• PT
  • EN
  • ES

Fórum de negócios discute a migração para digital e já faz o alerta para a chegada da UHD

Sessão concorrida do 2º Fórum Latino-americano de negócios da radiodifusão discutiu o
atual estágio da migração para o sistema digital de TV e alertou os participantes da urgência
em se discutir a implantação do padrão de Ultra Definição logo após o switch-off no Brasil

forum1“O Brasil é um dos poucos países no mundo em que a adoção do sistema digital pela população ocorreu de forma rápida”. Assim resumiu Ricardo Zerboni em sua apresentação sobre o atual momento da migração do sistema analógico da TV digital brasileira. Zerboni comparou o modelo de migração brasileiro com o de outros países (Estados Unidos, Europa, México e Japão) considerando questões que afetam a adoção do sistema por parte da população, como tempo da transição, pesquisas de aferição do grau de conhecimento da população sobre a migração, incentivo do governo com distribuição de kits (antena e set-top-box) e isenção de impostos.

Zerboni avalia que o caso do Japão pode ser considerado modelo na transição e que tem muito a ensinar o Brasil. Dentro de um universo de 120 milhões de pessoas que assistem à TV pelo ar e 10 mil emissoras, o Japão conseguiu cumprir seu prazo de desligamento do sinal analógico com a distribuição de 2 milhões de set-top box e campanhas publicitárias em diversos veículos permitindo o desligamento em 2011.

Para o Brasil, Zerboni acredita que com a atuação do EAD (Entidade Administradora da Digitalização) e as definições do Gired (Grupo de Implantação da Digitalização), o país irá conseguir cumprir o prazo estabelecido para 2018.

forum2Afirmação compartilhada por Raymundo Barros (TV Globo) que apresentou como a emissora vem atuando neste processo. Em 2010 a TV Globo atingiu a marca de 45 geradoras e 17 retransmissoras digitalizadas. Por conta do evento da Copa do Mundo de Futebol, a emissora atingiu uma população de 130 milhões de pessoas digitalizando 105 geradoras e 350 /RTV’s. Para atingir o prazo estipulado em 2018, a emissora pretende digitalizar 122 geradoras e 1190 RTVs. Contudo Barros afirmou que o maior problema atual é que muitas retransmissoras, principalmente em cidade em que as prefeituras são responsáveis, não cumpriram o ato regulatório e não possuem a outorga para o sinal digital.

Porém, o que mais vem preocupando o executivo é que o Brasil não vem discutindo como outros países, a questão da implantação do UHD. Barros acredita que esta iniciativa deva ser discutida tão logo o sinal analógico seja desligado. “Qual o futuro da TV aberta? Esta questão passa pela implantação da UHD no Brasil”, afirmou Barros. A TV Globo pretende até 2018 ter a maioria de seus produtos no formato em UHD.

forum3O Fórum é uma iniciativa da SET e da AIR (Associación Intenacional de Radiodifusión) com apoio da Abert e de outras entidades brasileiras.

SET Expo 2015
A feira será realizada de terça-feira, 25 de agosto até quinta-feira, 27 de agosto. Este ano, o SET EXPO, Feira de Equipamentos, Tecnologia e Serviços aplicados aos Mercados de Broadcasting, Telecomunicações e Mídias Convergentes espera um público de mais de 15 mil visitantes entre profissionais, empresários e executivos do mercado de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.

Mais de 200 expositores, representando mais de 400 marcas nacionais e internacionais vindos de países como Estados Unidos, Canadá, Israel, Coréia, Itália, Espanha, Chile, e muitos outros estarão presentes na edição 2015. Ainda a exposição contará com pavilhões internacionais do Reino Unido, Alemanha, Japão, Argentina e Escandinávia.

Como já é costume, siga a cobertura em tempo real do Congresso e o SET Expo na Revista da SET.

Equipe Revista da SET/ProEx Unesp: Francisco Machado Filho e Fernando Moura, em São Paulo

user-gravatar
SET Comunicação
No Comments

Post a Comment