• PT
  • EN
  • ES

SET EXPO 2017

 Programação do 29º Congresso de Tecnologia

O resultado da pesquisa será referente as palestras do dia

Programação sujeita a alterações

Segunda-Feira – 21/08/2017

 HORÁRIO SALA  A SALA B SALA C SALA D
9h – 11h
Inovação e Tecnologias Disruptivas

Engajamento com Big Data & IA & IOT & MR – Interatividade Real

Rodrigo Arnaut
Regulatório e Normatização

O Espectro e Serviços Futuros

André Trindade

11h30 – 13h
Produção de Conteúdo

Tecnologia em Jornalismo

Raimundo Lima
Hot Session

Destinos e Evolução da TV

Fernando Bittencourt
Workshop

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

José Antônio Garcia / Robert Erickson

INTERVALO

14h – 15h30
Novas plataformas e Infraestrutura

Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security

Emerson Weirich
Tecnologia e Negócios

Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios

José Carlos Aronchi
Workshop

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

José Antônio Garcia / Robert Erickson

16h – 17h30
Inovação e Tecnologias Disruptivas

Fazendo a Realidade Virtual (VR) uma Realidade!

Daniela Souza
Tecnologia para TV e Rádio

Evolução dos Padrões de TV

Cristiano Akamine
Workshop

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

José Antônio Garcia / Robert Erickson

Segunda-Feira – 21/08/ 2017

Faça a busca no campo abaixo por tema, nome do palestrante ou conteúdo.

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala A

Engajamento com Big Data & IA & IOT & MR – Interatividade Real

Em elaboração

9h - 11h

Regulatório e Normatização | Sala B

O Espectro e Serviços Futuros

Em elaboração

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala A

Tecnologia em Jornalismo

Em elaboração

11h30 - 13h

Hot Session | Sala B

Destinos e Evolução da TV

Fernando Bittencourt

Moderador: Fernando Bittencourt - Diretor Internacional da SET

Fernando Bittencourt é diretor internacional e membro do Conselho de Ex-presidentes da SET. Engenheiro eletrônico, é fundador da FB Consultoria e ex-diretor geral de Engenharia da Rede Globo. Faz parte do Conselho Deliberativo do Fórum SBTVD e é membro das entidades internacionais: IEEE, IBC e SMPTE. Em 1994, tornou-se o coordenador do grupo criado pela SET e pela ABERT que estudou e implantou a TV digital no Brasil. Foi conselheiro titular do Conselho de Comunicação Social do Senado Federal. É reconhecido mundialmente como engenheiro de notório saber na área de comunicações.

Lisa Hobbs

Palestrante: Lisa Hobbs - Commercial Portfolio Strategy - Compression Solution Area Media - Ericsson

Lisa Hobbs ingressou na Ericsson em 1997, depois de passar nove anos nas divisões de comunicações por satélite e de compressão de vídeo da Scientific-Atlanta (agora Cisco.) Como Vice-Presidente de Estratégia de Portfólio de Compressão Comercial, ela compartilha a responsabilidade global para definir a direção da carteira de compressão em todos os segmentos de mercado em que a Ericsson está presente, com foco na direção do mercado e ROI.

NAB-Skip-Pizzi-2011-150x150

 

Palestrante: Skip Pizzi - Vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da NAB

Skip Pizzi é engenheiro, jornalista, editor, autor e coach de tecnologia. Atualmente, exerce o cargo de vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da National Association of Broadcasters (NAB). Também é vice-presidente do Grupo de Tecnologia 3 (TG3) do Advanced Television Standards Committee (ATSC), que está desenvolvendo o padrão ATSC 3.0. É membro do Conselho de Administração do Fórum Ultra HD e editor associado do Manual de Engenharia da NAB, 11ª edição.  Graduado pela Universidade de Georgetown, estudou Engenharia Elétrica, Economia Internacional e Belas Artes.  Seu livro mais recente é A Broadcast Engineering Tutorial for Non-Engineers, 4 ª edição.

Simon Fell

Palestrante: Simon Fell - Director of Technology & Innovation - EBU

Simon Fell lidera a equipe de ponta que desenvolve tecnologias de mídia na UER. Ele tem quatro décadas de experiência, anteriormente em ITV como Diretor de Tecnologias do Futuro. Participou da implantação da Carlton Television, onde ocupou vários cargos executivos e ajudou a lançar a transmissão digital. Presidiu o Conselho Técnico do Grupo de Televisão Digital do Reino Unido e foi Presidente do Fórum HD.Foi também Diretor de Engenharia para Rushes, Engenheiro-chefe do 625 e Channel Four. Sua carreira inicial incluiu períodos nos EUA com Rank Cintel e na YTV em Leeds.

11h30 - 13h

Workshop | Sala C

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 

14h - 15h30

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala A

Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security

Emerson Weirich

Segurança da Informação e Privacidade dos Dados para o Mercado Audiovisual – Cyber Security

Depois da digitalização do mercado Audiovisual, desenvolver corretamente as estratégias de Segurança da Informação e Privacidade dos Dados não é uma despesa e sim um investimento obrigatório. Atualmente arquivos de áudio e vídeo são distribuídos em diferentes plataformas e nos mais diferentes dispositivos, principalmente com o crescimento esperado da IoT (Internet das Coisas) onde os dispositivos de mídia se multiplicam e os riscos aumentam proporcionalmente. É um monitoramento constante de ameaças, vulnerabilidades, riscos, sensibilidades e impactos, para com isso permitir o adequado dimensionamento e modelagem de soluções. Nesta sessão, especialistas no assunto debaterão não apenas a segurança dos dados e da informação, mas também a dos sistemas em si.

Moderador: EMERSON WEIRICH, Gerente Executivo de Engenharia da EBC

Emerson Weirich é diretor da Regional Centro-Oeste da SET. Engenheiro eletrônico, é o atual gerente executivo de Engenharia da Empresa Brasil de Comunicação (TV Brasil, TV NBR, Rádios Nacional e Rádios MEC). É mestre em Gestão da Ciência e Tecnologia, especialista em Gestão Estratégica de Tecnologia e atuou em várias empresas de comunicação como RBS, TVE, Radiobrás e TV Justiça.

LEANDRO VALENTE

Internet das Coisas: Uma Visão dos Desafios de Segurança Cibernética no Setor de Mídia e Entretenimento

Essa palestra tem como objetivo principal demonstrar uma visão executiva dos principais riscos de segurança cibernética relacionados a dispositivos IoT, com foco no setor de mídia e entretenimento, expondo como os ataques cibernéticos podem trazer danos a essa indústria, através da discussão de casos reais de ataques envolvendo empresas deste setor. Adicionalmente, serão expostos frameworks de mercado focados em IoT, as melhores práticas e os principais desafios na implementação destas.

Palestrante: Leandro Valente, Especialista em Segurança da Informação - TV Globo

Leandro Valente tem 13 anos de experiência em segurança da informação e já fez parte do time de segurança de grandes empresas no mercado, como Arcon/NEC, Oi Telecomunicações, Ernst & Young e atualmente integra o time de projetos de segurança da informação da TV Globo. É certificado CISSP e atualmente está cursando MBA em Gestão de Negócios no IBMEC.

Vinícius Brasileiro

Com o avanço das tecnologias e ferramentas de proteção os criminosos direcionam suas ações para um fator pouco trabalhado pelas organizações: o comportamento e a atitude dos colaboradores quanto à segurança da informação. Conheça as principais formas deste tipo de abordagem, os modelos e as técnicas de proteção e como construir uma cultura de segurança.

Palestrante: Vinícius Brasileiro, Supervisor Executivo de Segurança da Informação – TV Globo

15 anos de experiência distribuídos nas atividades de auditoria de sistemas e processos de negócio, segurança da informação, continuidade de negócio, mapeamento de processos, controles internos, gestão de riscos corporativos e compliance. Possui graduação em Informática e Ciências Contábeis pela Universidade Estácio de Sá e pós-graduação em Auditoria de TI pela Universidade Estácio de Sá. Possui as certificações Certified Information Systems Auditor (CISA), Certified Information Security Manager (CISM) e Certified in Risk and Information System Control (CRISC) pela ISACA; Certified Chief Information Security Officer (C|CISO) pelo EC-Council; Auditor Líder em Sistema de Gestão de Segurança da Informação (ISO 27001 LA) pelo BSI; Information Security Management Advanced based on ISO/IEC 27002 (ISMAS) pelo EXIN. É Membro da Comissão de Estudo Especial de Gestão de Riscos e da Comissão de Estudo de Tecnologia da Informação - Técnicas de Segurança do Comitê Brasileiro de Computadores e Processamento de Dados na ABNT.

Tacito Augusto Silva Leite

Estratégias de segurança da informação nas empresas de mídia digital e a gestão de riscos corporativos.

Grandes empresas de mídia digital já sofreram ataques cibernéticos às suas informações causando prejuízos milionários. A indústria de mídia está cada vez mais exposta às ameaças que surgem sobre os seus principais ativos – vídeo e áudio – que agora trafegam no mundo da informação digital. A avaliação de riscos deve ser integrada e envolver os diversos setores das organizações. Controles adequados devem buscar equilibrio entre tecnologia, processos e pessoas para serem eficientes. Para minimizar a exposição das organizações aos riscos do mundo digital, é conveniente adotar políticas consistentes de segurança da informação além dos treinamentos de conscientização de todos os envolvidos.

Palestrante: Tácito Augusto Silva Leite, Corporate Security Director - T-Risk Método de avaliação de Riscos

Atua desde 1994 na área de segurança e gestão de risco, desenvolvendo atividades de gerenciamento integrado de riscos, prevenção de perdas, projetos globais de segurança e administração de empresas de segurança. Diretor da Associação Brasileira de Profissionais de Segurança, autor do livro Gestão de Riscos na Segurança Patrimonial – consultoriadeseguranca.com.br, criador do método Total Risk e da plataforma totalrisk.com.br, organizador da bibliotecadeseguranca.com.br, coautor das 1ª e 2ª Coletâneas ABSEG de Segurança Empresarial. Pós-graduado em Segurança Empresarial pela Universidad Pontificia Comillas de Madrid, MBA em Gestão de Segurança Empresarial pela Universidade Anhembi-Morumbi, MBA em Sistemas de Informação pela UnP com aprofundamento em Segurança da Informação, Curso de Gestão de Recursos de Defesa pela Escola Superior de Guerra - ESG, Curso em Gestão de Riscos e Auditoria Baseada em Riscos ISO 31000 pelo QSP e Oficial da Reserva do Exército Brasileiro. Possui a certificação DSE pela UPCO – Espanha, ASE pela ADESG-ABSEG e Certified ISO 31000 Risk Management Professional pela The Global Institute G31000 & International Accreditation Board for Risk Management, Geneva, Switzerland.

14h - 15h30

Tecnologia e Negócios | Sala B

Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios

Aronchi - Escola de Negócios do Sebrae-SP - Copia

Startups do Audiovisual – Oportunidades e Novos Modelos de Negócios

As startups do audiovisual multiplataforma trazem as soluções disruptivas e inovadoras. Empreendedores, com empresas enxutas, ganham mercado e passam a oferecer desde conteúdo até soluções tecnológicas de baixo custo e alta tecnologia. O painel apresenta inovações trazidas por startups do audiovisual, aponta caminhos para a indústria broadcasting através do empreendedorismo e da inovação e o apoio da SET para o estímulo ao ecossistema de startups do audiovisual e seus novos modelos de negócios.

Moderador: José Carlos Aronchi - SEBRAE-SP

Consultor de Inovação e Tecnologia na Unidade Cultura Empreendedora – Escola de Negócios do Sebrae-SP Alencar Burti. Jornalista e radialista, mestre em Comunicação Científica e Tecnológica pela Universidade Metodista/SP, doutor em Ciências da Comunicação pela ECA/USP - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e pós-doutorando no programa da UFSCar, Universidade Federal de São Carlos, junto ao Departamento de Artes e Comunicação. Recebeu no SET EXPO, em 2010, o Prêmio de Melhor Inovação-Interatividade para a TV Digital pelo app Roda dos Gêneros da TV Digital. Em 2016, recebeu o Prêmio Sebrae Gestor de Startups Like a Boss, na Campus Party SP. Mentor de empresas startups do segmento audiovisual. É professor do curso de RTVi da FacCamp/SP e professor convidado da UFSCar no curso de especialização em Produção de Conteúdo Audiovisual para Multiplataformas. Autor de “Gêneros e Formatos na Televisão Brasileira” (2ª. Edição) e “Seja o primeiro a saber – a CNN e a globalização da informação” (Summus Editorial). Membro do GEMInIS – Grupo de Estudos em Mídias Interativas em Imagem e Som, do Departamento de Artes

João Massarolo

As startups do audiovisual multiplataforma trazem as soluções disruptivas e inovadoras. Empreendedores, com empresas enxutas, ganham mercado e passam a oferecer desde conteúdo até soluções tecnológicas de baixo custo e alta tecnologia. Neste painel iremos abordar a formação do profissional audiovisual para atuação em multiplataformas, buscando definir um perfil inovador e empreendedor, a partir da experiência adquirida com o Programa de Pós-Graduação de Especialização em Produção de Conteudo Audiovisual para Multiplataformas, da UFSCar.

Palestrante: João Carlos Massarolo - UFSCar

João Carlos Massarolo: cineasta, professor universitário; Doutor em Cinema pela USP, é diretor e roteirista de vários filmes, entre os quais, São Carlos / 68 e O Quintal dos Guerrilheiros (2005). Publicou: Roteiro audiovisual para Narrativas Transmídia (2016); Sobre a midiatização do consumo ficcional transmidiático e seus efeitos (2015); Storytelling Transmídia: Narrativa para multiplataformas (2014), entre outros artigos. É Professor associado da UFSCar; Coordenador do grupo GEMInIS e Editor da Revista GEMInIS. Email: massarolo@terra.com.br

14h - 15h30

Workshop | Sala C

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 

16h - 17h30

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala A

Fazendo a Realidade Virtual (VR) uma Realidade!

fotodani_congressoSET

O desenvolvimento da tecnologia de VR deu vida a todos os nossos sonhos criativos. Criadores de conteúdo podem orientar um espectador através de uma experiência imersiva com potencial quase ilimitado, e transportar o consumidor para um lugar neste mundo ou qualquer outro. A realidade virtual é única de outras formas de mídia, na medida em que a atenção do consumidor é completa e exclusivamente focada na experiência, deixando uma impressão duradoura e poderosa.

Moderador: Daniela Souza - Diretora Marketing SET - SVP - AD Digital

Daniela é fundadora da AD Digital e hoje atua como SVP e também é Diretora de Marketing da SET.É palestrante convidada nos principais eventos relacionados com a criação, gerenciamento e distribuição de conteúdo, para compartilhar sua visão sobre o mercado, novos modelos de negócios e tendências de futuro para a indústria.

Renato Citrini, da Samsung

Óculos de realidade virtual, câmeras de 360 graus para o consumidor final, capacidade de processamento dos smartphones e conteúdos para esses óculos disponíveis no Facebook e YouTube. Por onde caminha a Realidade Virtual e para onde vai?

Palestrante: Renato Citrini - Product Marketing Manager - Samsung

Renato Citrini é Gerente Sênior de Produtos da Divisão de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil desde 2014. Antes disso, Citrini desenvolveu carreira na Microsoft, trabalhando como gerente de marketing de produtos por seis anos, passando pelas divisões Office, Windows e de Serviços Móveis. O executivo também percorreu uma trajetória importante na Motorola, Siemens e Ericsson. Engenheiro eletricista formado pela USP.

SITE-O2_00C5906

-Ricardo Laganaro conta como a narrativa imersiva já é uma realidade na forma de se contar histórias, após ter produzido filmes em 360º e realidade virtual para grandes marcas, somando mais de 60 milhões de visualizações, além de museus, exposições e um curta produzido pela Oculus com participação em festivais de cinema como Tribeca e Sundance,

Palestrante: Ricardo Laganaro, Diretor, O2 filmes,

Ricardo Laganaro, diretor da O2 filmes, vem se especializando em novas formas de contar histórias desde que dirigiu o filme para o domo de entrada do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Desde então, dirigiu projetos em 360º e realidade virtual, como o videoclipe “O Farol” da cantora Ivete Sangalo (mais visto no mundo neste formato em 2016), uma série documental para os 20 anos do SPFW, além de peças publicitárias para clientes como MasterCard, Google e “O Boticário”, entre outros, que totalizam mais de 60 milhões de visualizações. Foi escolhido pela Oculus para ser parte do projeto “VR For Good”, onde dirigiu o documentário “Step to The Line”, filmado dentro prisões de segurança máxima nos EUA. O filme teve sua premiere como parte da seleção oficial do Festival de Tribeca de 2017 e vem ganhando grande repercussão mundial, além de ter sido compartilhado na página pessoal do criador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.

29223e7

Onde estamos atualmente? Até onde chegamos e quais os desafios que a indústria de VR enfrentará antes de realmente ser adotada pelas massas? A indústria também está se concentrando em resolver alguns dos desafios que a VR está enfrentando atualmente: aumentar a descoberta de conteúdo, diminuir a fragmentação da plataforma e criar cada vez mais interesse geral dos consumidores pelo entretenimento VR.

Palestrante: Alberto Menoni, Head of Broadcast, Media, Entertainment and Telecommunications - Brazil - Google

Executivo de negócios com ampla experiência em empresas de destaque como [X], Google, Microsoft, Rio Tinto Alcan e AT & T, tendo construído uma sólida carreira internacional em vendas, marketing e parcerias. Um empresário bem sucedido também, com 8 anos liderando o rápido crescimento de uma empresa de tecnologia brasileira, a Auteq.

16h - 17h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala B

Evolução dos Padrões de TV

Lisa Hobbs

Palestrante: Lisa Hobbs - Commercial Portfolio Strategy - Compression Solution Area Media - Ericsson

Lisa Hobbs ingressou na Ericsson em 1997, depois de passar nove anos nas divisões de comunicações por satélite e de compressão de vídeo da Scientific-Atlanta (agora Cisco.) Como Vice-Presidente de Estratégia de Portfólio de Compressão Comercial, ela compartilha a responsabilidade global para definir a direção da carteira de compressão em todos os segmentos de mercado em que a Ericsson está presente, com foco na direção do mercado e ROI.

16h - 17h30

Workshop | Sala C

Produção IP: da Teoria à Prática – Grass Valley

Robert Erickson - painel José Antonio

PRODUÇÃO IP: DA TEORIA À PRÁTICA – GRASS VALLEY

O objetivo do workshop será incialmente fornecer uma base teórica sobre Vídeo e Áudio sobre IP, informações sobre padrões (AIMS), arquiteturas e aplicações. E ao final uma demonstração prática de procedimentos de configuração, monitoração e acerto de falhas em um sistema IP em funcionamento.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Membro da Grass Valley desde 2008, com mais de 17 anos de experiência no mercado de Broadcast e TI. Em sua carreira trabalhou em projetos e manutenção de infraestrutura e sistemas de playout baseados em tecnologias emergentes. Participa da Aliança para Soluções de Mídia em IP (AIMS). Dedica grande parte de seu tempo com a educação de clientes para as tecnologias emergentes em IP e treinamento de equipes internas. Projeta e gerencia ‘provas de conceito’ - POC - para clientes, testando e implementando soluções - incluindo cameras, servidores, routers, multiviewers, processadores e soluções em software. Robert é participante ativo do SBE, SMPTE e HPA. 


Terça-Feira – 22/08/2017

 HORÁRIO SALA  A SALA  B SALA  C SALA  D
9h – 11h

Cerimônia de Abertura

11h30  – 13h
Regulatório e Normatização

GT Espectro

Tereza Mondino
Tecnologia e Negócios

Como Alcançar as Novas Gerações de Audiência em um Mercado Competitivo?

Hugo Nascimento
Novas plataformas e Infraestrutura

Melhores Práticas e Novas Fronteiras do Video OTT

Salustiano Fagundes
Novas plataformas e Infraestrutura

Evolução do Segmento Espacial

J.R. Cristóvam

INTERVALO

14h – 15h30
Gerenciamento e Workflow

A Receita da Inovação

Daniel Monteiro
Regulatório e Normatização

Segurança e Integridade de Direitos Autorais em Conteúdo UHD

Antonio Salles
Hot Session

Switch-off: Lições Aprendidas e o que vem por aí

Fernando Ferreira
Tecnologia para TV e Rádio

Dolby Atmos & Dolby Vision

Luana Bravo, Rafael Castro
16h – 17h30
Regulatório e Normatização

O Papel da Área de Tecnologia no Processo de Switch-off Analógico e Início do 4G/LTE na faixa de 700 MHz

Rafael Leal
Hot Session

Cases de Produção

Celso Araújo
Tecnologia e Negócios

Mercado de Broadcasting: a Incerteza Frente ao Mundo Digital

Tecnologia para TV e Rádio

HDR Master Class – SMPTE

Paulo Henrique Castro

Terça-Feira – 22/08/ 2017

Faça a busca no campo abaixo por tema, nome do palestrante ou conteúdo.

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

| Sala A

Cerimônia de Abertura

Em elaboração

11h30 - 13h

Regulatório e Normatização | Sala A

GT Espectro

Em elaboração

11h30 - 13h

Tecnologia e Negócios | Sala B

Como Alcançar as Novas Gerações de Audiência em um Mercado Competitivo?

Em elaboração

11h30 - 13h

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala C

Melhores Práticas e Novas Fronteiras do Video OTT

Salustiano_Fagundes_SEXTEXPO

Entre 2010 e 2017, mais de 200 plataformas de vídeo OTT foram lançadas na América Latina e o Brasil, que já ocupa o 7º lugar em visualização de vídeos online e ainda possui espaço para crescer, se tornou um dos principais mercado para esse segmento, com a presença de players locais e internacionais. Nesse painel vamos conhecer o status atual de desenvolvimento, as melhores práticas e as novas fronteiras tecnológicas, como o uso das tecnologias de computação cognitiva.

Moderador: Jose Salustiano Fagundes, CEO, HXD OTT SOlutions

Salustiano é fundador da HIRIX Engenharia de Sistemas e CEO da HXD Smart Solutions - empresa brasileira que desde 2007 vem “pensando e fazendo a nova televisão”, construindo cases com clientes como Caixa Econômica, Grupo Bandeirantes de Comunicação, TV Globo, TV Climatempo, LG, Amazon Sat, Panasonic, Philips e History Channel, entre outros. Foi vice-presidente da SUCESU (Sociedade dos Usuários de Informática e Telecomunicações), avaliador do Prêmio Dorgival Brandão da Qualidade e Produtividade em Software MCTI/PBQP/Softex e membro do Conselho Deliberativo do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre. Atualmente participa do Grupo de Pesquisa de Novas Mídias da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET) e do LabArteMidia-Laboratório de Arte, Mídia e Tecnologias Digitais da USP.

Masaru Takeshi

Como o MPEG-DASH funciona no Hybridcast. Uma abordagem baseada em HTML-5 em um receptor de TV.

Palestrante: Masaru TakeshiI - Advanced R&D Department, NHK Engineering System Inc. and  NHK Science & Technology Research Laboratories

Masaru Takechi recebeu o diploma B.E e M.E. da Universidade de Tohoku, Sendai, Japão em 1987 e 1990, respectivamente. Ele ingressou na NHK em 1990. Desde então, ele estudou muitas áreas de tecnologias de transmissão no STRL/NHK, incluindo sistema de transmissão digital por satélite, multiplexação, middleware e interatividade. Entre elas, seu interesse particular é o middleware e a arquitetura da TV interativa. Sua pesquisa contribuiu para a arquitetura de receptores e design de sistemas de TV interativos japoneses e sistemas de Broadband Broadband-Broadband (IBB), nomeadamente BML, ARIB-J e Hybridcast. Ele também atuou para a padronização internacional. Ele tomou a iniciativa de criar mais de 15 Recomendações UIT-R e UIT-T e Relatórios ITU-R para sistemas de TV interativa, sistemas IBB e acessibilidade. Ele é co-presidente do IRG-IBB responsável pelo desenvolvimento de Recomendações para interatividade e sistemas IBB na UIT-R e UIT-T. Atualmente é engenheiro senior de pesquisa da NHK Engineering System Inc. e trabalha para implementação, implantação e harmonização do Hybridcast.

11h30 - 13h

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala D

Evolução do Segmento Espacial

Em elaboração

14h - 15h30

Gerenciamento e Workflow | Sala A

A Receita da Inovação

foto

A inovação tem sido pauta importante na agenda das empresas de mídia. Mas o fomento dessa inovação vai além da própria pesquisa tecnológica, necessitando também de metodologias e espírito empreendedor em um modelo que conjugue criatividade, ciência e poder de realização.
Nesse painel estaremos abordando um ecossistema de inovação através de Lean Startup, Software Livre, Tecnologias Emergentes e Empreendedorismo.

Moderador: Daniel Monteiro - Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento - TV Globo

Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento na TV Globo trabalhando com pesquisa e inovação desde 2000. Apaixonado por inovação e novas tecnologias, com muitos anos de experiência em desenvolvimento de software, hoje lidera um time que realiza pesquisas exploratórias e aplicadas principalmente nas áreas de mídias digitais, processamento de sinais, inteligência artificial, realidade virtual, computação, eletrônica e IoT.

fabio

Ao longo dos últimos anos houve uma migração de metodologias mais tradicionais de projetos de software para práticas mais ágeis e mais sustentáveis. Vamos discutir um pouco destes conceitos fazendo uma reflexão sobre diferentes abordagens de desenvolvimento.

Palestrante: Fabio Castro - Supervisor Executivo de Pesquisa e Desenvolvimento - TV Globo

Supervisor de Pesquisa e Desenvolvimento na TV Globo. Liderou times de P&D em diversas áreas e nos últimos anos está dedicado a projetos relacionados à Mídias Digitais. Atualmente lidera o desenvolvimento dos aplicativos móveis e TV Conectada para o Globo Play.

14h - 15h30

Regulatório e Normatização | Sala B

Segurança e Integridade de Direitos Autorais em Conteúdo UHD

Antonio Salles Neto 2016

Segurança e integridade de direitos autorais em conteúdo UHD

Entendimento de riscos aos direitos autorais e à propriedade intelectual no uso irrestrito da neutralidade pela indústria ilegal.
O crime cibernético age no mundo virtual. Invade, rouba em nuvem, faz receptação, revende o produto e se evade em velocidade próxima à da luz. Como inibir o crime virtual com processos jurídicos do mundo material, que reage na velocidade de pessoas e dos objetos rígidos ?

Moderador: Antonio Salles Neto, Coordenador do Núcleo Inteligência Antifraude da ABTA

Pioneiro em TV a Cabo, ex-diretor de operações e engenharia em empresas como NET, United Globalcom LA (LGI- Liberty Global International), Adelphia BR /Blue e ex- diretor do SETA-Sindicato das Empresas Operadoras de TV por Assinatura até 2010. Coordenador do Núcleo Inteligência Antifraude da ABTA, na gestão de ciber segurança de conteúdo de vídeo desde 2011.

14h - 15h30

Hot Session | Sala C

Switch-off: Lições Aprendidas e o que vem por aí

Em elaboração

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala D

Dolby Atmos & Dolby Vision

Em elaboração

16h - 17h30

Regulatório e Normatização | Sala A

O Papel da Área de Tecnologia no Processo de Switch-off Analógico e Início do 4G/LTE na faixa de 700 MHz

Rafael Leal

O Papel da Área de Tecnologia no Processo de Switch-off Analógico e Início do 4G/LTE na Faixa de 700 MHz

O painel abordará aspectos técnicos relacionados aos desligamentos da TV Analógica, questões referentes aos diversos remanejamentos para limpeza e liberação da faixa de 700 MHz além das discussões sobre as ações que antecedem e sucedem o início do 4G/LTE em todo país. Teremos a participação dos profissionais que estão bastante envolvidos em todos esses processos que poderão compartilhar com o público suas experiências recentes nestas três frentes de atuação: Desligamentos, Remanejamentos e Início da Operação do 4G/LTE.

Moderador: Rafael Leal, TV Globo

Rafael Leal é formado em Engenharia de Telecomunicações pelo INATEL, pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP e tem MBA em Gerenciamento de Projetos também pela FGV-SP. Ele tem mais de 10 anos de experiência em engenharia de televisão e há 08 anos trabalha na TV Globo. Trabalhou por 6 anos na área de apoio e interface técnica com as emissoras afiliadas e nos últimos anos tem se dedicado às questões regulatórias atuando mais próximo dos processos de desligamento da TV analógica e expansão do sinal digital em todo o país. É vice coordenador do Módulo de Mercado do FBTVD (Fórum Brasileiro de TV Digital), coordenador do Grupo de Trabalho do Switch-off da SET e membro do GT-Rm (Grupo Técnico de Remanejamento) do GIRED.

Carlos Cauvilla

O Desligamento da TV Analógica no Brasil – Como conduzir

Serão  abordados nesta apresentação alguns pontos sobre como se preparar para os desligamentos dos sinais analógicos incluindo avaliação de cobertura digital, treinamento das equipes técnicas e ações de divulgação do desligamento. Qual são os papeis da engenharia nos períodos de pré e de pós desligamentos. Como a tecnologia deve suportar as demais áreas das emissoras no processo de conscientização do apagamento dos sinais analógicos?

Palestrante: Carlos Cauvilla / Diretor de Tecnologia de TV / Rede Anhanguera

Engenheiro com MBA em Gestão de Negócios e Gestão de Tecnologia. Atualmente ocupa o cargo de Diretor de Tecnologia de TV na Rede Anhanguera, onde responde pela operação, projetos e implantação de tecnologias voltadas para o negócio de Mídia TV. Participando ativamente do seu terceiro desligamento analógico no Brasil, no cluster Goiânia

Luiz Fausto

O que devo saber sobre o início da operação do 4G/ LTE na faixa de 700 MHz?

Apresentará os principais pontos relacionados ao início do 4G/LTE nas cidades brasileiras. Quais são as ações que antecedem o início das operações e quais ações são previstas após a ativação das estações 4G/LTE na faixa de 700 MHz serão alguns tópicos tratados durante o painel.

Palestrante: Luiz Fausto, TV Globo

Possui mestrado profissional em computação aplicada pela UECE (2015), MBA Executivo em Tecnologia da Informação pela UFRJ (2011), curso de extensão em Redes de Vídeo sobre IP pela UFRJ (2009) e graduação em Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrônica pela UFRJ/USU (2005). Atualmente é Especialista em Estratégia e Regulatório da Rede Globo , Vice-diretor de Tecnologia da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), membro da Delegação do Brasil no ITU-R (SG 6) e na CITEL (CCP.II), membro do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (GIRED), membro do Grupo de Trabalho de Harmonização do Fórum ISDB-T Internacional.

16h - 17h30

Hot Session | Sala B

Cases de Produção

Em elaboração

16h - 17h30

Tecnologia e Negócios | Sala C

Mercado de Broadcasting: a Incerteza Frente ao Mundo Digital

Em elaboração

16h - 17h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala D

HDR Master Class – SMPTE

Matthew Goldman 1 4x5 high - copy

Palestrante: Matthew Goldman - Senior Vice President Technology at Ericsson / Fellow & President of SMPTE / Senior Member at IEEE

Matthew Goldman é vice-presidente sênior de tecnologia, TV e mídia da Ericsson, com foco em soluções de processamento de vídeo e media delivery. Ele participa ativamente do desenvolvimento de sistemas de televisão digital desde 1992. Teve uma destacada atuação no Moving Picture Experts Group, onde ajudou a criar os padrões MPEG-2 Systems e DSM-CC. Continua influente em outras organizações como a Society of Motion Picture and Television Engineers (SMPTE), a Alliance of IP Media Solutions (AIMS), o Fórum Ultra HD, o projeto Digital Video Broadcasting, o Advanced Television Systems Committee e a Society of Cable Telecommunications Engineers. Quatro de seus projetos tiveram reconhecimento da Technology & Engineering Emmy® Awards. O Sr. Goldman recebeu diplomas de bacharelado (com distinção) e mestrado em engenharia elétrica pelo Instituto Politécnico de Worcester. Ele possui seis patentes relacionadas ao transporte de vídeo digital.Membro da SMPTE, ele também é membro sênior do IEEE e membro da Academia de Pioneiros de Televisão Digital. O Sr. Goldman é o atual presidente da SMPTE.


Quarta-Feira – 23/08/2017

 

HORÁRIO SALA A SALA B SALA C SALA D
9h  – 11h
Regulatório e Normatização

Acessibilidade: Closed Caption, Libras, Audiodescrição e Atualização das Normas

Edson Moura
Hot Session

Hábitos de Consumo e Futuro da Mídia

Roberto Franco

Tecnologia e Negócios

Mercado de TV por Assinatura e OTT no Brasil

Claudio Borgo
11h30 – 13h
Gerenciamento e Workflow

Produção ao Vivo IP: Status, Evolução e Melhores Práticas

José Antônio Garcia
Tecnologia e Negócios

Internacionalização do ISDB-T

Luiz Fausto de Souza Brito
Tecnologia para TV e Rádio

A Migração do Rádio AM e a Revisão do Regulamento Técnico

Eduardo Cappia
Tecnologia e Negócios

TV por Assinatura / VoD e OTT

Maurício Donato

INTERVALO

14h – 15h30
Novas plataformas e Infraestrutura

Avaliação e Controle de Qualidade de Distribuição por IP

Gilvani Moletta
Regulatório e Normatização

Drones: voando Legal

Felipe Filgueiras
Tecnologia para TV e Rádio

A Preservação do Conteúdo Rádio nas Plataformas Digitais

Marco Túlio Nascimento
Tecnologia e Negócios

Modelos de Negócio na Era Convergente e Métricas de Audiência em Multiplataforma

Marcelo Souza
16h – 17h30
Novas plataformas e Infraestrutura

Cloud e Virtualização

Alexandre Sano
Produção de Conteúdo

Drones: voando Real

Eduardo Bicudo
Tecnologia e Negócios

Migração do Rádio e o Mercado

Rodrigo Neves
Novas plataformas e Infraestrutura

Lives 360 Broadcast (4K e 8K) em Mídias Sociais – economizando em SEO, Ads e Recursos

Rodrigo Arnaut

Quarta-Feira – 23/08/2017

Faça a busca no campo abaixo por tema, nome do palestrante ou conteúdo.

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

Regulatório e Normatização | Sala A

Acessibilidade: Closed Caption, Libras, Audiodescrição e Atualização das Normas

Em elaboração

9h - 11h

Hot Session | Sala B

Hábitos de Consumo e Futuro da Mídia

Em elaboração

9h - 11h

Tecnologia e Negócios | Sala D

Mercado de TV por Assinatura e OTT no Brasil

Em elaboração

11h30 - 13h

Gerenciamento e Workflow | Sala A

Produção ao Vivo IP: Status, Evolução e Melhores Práticas

jasg

Produção ao Vivo IP: Status, Evolução e Melhores Práticas

Como a engenharia de televisão pode traçar um caminho para a transição da atual tecnologia SDI em direção ao futuro do fluxo de trabalho totalmente com tecnologia IP ? Quais as ofertas atuais, as melhores práticas e os próximos passos nesta evolução ?

Moderador: José Antônio de Souza Garcia - EBC - Empresa Brasil de Comunicação / SET

Graduado em 1975 como Técnico em Eletrônica pela ETE em Sta. Rita do Sapucaí e em 1982 em Engenharia de Telecomunicações pela Universidade São Judas em São Paulo. Tem trabalhado em empresas de televisão, incluindo TV Tupi-SP, TV Cultura-SP, TV Jovem Pan e atualmente gerente de engenharia na TV Brasil-SP. Membro da SET - Diretoria de Tecnologia e do Fórum SBTVD.

Avaliações e desafios técnicos. Lições aprendidas em implementações IP

Os primeiros sistemas em IP incorporavam tecnologias proprietárias, com a camada de transporte de mídia não padronizada, tecnologias de roteamento específicas e orquestração dos fluxos de mídia em um ecossistema fechado. Mas a aliança AIMS pavimentou um caminho com padrões abertos, que incluiu vários fornecedores de sistemas utilizando soluções baseadas em COTS. Grandes implementações de IP empurraram os limites do conhecimento, sobre o que pode ser implantado usando uma infra-estrutura COTS e quais desafios surgem com a ampliação dos sistemas.

Palestrante: Robert Erickson - IP Evangelist - Grass Valley

Robert Erickson, atualmente na GrassValley, com a missão de Evangelista da Tecnologia IP. Atua há 18 anos em Engenharia de Televisão, esteve na KWTV, Sinclair Broadcast Group, Tyler Media e na GrassValley desde 2008.

boris

Arquiteturas de referência baseadas em IP para Produção e Distribuição

Oferecer uma visão mais aprofundada das arquiteturas IP utilizando padrões abertos, desenvolvimento conjunto com os com os fornecedores de IP switches, estudos de casos com topologias já em operação, discussão dos novos desenvolvimentos de normas e grupos de trabalho, lições aprendidas ao longo dos processos, melhores práticas dos IP “early adopters“, considerações específicas para cada tipo de infraestrutura.

Palestrante: Boris Kauffmann, Solutions Architect

Arquiteto de Soluções da Imagine Communications, trabalha há mais de 10 anos com projetos na área de broadcast, arquivos de filmes, pós-produtoras e estúdios de som. Experiência com processos de aquisição, digitalização, processamento, codificação, transcodificação e transporte de sinais. Conduziu provas de conceito, apresentações e treinamentos de técnicos para vários fabricantes em broadcasters e provedores de telecomunicações.

IMG_3965

Como encarar as Mudanças da Produção ao Vivo em IP

O momento é de mudanças.
A transição de HDTV para 4K, SDR para HDR e SDI para IP tem assombrado muita gente.
Estratégias de migração e de crescimento futuro estão pipocando, juntamente com novos padrões. Diferentes arquiteturas e workflows estão sendo propostos.
Novos e antigos atores estão se posicionando.
O que acontecerá com produção ao vivo? O que nos oferece o SMPTE 2022/2110 e o NDI? Como gerenciar e controlar esse sistema? Que topologia é adequada?
Participe e esteja preparado.

Palestrante: Antonio Leonel da Luz, Presidente, media and content-dynamics

Leonel da Luz é o presidente da media and content-dynamics que atende ao mercado brasileiro e latinoamericano, oferecendo consultoria, projetos, produtos e serviços profissionais. Com uma sólida formação em engenharia e administração de empresas pela Mauá, INATEL, FGV e MIT, Leonel acumulou sucessivas histórias de sucesso em várias empresas nacionais e internacionais, como TV Cultura-SP, Ampex, Philips, TV Anhanguera, Harris e Grass Valley, dentre outras.

11h30 - 13h

Tecnologia e Negócios | Sala B

Internacionalização do ISDB-T

Masayuki Sugawara

O ISDB-T, um dos principais sistemas de TDTB no mundo, foi adotado por 19 países, incluindo Japão e Brasil. O estado da implantação em cada país difere um do outro. Depende da data da adoção do ISDB-T, da transmissão analógica no passado, do futuro plano da DTTB, da situação econômica, etc. Esta palestra examinará o estado atual da implantação do ISDB-T em cada país e seus antecedentes. Também apresentará as atividades do Fórum Internacional ISDB-T,que foi organizado pelos paises ISDB-T.

Palestrante: Masayuki Sugawara - Presidente DiBEG ( Digital Broadcasting Expert Group)

Masayuki Sugawara recebeu os títulos de B.S. e M.S. em engenharia de comunicação elétrica e Ph.D. em engenharia eletrônica da Universidade de Tohoku, Sendai, Japão. Ele ingressou na NHK em 1983. Pesquisou sensores de imagem de estado sólido, câmeras HDTV e o sistema UHDTV na NHK STRL de 1987 a 2015. Foi professor associado na Universidade de Eletro-Comunicações, Tóquio, Japão, de 2000 a 2004. Desde 2004, está envolvido na atividade de padronização da UIT-R Study Group 6, incluindo o padrão UHDTV conhecido como Recomendação BT.2020. Atualmente, é presidente do grupo de especialistas em radiodifusão digital (DiBEG) e engenheiro executivo da NEC Corporation.Dr. Sugawara é um membro do SMPTE, um membro sênior do IEEE e um membro do IEICE e do ITE.

11h30 - 13h

Tecnologia para TV e Rádio | Sala C

A Migração do Rádio AM e a Revisão do Regulamento Técnico

Eduardo Cappia _1_

A MIGRAÇÃO DO RADIO AM E A REVISÃO DO REGULAMENTO TÉCNICO

A migração do rádio AM resultando em 300 novas emissoras na faixa estendida (76 a 88 MHz). Novo regulamento técnico aplicado. Universo de receptores faixa estendida, equipamentos e requisitos de modulação FM.

Moderador: Eduardo Cappia, EMC/SET Diretor

JOSE EDUARDO MARTI CAPPIA - Engenheiro Eletricista desde 1979. Diretor da Empresa EMC – SOLUÇÃO EM TELECOMUNICAÇÕES deste 1991. EMC Fez testes do Rádio Digital na UFMG – Belo Horizonte e Responsável Técnico por testes de HD Radio em Cordeirópolis – SP e DRM em Belo Horizonte. Avaliação e defesa de tese junto ao IBiquity nos EUA, sobre convivência de emissoras em Digitais em primeiros canais adjacentes FM. Implantação em 2014 da estação de testes, em eFM – 84,7 MHz – Jovem Pan – São Paulo. Na AESP - líder do Comitê Técnico desde 2011. Atuação na Diretoria de Rádio SET – desde 2011.

ANDRE CINTRA (3)

PLANEJAMENTO DA CANALIZAÇÃO FM ESTENDIDA – BALANÇO MIGRAÇÃO

FAIXA ESTENDIDA FM (76 a 88 MHz). Planejamento dos 12 MHz acrescentados à faixa FM, criterios de interferencia e proteção com a canalização convencional. Critérios e modificações sugeridos na adoção na canalização em Regiões Metropolitanas. Regulamento Técnico e Balanço da Migração.

Palestrante: Andre Ulhoa Cintra - Diretor de Radio - ABERT

Engenheiro de Comunicações – Consultor especializado no planejamento de canais de radiodifusão. Diretor de Rádio Abert e estando atualmente trabalhando na Canalização FM, pela ABERT para acomodar os canais migrantes. Desenvolveu pela SET trabalho para acomodar a canalização de TV no processo de planejamento da canalização de TV Digital de TV.

11h30 - 13h

Tecnologia e Negócios | Sala D

TV por Assinatura / VoD e OTT

Foto Donato (anhembi)

O surgimento dos meios de comunicação de massa, rádio, televisão e internet provocaram mudanças significativas nas mais diferentes narrativas. E, a medida que as tecnologias vão se aprimorando, novos players vão sendo agregados. Nesse contexto as perspectivas de convergência das mídias no mercado audiovisual brasileiro são avassaladoras, tendo em vista as mudanças vertiginosas do comportamento dos telespectadores ao assistir conteúdo audiovisual. Seja via TV aberta, por assinatura, OTT e Vod. O painel Tv por assinatura versus OTT & Vod tem a proposição de debater com profundidade essa convergência presente na era digital e na vida dos produtores, engenheiros e consumidores do mercado audiovisual.

Moderador: Mauricio Donato - Conselheiro Editorial da revista da SET

Mauricio Donato é graduado em Rádio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo; mestre em Comunicação na Contemporaneidade pela Faculdade Cásper Líbero e doutorando pela USP/ECA, desenvolvendo a tese “Aplicabilidade das novas tecnologias na era da TV digital em 4k e 8k”.  Possui vasta experiência em direção de programas televisivos, desenvolvendo projetos na TV Globo (Domingão do Faustão), SBT (Ô Coitado, Programa Livre, Pequenos Brilhantes, Teleton, Meu Cunhado) Rede TV (Vila Maluca), Band (One ofertas), TV Cultura (Eu Nunca Mais Vou Te Esquecer) do showman Moacyr Franco e na Rede Record de televisão. Também desenvolveu projetos audiovisuais na área artística/jornalística, criando e formatando desde cenários até a construção narrativa dos programas: Repórter Record Investigação (Domingos Meirelles), Esporte Fantástico (Mauricio Torres, Milena Cyribeli e Cláudia Reis), O Voto na Record (Ana Paula Padrão e Adriana Araújo). Foi ainda editor executivo do Domingo Espetacular, dirigindo o programa ao vivo e criando novos conteúdos, como: Dr. Pet e Seu Sucesso.  Teve participação ativa no Fórum SBTVD (Sistema Brasileiro de Tv Digital). Atualmente, é professor na Universidade Anhembi Morumbi, lecionando a disciplina Direção em TV e Mídias Audiovisuais e na FAPCOM orientando as disciplinas de planejamento audiovisual e tecnologia broadcasting.

14h - 15h30

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala A

Avaliação e Controle de Qualidade de Distribuição por IP

Gilvani Moletta

Avaliação e Controle de Qualidade de Distribuição por IP

Em um cenário de inevitáveis mudanças tecnológicas que proporcionam significativo período de transição. Vamos explorar dentro desse contexto os desafios do controle de qualidade (Quality Control) nas mais diversas etapas de produção e também nas inúmeras formas de distribuições por IP.

Moderador: GIlvani Moletta - Diretor Tecnico - Fundação Padre Anchieta

Diretor Técnico da Fundação Padre Anchieta responsável pelos setores de Engenharia, Operações e Tecnologia da informação; Engenheiro Eletrônico especialista em Processamento Digital de Sinais; MBA em Gerenciamento de Projetos; Experiência de 20 anos em radiodifusão.

Renan Czauskas

Emissora em IP – Desafios e Soluções de Segurança de Redes Aplicadas à Televisão

Atualmente vicenciamos diversos desafios tanto financeiros, operacionais como tecnológicos que nos forçam a repensar o modelo tradicional de engenharia de uma emissora de televisão, nesta palestra abordaremos o assunto do ponto de vista da Segurança, abandonando os modelos tradicionais aplicados ao mundo de TI, vamos explorar as melhores práticas e metodologias, protocolos e novos recursos, do design da sua rede para transporte de vídeo IP ao suporte técnico do dia a dia.

Palestrante: Renan Cizauskas - Diretor Executivo - Asccent do Brasil

Diretor de Tecnologia da Asccent do Brasil, engenheiro, empresário, com formação em soluções de áudio, vídeo e TI para o mercado de Broadcast, atualmente se dedica a promover e orientar as emissoras na adoção de soluções virtualizada e de video sobre IP. Trabalhou para grandes fabricantes como Harris Corporation, Grass Valley e emissoras de televisão como TV Bandeirantes e TV Cultura.

Eliesio Silva Junior

Soluções de referência, testes, medições, monitoramento e controle de qualidade em IP

Por que ainda usamos SDI?
Por que vídeo por IP?
Quais são os desafios do uso de IP?
Como monitorar sinais IP em eventos ao vivo?
Como sincronizar redes SDI / IP híbridas?
Qual o perfil do profissional para esse novo desafio?

São perguntas que vamos explorar juntos suas respostas nesse painel.

Palestrante: Eliésio Silva Júnior - Latin America - Regional Video Sales Leader - Tektronix

MBA, TV Digital e Novas Mídias pela Universidade Federal Fluminense, Pós em Logística, Modais pela Fundação Getulio Vargas / FGV, MBA, Gestão Empresarial pela Universidade Veiga de Almeida, Pós em Transmissão via Satélites pela PUC/RJ e Graduado em Licenciatura em Eletrônica, Eletrônica pela FABES. Eliésio Silva Junior tem mais de 24 anos de experiência no mercado broadcaster. Atualmente trabalha na Empresa Tektronix ocupando o cargo de "Regional Video Sales Leader" para a América Latina. Responsible for Business, Pre Sales, Sales, Post Sales, Trainings and Troubleshooting. Excellent relationship with Key Customers ( Broadcaster, Pay TV, Telecom and DTH ) Distributor Management in Brazil, Peru, Chile and Venezuela Training of all clients, in Technologies - Base Band / SDI ( HDR / HFR ), File Base, Video and Audio Compression, Cloud, OTT, RF;

Samuel Yuen

Inovações de streaming para TV linear “ao vivo” com baixa latência e alta confiabilidade;

Tendências em TV ao vivo linear e os desafios associados. Como garantir pela Internet qualidade de transmissão broadcast com:
(a) novos protocolos de contribuição;
(b) novos protocolos de ingesta de video ao vivo;
(c) novas arquiteturas de origem ao vivo com alta disponibilidade;
(d) serviços de CDN extremamente distribuídos e confiáveis.

Palestrante: Samuel Yuen - Major Account Executive LATAM at Akamai Technologies -

Samuel Yuen é o executivo da Akamai responsável pela mídia e entretenimento vertical na América Latina. Ele ajuda as principais empresas de mídia e parceiros a oferecer experiências de qualidade superior aos usuários finais. Antes da Akamai, ele tem mais de 10 anos de experiência em desenvolver empresas e gerenciar projetos na Oracle, Ericsson e Accenture, especialmente no setor de Telecomunicações. Samuel é graduado em MBA da INSEAD Business School e é formado em Engenharia Informática pela Universidade de São Paulo.

14h - 15h30

Regulatório e Normatização | Sala B

Drones: voando Legal

Sem título

O uso de Drones vem se difundindo cada vez mais no Brasil e no mundo e com isso devemos ficar atentos a legislação existente. Neste painel teremos a apresentação das condicionantes regulatórias para o uso de RPA no Brasil com ANAC, DECEA e ABM. Mostrando os avanços legais para utilização comercial de Drones.

Moderador: Felipe Filgueiras Costa - Técnico de Telecomunicações - TV Globo

Técnico em Telecomunicações, atua no ramo há 7 anos. Está na TV Globo há 3 anos, trabalha na área de regularização, fazendo as solicitações para uso de radiofrequências na ANATEL em todos os grandes eventos da empresa e também é responsável por criar a norma de utilização de Drones.

3x4decea

Palestrante: Flávio Fachel, presidente da ABM

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala C

A Preservação do Conteúdo Rádio nas Plataformas Digitais

Em elaboração

 

 

14h - 15h30

Tecnologia e Negócios | Sala D

Modelos de Negócio na Era Convergente e Métricas de Audiência em Multiplataforma

Em elaboração

16h - 17h30

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala A

Cloud e Virtualização

Cloud e Virtualização: realidade cada vez mais presente na operação das emissoras e produtoras

Os serviços de cloud e a virtualização de hardware tem sofrido grande evolução nos últimos anos no mercado de mídia e entretenimento, por conta de uma busca intensa por redução de custo e eficiência operacional dentro das companhias.

A possibilidade de utilização da capacidade máxima de um recurso computacional ou a possibilidade de contratar (pagar) apenas pelo que é consumido, tem facilitado a penetração desse tipo de serviço e se tornado o modelo de negócio cada vez mais comum dentro das emissoras de televisão e produtoras de conteúdo.

Muitos consideram esse tipo de tecnologia vital para sobrevivência das companhias, visto que, as instabilidades políticas e econômicas, principalmente em países como o Brasil, faz com que as suas operações mudem de tamanho de

Moderador: Alexandre Sano - Gerente de Engenharia SBT

Vice-Diretor de Eventos da SET.Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Mackenzie. Pós-graduado em Gestão Empresarial e Inovação Tecnológica pela ESPM. Pós-graduado em TV Digital pelo Mackenzie. Em 2002, iniciou as atividades no SBT e atualmente é responsável pela administração da infra-estrutura técnica de todo SBT SP. Atua também no desenvolvimento de soluções para melhoria continua das atividades, utilizando inovações de processos e de tecnologia. Participa das atividades desenvolvidas pela SET e pelo Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre.

Washington Cabral

Uma Jornada ao Futuro dos Micro-serviços de Mídia Nativos em Cloud

O impacto da transformação digital no setor de mídia e entretenimento vem transformando a forma que fornecedores e broadcasters pensam, desenham e comercializam produtos e experiências. Os atuais modelos de infraestrutura precisam se adaptar a uma realidade elástica, resiliente e altamente distribuída. Durante esta apresentação teremos uma visão geral da jornada que os serviços de suporte de mídia deverão se adaptar a essa nova realidade.

Palestrante: Washington Cabral - Client Technical Advisor for Media & Entertainment na IBM.

Em uma vida pautada pela curiosidade, onde nenhum conhecimento é passível de ser disperdiçado. Washington passou os últimos 28 anos de sua vida profissional no setor de Tecnologia da Informação. A curiosidade e entusiasmo por novos conhecimentos encontrou o casamento perfeito quando passou a se dedicar nos últimos 4 anos ao setor de mídia e entretenimento. A radical transformação impulsionada por TI que o setor enfrenta é o ambiente ideal para desenvolver idéias disruptivas e que possam fazer diferença para o futuro do setor.

Felipe Domingues

A dinâmica do mercado trouxe incerteza para o setor de mídia: as empresas precisam de sistemas ágeis que possam escalar para cima e para baixo de forma rápida e econômica. Ao mesmo tempo, as soluções para satisfazer as exigências da proliferação de plataformas de distribuição tornaram-se essenciais. Uma resolução prática é migrar de infraestrutura fixa para sistemas de software que funcionam em equipamentos de ti de commodities.

Agora é o momento perfeito para as empresas de mídia para abraçar o mais recente datacenter e tecnologias de nuvem e colher as recompensas de sua flexibilidade inerente e modelos de custo benéfico.

Soluções definidas por software podem transformar o desejo de flexibilidade e de modelos de custo benéfico em uma realidade, removendo a necessidade de hardware medida e fornecendo apenas software, virtualizado e soluções de nuvem.

As organizações de mídia estão sempre procurando reduzir as despesas de capital assim com a virtualização de perto no horizonte muitas empresas estão olhando para usar os centros de dados e sistemas definidos software para reduzir o capital de trabalho, os custos operacionais e melhorar a eficiência, então, em última análise, movendo-se desafio Capex para OPEX.

Palestrante: Felipe Domingues - Arquiteto de Soluções na SAM

Com formação acadêmica em engenharia, atua há mais de 13 anos no mercado Broadcast. Com grande experência em design de sistemas, passou por empresas do setor como Grass Valley e Imagine Communications. Hoje desempenha a função de Arquiteto de Soluções para Snell Advanced Media (SAM) na América Latina.

A Cloud irá matar metade de nós… e salvar o resto!

A indústria de mídia e entretenimento está fundamentalmente se transformando. A maior disrupção não é a transição para o IP, OTT, nem a subida ou descida de aplicações para a nuvem, mas muito mais a fundamental mudança no modo em que a tecnologia broadcast é consumida. Trata-se de serviços que estão sob demanda, usados apenas quando necessários, capazes de ampliar e reduzir a escala sem aviso prévio, sem grandes desembolsos financeiros ou projetos enormes de implementação. E sobretudo, sempre atualizados. Os fabricantes tradicionais do mercado broadcast devem revolucionar sua abordagem no modo de desenvolver os projetos, marketing e modelos de comercialização de seus produtos – ou senão serão extintos. Desde os componentes tradicionais com propósito único a serviços de mídia COTS baseados em nuvem, caminhamos por um longo caminho. No entanto, ainda há muito por vir. Aprendendo com os conceitos nativos da nuvem de resiliência, escalabilidade e orquestração, esta sessão o levará a perturbar as tecnologias que irão pavimentar o futuro dos serviços de mídia. Veremos exemplos de como os compradores estão mudando de comportamento e revisamos casos de melhores práticas de fornecedores que estão respondendo com serviços verdadeiramente inovadores, elásticos e on-demand. Mais importante ainda, examinaremos o que os vendedores e integradores de tecnologia de transmissão e mídia devem fazer para sobreviver, aproveitando efetivamente todo o potencial da nuvem, como se o mercado broadcast fosse uma nova criação, nascida no modelo de negócios da nuvem. Espero ver você lá.

Palestrante: Eduardo Rezende - Arquiteto de Soluções na AD Digital

Profissional com mais de 15 anos atuando no mercado broadcast, tendo desenvolvido projetos distintos nas principais redes de televisão nacionais. Formado em engenharia eletrônica e pós graduado em TV Digital pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, participou dos testes e implementação do sistema ISDB-T na américa latina. Utiliza-se do know how adquirido na área broadcast tradicional para desenvolver projetos em novas plataformas OTT,Cloud e Machine Learning para clientes de diversos mercados.

16h - 17h30

Produção de Conteúdo | Sala B

Drones: voando Real

Em elaboração

16h - 17h30

Tecnologia e Negócios | Sala C

Migração do Rádio e o Mercado

Em elaboração

16h - 17h30

Novas plataformas e Infraestrutura | Sala D

Lives 360 Broadcast (4K e 8K) em Mídias Sociais – economizando em SEO, Ads e Recursos

Em elaboração

[/su_tab]

Quinta-Feira – 24/08/ 2017

 HORÁRIO SALA  A SALA B SALA C SALA D
9h  – 11h
Hot Session

Projeto UHD – Brasil

Liliana Nakonechnyj, Olímpio José Franco
Tecnologia para TV e Rádio

Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital

José Frederico Rehme
Inovação e Tecnologias Disruptivas

Inteligência Artificial e Entretenimento

José Dias

11h30 – 13h
Produção de Conteúdo

Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em produções audiovisuais

Almir Almas
Inovação e Tecnologias Disruptivas

5G e o Futuro da Mobilidade

Paulo Ricardo Balduino
Tecnologia para TV e Rádio

Inventando o Futuro – Pesquisa e Desenvolvimento P&D

Cristiano Akamine
Produção de Conteúdo

Panorama do Áudio em Dramaturgia

Rodrigo Meireles

INTERVALO

14h – 15h30
Tecnologia para TV e Rádio

O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura

Valderez Donzelli
Acadêmico

A Visão da Comunicação para o Futuro do Broadcasting e Novas Mídias

Inovação e Tecnologias Disruptivas

Produtos Eletrônicos de Consumo de Áudio e Vídeo

Tecnologia para TV e Rádio

Sistemas Avançados de Áudio

Nelson Faria
16h – 17h30

Tecnologia e Negócios

Produção UHD (HDR/HFR) e o Futuro em Multiplaformas

Leonardo Chaves
Produção de Conteúdo

Áudio para Shows em TV

Carlos Ronconi

Quinta-Feira – 24/08/ 2017

Faça a busca no campo abaixo por tema, nome do palestrante ou conteúdo.

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

Hot Session | Sala A

Projeto UHD – Brasil

Uma década após a introdução da alta definição no Brasil, já está mais do que na hora de pensar nos avanços posteriores de imagens e sons e planejar como facilitar sua introdução num mundo com telas progressivamente maiores e mais bonitas, mas também no qual os dispositivos pessoais assumem importância ímpar no dia-a-dia das pessoas, e a cada momento surgem novos formatos de serviços audiovisuais.

O Projeto UHD Brasil reúne representantes dos vários setores da cadeia audiovisual, desde a produção até a distribuição de conteúdo, num esforço voluntário para harmonizar a introdução desses avanços, nas diversas mídias disponíveis em nosso país.

Essa sessão começará com um vislumbre desse novo mundo que nos espera, seguido por apresentações sobre dois esforços internacionais que visam a preparação para esse futuro – o Fórum internacional UltraHD e o Projeto Wave ( Web Application Video Echosystem) do CTA ( Consumer Technology Association). Vamos também apresentar como o Projeto UHD-Brasil está sendo estruturado.

 

Moderador: Liliana Nakonechnyj, Presidente da SET

Liliana Nakonechnyj é presidente da SET (Biênio 2017-2018). Engenheira de telecomunicações, dedicou grande parte de sua vida profissional à implantação de sistemas de distribuição de sinais de televisão em estações de transmissão terrestre, sistemas de contribuição e distribuição por rádio, satélite e fibra ótica. Também foi, por muitos anos, responsável pelo apoio de engenharia às emissoras afiliadas da Rede Globo. Liderou estudos e testes para a introdução da televisão digital no Brasil entre 1994 e 2006 e, posteriormente, demonstrações e testes de UHDTV. Representa a SET no IBC Council.

 

Co-moderador: Olimpio José Franco, Superintendente da SET

Olímpio José Franco é superintendente e membro do Conselho de Ex-Presidentes da SET. É engenheiro eletrônico, com extensa carreira na área da radiodifusão televisiva. Em 1969, entrou para a Fundação Padre Anchieta (Rádio e TV Cultura, São Paulo), como estagiário, de onde saiu somente em 1988, quando exercia o cargo de diretor técnico. De 1988 a 2003, foi diretor técnico da TV Jovem Pan. É proprietário da Olympic Engenharia em Sistemas de Áudio e Vídeo desde 1985, atuando em projetos e instalações de áudio e vídeo. É fundador da SET, tendo exercido o cargo de presidente por três períodos, além de ter sido diretor de tecnologia e vice-presidente em vários momentos. É membro vitalício da SMPTE e membro do Módulo Técnico do Fórum SBTVD.

9h - 11h

Tecnologia para TV e Rádio | Sala B

Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital

O sucesso de um projeto  de implantação de um site de TV digital é proporcional à facilidade de captação e estabilidade do sinal na casa do telespectador. Do ponto de vista técnico, depende da intensidade do sinal e da relação C/N no local de recepção. Vamos discutir as ferramentas e as técnicas adotadas para se conseguir um bom projeto: confiável, robusto, de custo acessível, simples. Serão explorados os tópicos: predição, análise, medição, densidade x Intensidade, SFN e Gap Filler.

Moderador: José Frederico Rehme - Diretor da SET, Diretor da TVCI, professor da Universidade Positivo

José Frederico Rehme é Diretor de Ensino da SET, Coordenador e Professor do Curso de Engenharia Elétrica e Engenharia de Energia da Universidade Positivo e Diretor de Engenharia da TVCi.

Marcello Martins

Evolução dos tipos de ferramentas de predição;

Diagramas em blocos/funcional, manhas de coberturas SFN e MFN;

Uso e aplicações na transmissão e recepção DTV;

‘Voando por instrumentos’ …com números atuais de frequências…

Palestrante: Marcello Martins - Diretor Executivo na iTVX do Brasil Com. e Serviços de Telecom Ltda

Graduado em Engenharia Eletrônica, com especialização em Telecomunicações (1989) e Administração de Empresas, pós Graduação com MBA pela USP/FIA com extensão na Manchester Business School/Inglaterra (2001). Especialização em Sistemas de Recepção via satélite desde 1982 e projetos de RF para Geradoras e Retransmissoras de TV Terrestre. Iniciou a sua carreira na área técnica da Rádio e TV Tupi de São Paulo/1978. Na década de 80 decidiu migrar para a vida empresarial, onde há mais de 28 anos têm atuado na Indústria, Comércio e Serviços de Engenharia de novos produtos eletrônicos para recepção digital HD. Atual Diretor Executivo na iTVX do Brasil Com. e Serviços de Telecom Ltda, empresa de projetos técnicos de Engenharia no setor de Radiodifusão e Telecomunicações desde 2008. Associado a SET/Sociedade de Engenharia de TV, desde 1986 Associado ao GESC, FEA/USP , apoio social, desde 2001 Associado Forum TV Digital ,SBTVD (2010 a 2012) Membro do Rotary Clube/S.Paulo/Jardins ,desde 1995

9h - 11h

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala C

Inteligência Artificial e Entretenimento

Em elaboração

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala A

Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em produções audiovisuais

Almir_Almas

Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em Produções Audiovisuais

Nesta mesa-redonda abordaremos inovações e tecnologias disruptivas que apontam para transformações em curso e no futuro da semiosfera televisiva, que abarcam produções audiovisuais em múltiplas plataformas, múltiplas telas, múltiplas janelas, múltiplos produtos e múltiplos serviços. Além do enfoque tecnológico, de padronizações e sistemas, serão apresentados também “Casos de Produção”, com seu estado da arte, workflows e aspecto da discussão técnico/estética e da realidade do mercado brasileiro.

Moderador: Almir Almas, Professor Doutor, Universidade de São Paulo e Vice-diretor de Cinema da Diretoria da SET

Professor e pesquisador do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão e do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais; Coordenador do Grupo de Pesquisa LabArteMídia e do Observatório Obted da ECA/Universidade de São Paulo. Doutor em Comunicação e Semiótica; Cineasta/ VJ; artista do Coletivo de Arte Cobaia. Vice-Diretor de Cinema da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. Autor de "Televisão digital terrestre: sistemas, padrões e modelos". alalmas@usp.br

11h30 - 13h

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala B

5G e o Futuro da Mobilidade

Em elaboração

11h30 - 13h

Tecnologia para TV e Rádio | Sala C

Inventando o Futuro – Pesquisa e Desenvolvimento P&D

Murayama foto.

A Tendência da Tecnologia de Radiodifusão – Uma introdução ao NHK STRL Open House 2017

O evento anual “Open House 2017” da NHK STRL foi realizado em maio e atraiu mais de 20 mil visitantes. Este ano, exibiu 30 tópicos, incluindo AI e IoT, bem como tecnologias 8K. Também foram demonstradas algumas tecnologias que visam os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tokyo 2020 . Esta palestra irá apresentar tecnologias que foram destaques na Open House 2017 e uma visão geral da tendência da tecnologia de transmissão.

Palestrante: Kenichi MURAYAMA Senior Research Engineer Advanced Transmission Systems Research Division Science & Technology Research Laboratories NHK

Kenichi Murayama é pesquisador sênior do NHK STRL. Ingressou na NHK (Japan Broadcasting Corporation) em 2002. De 2002 a 2008, trabalhou no NHK Engineering Administration Department do Transmission & Audience Reception Engineering Center. De 2008 a 2013, trabalhou na Advanced Transmission Systems Research Division  no Science and Technology Research Laboratories (STRL) e está empenhado em pesquisa e desenvolvimento relacionado com a próxima geração de transmissão digital terrestre.

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala D

Panorama do Áudio em Dramaturgia

Em elaboração

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala A

O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura

Valderez

O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura

Como otimizar investimentos , reduzir custos com as infraestruturas existentes muitas vezes compartilhadas e conseguir o bom desempenho da estação.

As condições de infraestrutura de instalação, influenciam na cobertura de sua estação? A intermodulação (ferrugem na torre, conectores, antenas desligadas  entre outros) pode interferir?

As Infraestruturas das Prefeituras podem ser adequadas para receber o sistema de TV Digital?

Quando houver o desligamento da TV analógica, a  nova  estação de TV Digital  estará preparada para atender a área de cobertura desejada?

A experiência das emissoras e dos fornecedores de serviços e equipamentos.

Moderador: Valderez De Almeida Donzelli- Diretora – ADTHEC Engenharia e Sistemas / SET

Trabalhando em Engenharia de Transmissão desde 1979, especialista em telecomunicações. Chefe da Divisão de Projetos Técnicos, na Rádio e TV Cultura, responsável pela transmissão, retransmissão, links, projetos de redes analógicas e digitais. Membro do comitê de desenvolvimento tecnológico da ABERT (Associação Brasileira de Radiodifusão); Diretora Editorial da SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Telecomunicações e Telecomunicações) e membro dos grupos de estudo de rádio e televisão digitais brasileiros. Coordenadora e palestrante nos vários painéis, tutoriais e debates durante congressos, seminários no Brasil e outros países, e escritora de artigos técnicos.

14h - 15h30

Acadêmico | Sala B

A Visão da Comunicação para o Futuro do Broadcasting e Novas Mídias

Em elaboração

 

 

14h - 15h30

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala C

Produtos Eletrônicos de Consumo de Áudio e Vídeo

Em elaboração

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala D

Sistemas Avançados de Áudio

Em elaboração

16h - 17h30

Tecnologia e Negócios | Sala C

Produção UHD (HDR/HFR) e o Futuro em Multiplaformas

Matthew Goldman 1 4x5 high - copy

Palestrante: Matthew Goldman - Senior Vice President Technology at Ericsson / Fellow & President of SMPTE / Senior Member at IEEE

Matthew Goldman é vice-presidente sênior de tecnologia, TV e mídia da Ericsson, com foco em soluções de processamento de vídeo e media delivery. Ele participa ativamente do desenvolvimento de sistemas de televisão digital desde 1992. Teve uma destacada atuação no Moving Picture Experts Group, onde ajudou a criar os padrões MPEG-2 Systems e DSM-CC. Continua influente em outras organizações como a Society of Motion Picture and Television Engineers (SMPTE), a Alliance of IP Media Solutions (AIMS), o Fórum Ultra HD, o projeto Digital Video Broadcasting, o Advanced Television Systems Committee e a Society of Cable Telecommunications Engineers. Quatro de seus projetos tiveram reconhecimento da Technology & Engineering Emmy® Awards. O Sr. Goldman recebeu diplomas de bacharelado (com distinção) e mestrado em engenharia elétrica pelo Instituto Politécnico de Worcester. Ele possui seis patentes relacionadas ao transporte de vídeo digital.Membro da SMPTE, ele também é membro sênior do IEEE e membro da Academia de Pioneiros de Televisão Digital. O Sr. Goldman é o atual presidente da SMPTE.

16h - 17h30

Produção de Conteúdo | Sala D

Áudio para Shows em TV

Em elaboração

.

Patrocinadores Platina

Patrocinadores Prata

Patrocinadores Bronze