidiu o Conselho Técnico do Grupo de Televisão Digital do Reino Unido e foi Presidente do Fórum HD.Foi também Diretor de Engenharia para Rushes, Engenheiro-chefe do 625 e Channel Four. Sua carreira inicial incluiu períodos nos EUA com Rank Cintel e na YTV em Leeds.

11h30 - 13h

Workshop | Sala 12

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 

14h - 15h30

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala 16

Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security

Emerson Weirich

Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security

Depois da digitalização do mercado Audiovisual, desenvolver corretamente as estratégias de Segurança da Informação e Privacidade dos Dados não é uma despesa e sim um investimento obrigatório. Atualmente arquivos de áudio e vídeo são distribuídos em diferentes plataformas e nos mais diferentes dispositivos, principalmente com o crescimento esperado da IoT (Internet das Coisas) onde os dispositivos de mídia se multiplicam e os riscos aumentam proporcionalmente. É um monitoramento constante de ameaças, vulnerabilidades, riscos, sensibilidades e impactos, para com isso permitir o adequado dimensionamento e modelagem de soluções. Nesta sessão, especialistas no assunto debaterão não apenas a segurança dos dados e da informação, mas também a dos sistemas em si.

Moderador: EMERSON WEIRICH, Gerente Executivo de Engenharia da EBC

Emerson Weirich é diretor da Regional Centro-Oeste da SET. Engenheiro eletrônico, é o atual gerente executivo de Engenharia da Empresa Brasil de Comunicação (TV Brasil, TV NBR, Rádios Nacional e Rádios MEC). É mestre em Gestão da Ciência e Tecnologia, especialista em Gestão Estratégica de Tecnologia e atuou em várias empresas de comunicação como RBS, TVE, Radiobrás e TV Justiça.

LEANDRO VALENTE

Internet das Coisas: Uma Visão dos Desafios de Segurança Cibernética no Setor de Mídia e Entretenimento

Essa palestra tem como objetivo principal demonstrar uma visão executiva dos principais riscos de segurança cibernética relacionados a dispositivos IoT, com foco no setor de mídia e entretenimento, expondo como os ataques cibernéticos podem trazer danos a essa indústria, através da discussão de casos reais de ataques envolvendo empresas deste setor. Adicionalmente, serão expostos frameworks de mercado focados em IoT, as melhores práticas e os principais desafios na implementação destas.

Palestrante: Leandro Valente, Especialista em Segurança da Informação - TV Globo

Leandro Valente tem 13 anos de experiência em segurança da informação e já fez parte do time de segurança de grandes empresas no mercado, como Arcon/NEC, Oi Telecomunicações, Ernst & Young e atualmente integra o time de projetos de segurança da informação da TV Globo. É certificado CISSP e atualmente está cursando MBA em Gestão de Negócios no IBMEC.

Vinícius Brasileiro

O fator humano na proteção da informação

Com o avanço das tecnologias e ferramentas de proteção os criminosos direcionam suas ações para um fator pouco trabalhado pelas organizações: o comportamento e a atitude dos colaboradores quanto à segurança da informação. Conheça as principais formas deste tipo de abordagem, os modelos e as técnicas de proteção e como construir uma cultura de segurança.

Palestrante: Vinícius Brasileiro, Supervisor Executivo de Segurança da Informação – TV Globo

15 anos de experiência distribuídos nas atividades de auditoria de sistemas e processos de negócio, segurança da informação, continuidade de negócio, mapeamento de processos, controles internos, gestão de riscos corporativos e compliance. Possui graduação em Informática e Ciências Contábeis pela Universidade Estácio de Sá e pós-graduação em Auditoria de TI pela Universidade Estácio de Sá. Possui as certificações Certified Information Systems Auditor (CISA), Certified Information Security Manager (CISM) e Certified in Risk and Information System Control (CRISC) pela ISACA; Certified Chief Information Security Officer (C|CISO) pelo EC-Council; Auditor Líder em Sistema de Gestão de Segurança da Informação (ISO 27001 LA) pelo BSI; Information Security Management Advanced based on ISO/IEC 27002 (ISMAS) pelo EXIN. É Membro da Comissão de Estudo Especial de Gestão de Riscos e da Comissão de Estudo de Tecnologia da Informação - Técnicas de Segurança do Comitê Brasileiro de Computadores e Processamento de Dados na ABNT.

Tacito Augusto Silva Leite

Estratégias de segurança da informação nas empresas de mídia digital e a gestão de riscos corporativos.

Grandes empresas de mídia digital já sofreram ataques cibernéticos às suas informações causando prejuízos milionários. A indústria de mídia está cada vez mais exposta às ameaças que surgem sobre os seus principais ativos – vídeo e áudio – que agora trafegam no mundo da informação digital. A avaliação de riscos deve ser integrada e envolver os diversos setores das organizações. Controles adequados devem buscar equilibrio entre tecnologia, processos e pessoas para serem eficientes. Para minimizar a exposição das organizações aos riscos do mundo digital, é conveniente adotar políticas consistentes de segurança da informação além dos treinamentos de conscientização de todos os envolvidos.

Palestrante: Tácito Augusto Silva Leite, Diretor - T-Risk Método de avaliação de Riscos

Atua desde 1994 na área de segurança e gestão de risco, desenvolvendo atividades de gerenciamento integrado de riscos, prevenção de perdas, projetos globais de segurança e administração de empresas de segurança. Diretor da Associação Brasileira de Profissionais de Segurança, autor do livro Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial – consultoriadeseguranca.com.br, criador do método Total Risk e da plataforma totalrisk.com.br, organizador da bibliotecadeseguranca.com.br, coautor das 1ª e 2ª Coletâneas ABSEG de Segurança Empresarial. Pós-graduado em Segurança Empresarial pela Universidad Pontificia Comillas de Madrid, MBA em Gestão de Segurança Empresarial pela Universidade Anhembi-Morumbi, MBA em Sistemas de Informação pela UnP com aprofundamento em Segurança da Informação, Curso de Gestão de Recursos de Defesa pela Escola Superior de Guerra - ESG, Curso em Gestão de Riscos e Auditoria Baseada em Riscos ISO 31000 pelo QSP e Oficial da Reserva do Exército Brasileiro. Possui a certificação DSE pela UPCO – Espanha, ASE pela ADESG-ABSEG e Certified ISO 31000 Risk Management Professional pela The Global Institute G31000 & International Accreditation Board for Risk Management, Geneva, Switzerland.

Lucimara

Botnets de IoT: “coisas” ao ataque.

A Internet das Coisas (IoT) já é realidade e a indústria do entretenimento faz uso de vários dispositivos conectados como câmeras, drones, TVs, antenas,roteadores wi-fi, etc. A maioria dos dispositivos IoT não foi projetada com segurança em mente. Em grande parte, a indústria de hardware não tem a visão de segurança de software e repete erros primários que levam à produção de dispositivos vulneráveis, que são “recrutados” por criminosos para fins maliciosos como, por exemplo, ataques de negação de serviço. Tais ataques podem atingir grandes escalas e impactar severamente a operação do entretenimento online (como streaming, games, votações). Esta apresentação irá discutir questões técnicas de segurança relacionadas a IoT, como funcionam as botnets abusando de IoT, incluindo estatísticas de dispositivos infectados, e algumas medidas para melhorar o cenário.

Palestrante: Lucimara Desiderá - Analista de Segurança - CERT.br/NIC.br

Lucimara Desiderá é Analista de Segurança no CERT.br/NIC.br, onde atua com foco nas áreas de Outreach e Conscientização em Segurança de Internet. Suas atividades incluem desenvolver materiais relacionados a boas práticas de segurança, ministrar palestras e workshops, organizar conferências, atuar em cooperação com outros times de resposta a incidentes, com fóruns internacionais (como LACNIC, LACNOG, FIRST, M3AAWG) e com diferentes setores da Internet no Brasil. É também co-fundadora e coordenadora do Grupo de Trabalho de Anti-abuso para a América Latina e Caribe (LAC-AAWG). É Mestre em Engenharia Elétrica pela UNICAMP e certificada CISSP.

14h - 15h30

Tecnologia e Negócios | Sala 13

Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios

Aronchi - Escola de Negócios do Sebrae-SP - Copia

Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios

As startups do audiovisual multiplataforma trazem as soluções disruptivas e inovadoras. Empreendedores, com empresas enxutas, ganham mercado e passam a oferecer desde conteúdo até soluções tecnológicas de baixo custo e alta tecnologia. O painel apresenta inovações trazidas por startups do audiovisual, aponta caminhos para a indústria broadcasting através do empreendedorismo e da inovação e o apoio da SET para o estímulo ao ecossistema de startups do audiovisual e seus novos modelos de negócios.

Moderador: José Carlos Aronchi - SEBRAE-SP

Diretor de Eventos da SET. Consultor de Inovação e Tecnologia na Unidade Cultura Empreendedora – Escola de Negócios do Sebrae-SP Alencar Burti. Jornalista e radialista, mestre em Comunicação Científica e Tecnológica pela Universidade Metodista/SP, doutor em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e pós-doutorando na UFSCar. Recebeu no SET EXPO, em 2010, o Prêmio de Melhor Inovação-Interatividade para a TV Digital pelo app Roda dos Gêneros da TV Digital. Em 2016, recebeu o Prêmio Sebrae Gestor de Startups Like a Boss, na Campus Party SP. Mentor de empresas startups do segmento audiovisual. É professor do curso de RTVi da FacCamp/SP e professor convidado da UFSCar no curso de especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas. Autor de “Gêneros e Formatos na Televisão Brasileira” (2ª. Edição) e “Seja o primeiro a saber – a CNN e a globalização da informação”. Membro do GEMInIS – Grupo de Estudos em Mídias Interativas em Imagem e Som.

João Massarolo

StartUps no Mercado Audiovisual

A experiência da UFSCar com a Especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual Multiplataforma e a proposta de incluir no programa do curso a disciplina Startups do Audiovisual – Inovação e Empreendedorismo. Os resultados ao se introduzir a formação em startups como disciplina da especialização. A formação do profissional na academia para atuar e empreender em startups do audiovisual multiplaforma. O GEMInIS – Grupo de Estudos em Mídias Interativas de Imagem e Som e sua visão para a formação de profissionais inovadores e empreendedores do audiovisual.

Palestrante: João Carlos Massarolo - UFSCar

João Carlos Massarolo: cineasta, professor universitário; Doutor em Cinema pela USP, é diretor e roteirista de vários filmes, entre os quais, São Carlos / 68 e O Quintal dos Guerrilheiros (2005). Publicou: Roteiro audiovisual para Narrativas Transmídia (2016); Sobre a midiatização do consumo ficcional transmidiático e seus efeitos (2015); Storytelling Transmídia: Narrativa para multiplataformas (2014), entre outros artigos. É Professor associado da UFSCar; Coordenador do grupo GEMInIS e Editor da Revista GEMInIS. Email: massarolo@terra.com.br

FOTO RAQUEL MOLINA 2

A captação de imagens por drones e o potencial do mercado

A Futuriste é uma startup pioneira no uso de captação de imagens por drones no Brasil, que ampliou para serviços, treinamentos, manutenções, consultorias e venda de drones customizados para atender as necessidades de empresas de vários segmentos. A Futuriste foi a empresa com maior número de indicações do prêmio TOP3 Mercado de drones Brasileiro pela DroneShow. A apresentação é sobre o desenvolvimento da startup, do protótipo, da validação com clientes, a captação de recursos financeiros e investidores, sua equipe de negócios e os resultados. Qual o seu modelo de negócio e a projeção de escalabilidade da startup.

Palestrante: Raquel Molina - Diretora Executiva da Futuriste

Co-fundadora da empresa de Drones Futuriste Tecnologia, é diretora executiva da empresa. É considerada a primeira mulher instrutora de Drones do Brasil, iniciando na área em 2015. Com background em Tecnologia, atuou por anos como Gestora de Projetos de Sistemas em grandes empresas do setor financeiro como Itaú-Unibanco e Bradesco. Raquel é Pós-graduada em governança de TI pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Graduada em TI com Ênfase em Gestão de Negócios pela FATEC, Certificada em CPRE (Engenharia de Requisitos de Sistemas), Certificada em COBIT (Governança de TI) e Técnica em Logística pela Escola Técnica Estadual.

Charles Boggiss

UView360: Startup de Inovação em imagens 360 graus

Fundada em 2010, a startup focada em Vídeo em 360 graus e transmissão ao vivo em vídeo 360 graus, trazendo inovação, interatividade e imersão aos usuários. Atuando nos mais diversos setores como Eventos, clipes musicais, empreendimentos imobiliários, programas de Tv e muito mais, a UView360 é um case da realidade virtual.

Palestrante: Charles Boggiss - CEO - UView360

Foto Edson Mackeenzy

SET Innovation Zone: Startups do audiovisual multiplataforma ganhando o mercado broadcast e broadband

O ecossistema das startups. O que é. O perfil do empreendedor, o time, a idéia e modelagem do negócio inovador que sai em busca do cliente com MVP. Porque as startups estão ganhando mercado. Onde estão as oportunidades para as startups do audiovisual e broadcasters. O apoio da SET às startups do audiovisual. O SIZ e o estímulo às startups nos SET regionais.

Palestrante: Edson Mackeenzy - Head SET Innovation Zone

Edson Mackeenzy, Empreendedor experiente, especialista em Inovação e desenvolvimento de negócios. Radialista, Apresentador, Facilitador e Keynote em eventos de Tecnologia, Marketing e Negócios. Mack é um importante agente na formação dos Ecossistemas de Startups em todo o Brasil e um elo entre elas e o mercado. Atualmente é Head de Inovação da SET, Curador do programa de inovação cooperativa Plataforma.Space para o Sicoob. Atuou como Dir. De Relacionamento com Startups na Bossa Nova Investimentos, BizDev responsável pela expansão LatAm daCodeFellows.org, produtor executivo do Relate Live by Zendesk, Head de Comunicação e Parcerias do Grupo iMasters | E-CommerceBrasil, CEO e fundador do 1º portal de videos do mundo o Videolog tv, Mentor, Facilitador e Community Leader na TechStars em ações como Startup Weekend. Em 2015 indicado a melhor Mentor de Startups do país no prêmio SparkAwards da Microsoft, eleito em 2013 um dos empreendedores mais influentes do Brasil, membro do conselho da RioSoft ( agente Softex), envolvido em centenas de conferências de comunicação, relacionamento, empreendedorismo, tecnologia e negócios em todo Mundo.

FOTO FERNANDO CHAMIS

Gamificação do conteúdo – Startups de games avançando em smart tvs e multiplataformas

Caminhos para as startups do segmento games mostram uma grande oportunidade de negócios devido às multiplataformas digitais, como as smart tvs, e conteúdo com realidade virtual e gamificados. A ABRAGAMES, o mercado de games brasileiro e internacional, cases de empreendedores que iniciaram como startup e agora já tiveram resultados de mercado nacional e internacional. O suporte da ABRAGAMES para estimular as startups de games, com apoio do BNDES e APEX.

Palestrante: Fernando Chamis - Presidente da ABRAGAMES - Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais

Fernando Chamis é bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em e-business e Gestão Empresarial pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie. Sócio-diretor da Webcore, empresa de desenvolvimento de soluções interativas fundada em 1999. Em 2007 criou também a divisão Webcore Games, responsável pela criação de jogos voltados para entretenimento, infantil e publicidade e a Insolita Studios, empresa de games responsável por títulos de sucesso como CaveDays, Freekscape e A Turma do Chico Bento. Em 2016 lançou o jogo My Night Job para PlayStation4 e Steam e recentemente lançou diversos jogos para o público infantil em parceria com propriedades intelectuais como O Menino Maluquinho, Bob Zoom, Bia & Nino, Jacarelvis, Hello Kitty entre outros. Já foi premiado diversas vezes tanto no mercado de games quanto no mercado de publicidade ganhand o duas vezes o prêmio de melhor jogo nacional e 3 vezes em Cannes Lions. É também atual presidente da Abragames - Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais na gestão 2016/2017.

14h - 15h30

Workshop | Sala 12

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 

14h - 15h30

Demonstração | Sala 10

Dolby Vision HDR / Dolby Atmos for Home

DolbyAtmos_Home_Master-500x500

DEMONSTRAÇÃO

A tecnologia Dolby Vision foi desenvolvida para entregar ao espectador o brilho, as cores e o contraste da vida real. Aumenta a fidelidade de sinais de vídeo HD e Ultra HD ao manter e reproduzir a faixa dinâmica e paleta de cores do conteúdo original. O Dolby Atmos trás uma imersão no espaço sonoro tridimensional colocando o espectador dentro da ação.
Dolby Vision e Dolby Atmos for home estão em demonstração continua na sala 10 ( Casa Verde).

Dolby Laboratories - Brasil

16h - 17h30

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala 16

Fazendo a Realidade Virtual (VR) uma Realidade!

fotodani_congressoSET

Fazendo a Realidade Virtual (VR) uma realidade!

O desenvolvimento da tecnologia de VR deu vida a todos os nossos sonhos criativos. Criadores de conteúdo podem orientar um espectador através de uma experiência imersiva com potencial quase ilimitado, e transportar o consumidor para um lugar neste mundo ou qualquer outro. A realidade virtual é única de outras formas de mídia, na medida em que a atenção do consumidor é completa e exclusivamente focada na experiência, deixando uma impressão duradoura e poderosa.

Moderador: Daniela Souza - Diretora Marketing SET - SVP - AD Digital

Daniela é fundadora da AD Digital e hoje atua como SVP e também é Diretora de Marketing da SET.É palestrante convidada nos principais eventos relacionados com a criação, gerenciamento e distribuição de conteúdo, para compartilhar sua visão sobre o mercado, novos modelos de negócios e tendências de futuro para a indústria.

Renato Citrini, da Samsung

O que já é real na Realidade Virtual

Óculos de realidade virtual, câmeras de 360 graus para o consumidor final, capacidade de processamento dos smartphones e conteúdos para esses óculos disponíveis no Facebook e YouTube. Por onde caminha a Realidade Virtual e para onde vai?

Palestrante: Renato Citrini - Product Marketing Manager - Samsung

Renato Citrini é Gerente Sênior de Produtos da Divisão de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil desde 2014. Antes disso, Citrini desenvolveu carreira na Microsoft, trabalhando como gerente de marketing de produtos por seis anos, passando pelas divisões Office, Windows e de Serviços Móveis. O executivo também percorreu uma trajetória importante na Motorola, Siemens e Ericsson. Engenheiro eletricista formado pela USP.

SITE-O2_00C5906

Narrativas Imersivas: o Presente do Storytelling

-Ricardo Laganaro conta como a narrativa imersiva já é uma realidade na forma de se contar histórias, após ter produzido filmes em 360º e realidade virtual para grandes marcas, somando mais de 60 milhões de visualizações, além de museus, exposições e um curta produzido pela Oculus com participação em festivais de cinema como Tribeca e Sundance,

Palestrante: Ricardo Laganaro, Diretor, O2 filmes,

Ricardo Laganaro, diretor da O2 filmes, vem se especializando em novas formas de contar histórias desde que dirigiu o filme para o domo de entrada do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Desde então, dirigiu projetos em 360º e realidade virtual, como o videoclipe “O Farol” da cantora Ivete Sangalo (mais visto no mundo neste formato em 2016), uma série documental para os 20 anos do SPFW, além de peças publicitárias para clientes como MasterCard, Google e “O Boticário”, entre outros, que totalizam mais de 60 milhões de visualizações. Foi escolhido pela Oculus para ser parte do projeto “VR For Good”, onde dirigiu o documentário “Step to The Line”, filmado dentro prisões de segurança máxima nos EUA. O filme teve sua premiere como parte da seleção oficial do Festival de Tribeca de 2017 e vem ganhando grande repercussão mundial, além de ter sido compartilhado na página pessoal do criador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.

AAEAAQAAAAAAAA2UAAAAJDUzMDczZDgwLTY0OGMtNDBjMi1hY2EzLTk3ZDc4MWZhYjVjNQ

Ecossistema global de VR: onde estão as grandes oportunidades?

Como está organizado atualmente o mercado global de Realidade Virtual. Quem são os principais players e as tendências, onde estão as grandes oportunidades de negócios e quais poderão ser as next killer-apps.

Palestrante: Marcos Alves é Diretor de Ventures na YDreams Global

Marcos Alves é Diretor de Ventures na YDreams Global, empresa canadense que une tecnologia sensorial, narrativas integradas e design transformador para permitir que as ideias mais ousadas sejam realizadas. É responsável por idealizar, construir e escalar novas startups e produtos digitais para audiências globais em domínios como Realidades Virtual, Aumentada e Mista, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Visão Computacional. Seu próximo lançamento será o Arkave VR, a primeira rede global de arenas conectadas para jogos em Realidade Virtual. Atua há mais de 20 anos no mercado de tecnologia e negócios digitais, com trajetória de destaque por Globo.com, TV Globo, ThoughtWorks Brasil e Dextra Digital em posições de vendas, gestão e delivery de produtos digitais.

16h - 17h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala 13

Evolução dos Padrões de TV

Evolução dos padrões de TV

A TV digital é uma realidade no mundo e, aqui no Brasil, a TV analógica será desligada nos maiores centros até o final de 2017.  Mas será que esta evolução para por aí ? Neste painel, ouviremos sobre as próximas gerações de TV aberta que estão sendo desenvolvidas ao redor do mundo

Moderador: CRISTIANO AKAMINE - Pesquisador do Laboratório de TV digital e Professor no curso de Engenharia Elétrica e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Computação / Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM)

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1999), mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2004/2011). É pesquisador do Laboratório de TV digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie desde 1998, realizou estágio no NHK Science and Technology Research Laboratories (STRL) e foi professor Especialista Visitante na Faculdade de Tecnologia da Unicamp. Atualmente é professor no curso de Engenharia Elétrica e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e de Computação (PPGEEC) da Universidade Presbiteriana Mackenzie e coordenador do Laboratório de TV digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É Bolsista de Produtividade e Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - Nível 2. É membro do conselho deliberativo do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD). Possui várias patentes e diversos artigos publicados e tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em TV digital, comunicação digital, codificação de canal, sistemas embarcados, lógica reconfigurável e rádio definido por software.

Murayama foto.

P & D para a próxima geração de radiodifusão terrestre no Japão

Em agosto passado, a transmissão experimental de Super Hi-Vision por satélite no Japão foi lançada com cronograma predeterminado. Além disso, estão planejados estudos para realizar transmissões terrestres de próxima geração . A NHK STRL vem realizando pesquisas em tecnologias de transmissão de grande capacidade para realizar a transmissão terrestre Super Hi-Vision e a TV-Globo e a NHK realizou com êxito experiências de transmissão terrestre 8K durante as Olimpíadas de Rio. Esta apresentação mostra uma visão geral de P & D para a próxima geração de radiodifusão terrestre no Japão.

Palestrante: Kenichi MURAYAMA Senior Research Engineer Advanced Transmission Systems Research Division Science & Technology Research Laboratories NHK

Kenichi Murayama é pesquisador sênior do NHK STRL. Ingressou na NHK (Japan Broadcasting Corporation) em 2002. De 2002 a 2008, trabalhou no NHK Engineering Administration Department do Transmission & Audience Reception Engineering Center. De 2008 a 2013, trabalhou na Advanced Transmission Systems Research Division  no Science and Technology Research Laboratories (STRL) e está empenhado em pesquisa e desenvolvimento relacionado com a próxima geração de transmissão digital terrestre.

NAB-Skip-Pizzi-2011-150x150

NEXT-GEN TV – THE ATSC 3.0 STANDARD

O mais avançado padrão de transmissão de televisão terrestre do mundo está quase pronto, e as primeiras implementações já estão em andamento. Esta apresentação trará uma visão geral das características e vantagens próprias do sistema para as emissoras e seus públicos.

Palestrante: Skip Pizzi - Vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da NAB

Skip Pizzi é engenheiro, jornalista, editor, autor e coach de tecnologia. Atualmente, exerce o cargo de vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da National Association of Broadcasters (NAB). Também é vice-presidente do Grupo de Tecnologia 3 (TG3) do Advanced Television Standards Committee (ATSC), que está desenvolvendo o padrão ATSC 3.0. É membro do Conselho de Administração do Fórum Ultra HD e editor associado do Manual de Engenharia da NAB, 11ª edição.  Graduado pela Universidade de Georgetown, estudou Engenharia Elétrica, Economia Internacional e Belas Artes.  Seu livro mais recente é A Broadcast Engineering Tutorial for Non-Engineers, 4 ª edição.

Lisa Hobbs

Aplicações Inovadoras para a Próxima Geração de Radiodifusão

A Radiodifusão de Televisão Terrestre mudou muito pouco desde que as primeiras transmissões pelo ar foram realizadas. A tecnologia mudou de: preto e branco para cores, analógico para digital e no aperfeiçoamento dos algoritmos de compressão. Mas, em geral, a aplicação permaneceu gratuita para transmissão em massa.

Tudo isso está prestes a mudar, no entanto, com a concretização do novo padrão ATSC 3.0. No seu núcleo, o padrão ainda fornece um meio para transmitir a programação no ar aos telespectadores. Mas se as emissoras pensam que esta é simplesmente uma nova maneira de fazer o que sempre fizeram, é improvável que sejam radiodifusores por muito tempo.

O ATSC 3.0 consiste em padrões projetados para permitir que os radiodifusores alcancem o objetivo de distribuição de conteúdo “a qualquer hora e em qualquer lugar” já adotado por provedores de conteúdo e operadores de cabo/satélite/telecomunicações. Isto permite que eles forneçam conteúdo diferentes com base nas preferências do espectador. E permite que eles consigam tudo isso alavancando algumas das tecnologias atualmente utilizadas pelas operadoras de redes móveis – trazendo a possibilidade de cooperação.

Esta apresentação se concentrará em algumas das novas aplicações que se espera que sejam introduzidas pelos radiodifusores aproveitando o sistema ATSC 3.0 e a aplicação em operação comercial na Coréia do Sul. Se espera que os radiodifusores no mundo comecem a pensar em novas maneiras de alavancar seus padrões existentes (ou modificados) para concretizar oportunidades similares em seus próprios mercados.

Palestrante: Lisa Hobbs - Commercial Portfolio Strategy - Compression Solution Area Media - Ericsson

Lisa Hobbs ingressou na Ericsson em 1997, depois de passar nove anos nas divisões de comunicações por satélite e de compressão de vídeo da Scientific-Atlanta (agora Cisco.) Como Vice-Presidente de Estratégia de Portfólio de Compressão Comercial, ela compartilha a responsabilidade global para definir a direção da carteira de compressão em todos os segmentos de mercado em que a Ericsson está presente, com foco na direção do mercado e ROI.

Sidney Brito

Novas Plataformas de Encoding: Software base encoding,Bare Metal, Docker e seus benefícios para o 4K/8K.

Quais as novas tecnologias e tendências que poderão auxiliar na redução das taxas de compressão, suporte aos diferentes formatos de HDR e de redes de transmissão para a distribuição dos sinais 4K/8K.

Palestrante: Sidnei Brito - Diretor de Vendas - SDB MULTIMIDIA - Harmonic Authorized

Engenheiro Eletrônico formado pela Pontificia Universidade Católica, com mais de 20 anos de experiência na área de televisão. Atualmente é Diretor Comercial da SDB Multimidia, Platinum Partner e Centro de Reparos autorizado da Harmonic no Brasil.

16h - 17h30

Workshop | Sala 12

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 

16h - 17h30

Demonstração | Sala 10

Dolby Vision HDR / Dolby Atmos for Home

DEMONSTRAÇÃO

A tecnologia Dolby Vision foi desenvolvida para entregar ao espectador o brilho, as cores e o contraste da vida real. Aumenta a fidelidade de sinais de vídeo HD e Ultra HD ao manter e reproduzir a faixa dinâmica e paleta de cores do conteúdo original. O Dolby Atmos trás uma imersão no espaço sonoro tridimensional colocando o espectador dentro da ação.

Dolby Vision e Dolby Atmos for home estão em demonstração continua na sala 10 ( Casa Verde).

Dolby Laboratories - Brasil