Programas de inovação aberta rendem projetos, engajamento e melhoria do clima corporativo

Como tirar as pessoas da zona de conforto e provocá-las a se engajarem em criação? O conceito de inovação aberta oferece algumas respostas por meio de formatos como hackathons, jornadas de co-criação que pode incluir jovens selecionados, funcionários das empresas parceiras ou realizadoras e especialistas.

“Não é preciso necessariamente tirar projetos de hackathons. Ninguém vai resolver uma disrupção de mercado em 24 horas, mas é uma experiência tanto para os participantes quanto para os funcionários da empresa. Tentamos não induzir as propostas que surgem durante o processo para evitar tratar os participantes como desenvolvedores, mas como criadores”, afirmou Daniel Monteiro, diretor de P&D da Rede Globo, no painel “O poder dos hackathons como estratégia de inovação aberta”, realizado nesta quinta (30) na SET Expo 2018. No Hackathon Globo, avalia-se aderência ao tema, inovação e criatividade, aplicabilidade e grau de conclusão.

Rafael Nasser, coordenador técnico do departamento de informática na PUC-Rio, afirmou que “às vezes mudar a forma de fazer é a disrupção esperada”. Um dos benefícios que a inovação aberta pode oferecer é, por meio do desafio e da co-criação, incorporar o “erro” ao processo de desenvolvimento, elemento antes alijado do ambiente corporativo.

Há diversos modelos de inovação aberta e hackathons, que variam de acordo com a demanda dos realizadores. O saldo passa por network, melhoria do clima interno, descoberta de novos talentos, adoção do mindset digital. Ney Neto, diretor de inovação da MCI Brasil, relatou a experiência de um hackathon interno que gerou uma intranet corporativa que substituiu uma série de canais de comunicação interna.

Para Fernando Tomé, sócio da Comnaction Inteligência Social, o conceito de hackathon é “muito mais sobre pessoas usando a tecnologia como ferramenta”. A equação para o sucesso de uma iniciativa desse tipo passa, segundo ele, por “gente talentosa com a mente aberta, disposta a tentar e a errar, uma empresa que conseguiu engajar seus funcionários, o tema era pertinente”.

Assessoria de Imprensa SET EXPO
No Comments

Post a Comment