• PT
  • EN
  • ES

Tecnologia ISDB-T abre possibilidades de negócios para empresas brasileiras

A proximidade do apagão analógico nos países que adotaram o padrão brasileiro ISDB-Tb de TV digital está abrindo possibilidades de negócios para as empresas nacionais. Em novembro, o Fórum SBTVD participou em Quito, no Equador, de uma rodada de negócios cujo objetivo era mostrar aos empresários brasileiros o mercado local e fazer contato com potenciais clientes. O encontro foi organizado pelo Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel), com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil). Em Quito, os brasileiros foram recebidos por técnicos da Agência de Regulação e Controle das Telecomunicações do Equador (Arcotel).

Com aproximadamente 16 milhões de habitantes, o Equador vai começar o switch-off analógico no ano que vem, quando terá início a primeira fase do processo – desligar o sinal nas cidades com mais de 500 mil habitantes; a conclusão do desligamento está prevista para dezembro de 2018. Para as empresas brasileiras, que enfrentam as dificuldades provocadas pela crise econômica interna, a aproximação com o Equador e outros países que adotaram o ISDB-Tb é uma oportunidade para conquistar um mercado em franca expansão e totalmente favorável à entrada de produtos brasileiros.

De acordo com Carlos Henrique Ferreira, gerente de exportações da Tecsys Brasil, empresa associada ao Fórum SBTVD e integrante da comitiva brasileira que esteve em Quito, os países que adotaram o ISDB-Tb – uma adaptação do padrão japonês ISDB-T – formam “um mercado vibrante” para as empresas brasileiras. “A Tecsys está preparada para atender a todos os países que estão fazendo a transição digital. Temos todos os produtos, tudo o que eles precisam, e estamos prontos para dar todo o suporte”, afirma Ferreira. Além da Tecsys, participou do encontro como integrante do Fórum SBTVD a Screen Service do Brasil.

Segundo o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Francisco Ibiapina, a tecnologia ISDB-T chega hoje a 630 milhões de telespectadores. Além do Equador e Brasil, também adotaram o padrão japonês de TV digital os seguintes países: Argentina, Bolívia, Botswana, Chile, Costa Rica, Equador, Guatemala, Honduras, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela, Suriname e Filipinas, Maldivas e Sri Lanka. Todos eles passam pelo processo de transição digital e todos podem adquirir equipamentos das empresas brasileiras.

Fonte: Fórum SBTVD

SET Comunicação
No Comments

Post a Comment