• PT
  • EN
  • ES

Universidade Mackenzie apresenta P&D com o ATSC 3.0

Foto: Mackenzie.

O Laboratório de TV Digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie conta com uma das melhores infraestruturas do mundo dedicadas a testes e desenvolvimentos na área de radiodifusão.  Atualmente, um dos destaques do Laboratório é a primeira implementação de um transmissor ATSC 3.0 realizada no Brasil. O ATSC 3.0 é o novo sistema de radiodifusão americano e possui melhorias de capacidade de transmissão e de eficiência espectral se comparados com o ISDB-T.

Os profissionais do laboratório são altamente qualificados e possuem grande experiência na área de TV digital. Nestes quase 20 anos de existência, o laboratório teve a oportunidade de desenvolver projetos com empresas no Brasil e no exterior, assim como com governos de 18 países da América do Sul, América Central, Caribe, África e Ásia.

Com uma infraestrutura moderna e constantemente atualizada, o laboratório tem a capacidade de realizar desenvolvimentos em diversas áreas, assim como variados tipos de testes. O laboratório também possui uma gaiola de Faraday, a qual garante um ambiente controlado onde é possível realizar testes sem qualquer interferência externa. Na gaiola estão instalados diversos equipamentos, como: analisadores de espectro; geradores de sinais, multipercurso e ruído; atenuadores e filtros. Além desses equipamentos, o laboratório possui centenas de vetores de RF, os quais foram capturados em diversas condições e lugares de São Paulo. Os vetores foram capturados pela unidade móvel do laboratório, a qual é utilizada também para a realização de testes de campo. Na parte de desenvolvimento, o laboratório conta com uma área destinada à elaboração de soluções baseadas em hardware e software.

Serviços   

  • Avaliação de receptores de TV digital no padrão ISDB-T de acordo com a ABNT;
  • Análise de interferência do LTE em receptores de TV digital;
  • Verificação e testes de operação de transmissores ISDB-T em redes de frequência única;
  • Avaliação de codificadores H.264 e de transmissão de vídeo digital em IP de acordo com a ABNT;
  • Desenvolvimento de sistemas em VHDL para FPGA (Remultiplexador, modulador, demodulador, entre outros);
  • Desenvolvimento de antenas de recepção para TV digital;
  • Testes de campo (Avaliação de receptores de TV digital, Monitoração das condições de cobertura do sinal ISDB-T de emissoras, Vetor de RF, entre outros);

A Universidade Mackenzie estará no estande 130aE. Confira sua localização na planta do SET EXPO 2017!

 

SET Comunicação
No Comments

Post a Comment