SET EXPO 2017

 29º Congresso de Tecnologia

Quinta-Feira – 24/08/2017

 HORÁRIO SALA  13 SALA  16 SALA  12 SALA  11
9h  – 11h
Hot Session
Projeto UHD – Brasil: uma Ponte para o Futuro
Olímpio José Franco
Tecnologia para TV e Rádio
Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital
José Frederico Rehme
Acadêmico
Painel Acadêmico Científico – Edição da Manhã
Ronald Siqueira Barbosa

11h30 – 13h
Produção de Conteúdo
Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em produções audiovisuais
Almir Almas
Inovação e Tecnologias Disruptivas
5G e o Futuro da Mobilidade
Paulo Ricardo Balduino
Tecnologia para TV e Rádio
Inventando o Futuro – Pesquisa e Desenvolvimento P&D
Cristiano Akamine
Produção de Conteúdo
Panorama do Áudio em Dramaturgia
Rodrigo Meirelles

INTERVALO

14h – 15h30
Inovação e Tecnologias Disruptivas
Inovações e Atualidades dos Produtos Eletrônicos de Consumo
Alberto Seda Paduan, José Francisco Alvarenga
Acadêmico
A Visão da Comunicação para o Futuro do Broadcasting e Novas Mídias
Fernando Moura
Tecnologia para TV e Rádio
O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura
Valderez Donzelli
Tecnologia para TV e Rádio
Áudio 3D e Imersivo
Nelson Faria
16h – 17h30
Tecnologia e Negócios
Ultra HD – Produção e Impactos no Mercado Consumidor
Leonardo Chaves
Produção de Conteúdo
Novas Tecnologias: Sensor e Lente UHD-8K Full Frame 24x36mm com Relação de Aspecto Agnóstica
Celso Araújo
Acadêmico
Painel Acadêmico Científico – Edição da Tarde
José Frederico Rehme, Valderez Donzelli
Produção de Conteúdo
Tá na hora do SHOW!
Carlos Ronconi

Quinta-Feira – 24/08/ 2017

Faça a busca no campo abaixo por tema, nome do palestrante ou conteúdo.

Horário Palestra
Horário Palestra

9h - 11h

Hot Session | Sala 13

Projeto UHD – Brasil: uma Ponte para o Futuro

Uma década após a introdução da alta definição no Brasil, já está mais do que na hora de pensar nos avanços posteriores de imagens e sons e planejar como facilitar sua introdução num mundo com telas progressivamente maiores e mais bonitas, mas também no qual os dispositivos pessoais assumem importância ímpar no dia-a-dia das pessoas, e a cada momento surgem novos formatos de serviços audiovisuais.
Essa sessão discutirá esse novo mundo que nos espera, incluindo  apresentações sobre dois esforços internacionais que visam a preparação para esse futuro – o Fórum internacional UltraHD e o Projeto Wave ( Web Application Video Echosystem) do CTA ( Consumer Technology Association). Vamos também apresentar como o Projeto UHD-Brasil está sendo estruturado.

Moderador: Olimpio José Franco, Superintendente da SET

Olímpio José Franco é superintendente e membro do Conselho de Ex-Presidentes da SET. É engenheiro eletrônico, com extensa carreira na área da radiodifusão televisiva. Em 1969, entrou para a Fundação Padre Anchieta (Rádio e TV Cultura, São Paulo), como estagiário, de onde saiu somente em 1988, quando exercia o cargo de diretor técnico. De 1988 a 2003, foi diretor técnico da TV Jovem Pan. É proprietário da Olympic Engenharia em Sistemas de Áudio e Vídeo desde 1985, atuando em projetos e instalações de áudio e vídeo. É fundador da SET, tendo exercido o cargo de presidente por três períodos, além de ter sido diretor de tecnologia e vice-presidente em vários momentos. É membro vitalício da SMPTE e membro do Módulo Técnico do Fórum SBTVD.

O Fórum UltraHD

O Fórum Ultra HD reúne líderes de mercado de todas as partes da indústria; Emissoras, provedores de serviços, eletrônicos de consumo e fornecedores de tecnologia para colaborar na resolução de obstáculos do mundo real e na aceleração da implantação da Ultra HD.

Palestrante: Skip Pizzi - Vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da NAB

Skip Pizzi é engenheiro, jornalista, editor, autor e coach de tecnologia. Atualmente, exerce o cargo de vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da National Association of Broadcasters (NAB). Também é vice-presidente do Grupo de Tecnologia 3 (TG3) do Advanced Television Standards Committee (ATSC), que está desenvolvendo o padrão ATSC 3.0. É membro do Conselho de Administração do Fórum Ultra HD e editor associado do Manual de Engenharia da NAB, 11ª edição.  Graduado pela Universidade de Georgetown, estudou Engenharia Elétrica, Economia Internacional e Belas Artes.  Seu livro mais recente é A Broadcast Engineering Tutorial for Non-Engineers, 4 ª edição.

O Projeto WAVE ( Web Application Video Ecosystem)

O Projeto WAVE, hospedado pela Associação de Tecnologia do Consumidor (CTA) ™, tem como objetivo melhorar a forma como o vídeo comercial fornecido pela internet é manipulado em dispositivos eletrônicos de consumo e tornar mais fácil a distribuição de vídeo para esses criadores.O projeto se concentra em videos comerciais de internet e aplicações web, e no desenvolvimento de ferramentas de interoperabilidade para compatibilidade global.

Palestrante: Mike Bergman - Senior Director, Technology and Standards | Consumer Technology Association

Mike atua na indústria eletrônica há mais de 30 anos, começando como designer de chips e progredindo para sistemas embutidos, comunicações sem fio e multimídia digital sem fio. Antes da CTA, ele ocupou cargos importantes em JVC-Kenwood, Sirius Satellite Radio, e várias outras empresas de tecnologia bem conhecida nas indústrias de computadores e de comunicação. Ele possui duas patentes em design de semicondutores e contribuiu para uma série de padrões, incluindo ATSC, DVB, NRSC e USB.

O Projeto UHD-Brasil  

O Projeto UHD- Brasil reúne representantes dos vários setores da cadeia audiovisual, desde a produção até a distribuição de conteúdo, num esforço voluntário para harmonizar a introdução desses avanços, nas diversas mídias disponíveis em nosso país.

Palestrante: Liliana Nakonechnyj, Presidente da SET

Liliana Nakonechnyj é presidente da SET (Biênio 2017-2018). Engenheira de telecomunicações, dedicou grande parte de sua vida profissional à implantação de sistemas de distribuição de sinais de televisão em estações de transmissão terrestre, sistemas de contribuição e distribuição por rádio, satélite e fibra ótica. Também foi, por muitos anos, responsável pelo apoio de engenharia às emissoras afiliadas da Rede Globo. Liderou estudos e testes para a introdução da televisão digital no Brasil entre 1994 e 2006 e, posteriormente, demonstrações e testes de UHDTV. Representa a SET no IBC Council.

9h - 11h

Tecnologia para TV e Rádio | Sala 16

Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital

Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital

O sucesso de um projeto  de implantação de um site de TV digital é proporcional à facilidade de captação e estabilidade do sinal na casa do telespectador. Do ponto de vista técnico, depende da intensidade do sinal e da relação C/N no local de recepção. Vamos discutir as ferramentas e as técnicas adotadas para se conseguir um bom projeto: confiável, robusto, de custo acessível, simples. Serão explorados os tópicos: predição, análise, medição, densidade x Intensidade, SFN e Gap Filler.

Moderador: José Frederico Rehme - Diretor da SET, Diretor da TVCI, professor da Universidade Positivo

José Frederico Rehme é Diretor de Ensino da SET, Coordenador e Professor do Curso de Engenharia Elétrica e Engenharia de Energia da Universidade Positivo e Diretor de Engenharia da TVCi.

Marcello Martins

Teoria e Prática da Cobertura de TV Digital

Evolução dos tipos de ferramentas de predição;

Diagramas em blocos/funcional, manchas de coberturas SFN e MFN;

Uso e aplicações na transmissão e recepção DTV;

‘Voando por instrumentos’ …com números atuais de frequências…

Palestrante: Marcello Martins - Diretor Executivo na iTVX do Brasil Com. e Serviços de Telecom Ltda

Graduado em Engenharia Eletrônica, com especialização em Telecomunicações (1989) e Administração de Empresas, pós Graduação com MBA pela USP/FIA com extensão na Manchester Business School/Inglaterra (2001). Especialização em Sistemas de Recepção via satélite desde 1982 e projetos de RF para Geradoras e Retransmissoras de TV Terrestre. Iniciou a sua carreira na área técnica da Rádio e TV Tupi de São Paulo/1978. Na década de 80 decidiu migrar para a vida empresarial, onde há mais de 28 anos têm atuado na Indústria, Comércio e Serviços de Engenharia de novos produtos eletrônicos para recepção digital HD. Atual Diretor Executivo na iTVX do Brasil Com. e Serviços de Telecom Ltda, empresa de projetos técnicos de Engenharia no setor de Radiodifusão e Telecomunicações desde 2008. Associado a SET/Sociedade de Engenharia de TV, desde 1986 Associado ao GESC, FEA/USP , apoio social, desde 2001 Associado Forum TV Digital ,SBTVD (2010 a 2012)

Anderson de Oliveira

Aspectos gerais de um projeto de TV Digital

Para o desenvolvimento de um projeto de implantação de TV Digital são necessárias tomadas de decisão cruciais. A primeira delas é a escolha do modelo de propagação. A modelagem se insere como elemento capaz de descrever matematicamente o comportamento da onda eletromagnética, bem como suas perdas. A partir disso, é possível estabelecer critérios de cobertura, porém são necessários parâmetros de análise da mesma, que devem ser escolhidos pelo projetista. Outro aspecto a ser discutido é a importância do cruzamento dos dados de cobertura com medidas de campo. Por fim, trataremos de rede SFN e gap-filler como solução de otimização de cobertura, com estudo de casos reais.

Palestrante: Anderson de Oliveira - Projetos de Telecom da RPC - afiliada Globo - Paraná

Engenheiro de Telecomunicações pela FURB Fundação Universitária Regional de Blumenau Conclusão - 2006, Pós Graduado em Gestão de Pessoas nas Organizações pela UNIPLAC - Universidade do Planalto Catarinense - Conclusão 2009, Pós graduando em Redes de Computadores e Serviços Convergentes na Universidade Positivo previsão de Conclusão em 2017 Trabalha há 11 anos no setor de Projetos sendo 7 anos no setor de Projetos de Telecom da RPC – Afiliada Globo no Paraná.

PauloWeb

Evolução das Predições para Aspectos Regulatórios e a Confrontação com as Medições em Campo

Analise das predições da cobertura de estações da radiodifusão utilizadas para a aprovação pela Anatel. O Sistema Mosaico. O que se deve observar (Intensidade de Campo, SNR, MER, etc) na avaliação de campo de estações de TV Digital. Como avaliar uma SFN para TV Digital.

Palestrante: Paulo Eduardo dos Reis Cardoso Doutorando / Especialista em Regulação Universidade Estadual de Campinas / Agência Nacional de Telecomunicações

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela FEEC-Unicamp (2002) e mestrado em Engenharia Elétrica (Eletrônica) pelo DEMIC-FEEC-Unicamp (2005). Atualmente é Doutorando no DECOM-FEEC-Unicamp, pesquisando TV Digital. Esta licenciado do cargo de Especialista em Regulação da Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel, onde atua na Coordenação de Outorga e Recursos à Prestação, na Gerência Regional da Anatel em São Paulo, trabalhando com o Licenciamento e Alteração de Características Técnicas das estações de Radiodifusão. Anteriormente, atuou na Fiscalização Técnica em entidades de Radiodifusão e na solução de problemas de radiointerferência em qualquer sistema de telecomunicação. Foi responsável pelo Regulamento Técnico para Emissoras de Radiodifusão Sonora em Frequência Modulada e pela análise de processos de viabilidade técnica para inclusão ou alteração do Plano Básico de Distribuição de Canais de Radiodifusão Sonora em Frequência Modulada. Participou como observador do Governo Federal nos testes de Radiodifusão Sonora Digital, tanto nos testes do padrão americano - HD Radio, em 2008 e 2012, como nos testes do padrão europeu - DRM, em 2010. Atuou como Pesquisador de Telecomunicações da Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações - CPqD.

Luiz Ricardo Tonin

Otimização de recursos para a cobertura de TV: o custo-benefício como critério para definição de parâmetros.

A escolha dos parâmetros para predição de cobertura são elementos significativos para a definição de investimentos das redes de TV, uma vez que definem altura de irradiação, potência de transmissores e modelos de antenas, com impactos diretos na viabilidade de implantação de infraestrutura e custos de operação. Demonstraremos casos reais de projetos considerando tais critérios e os resultados obtidos e que podem ser replicados para a otimização de investimentos nessa etapa de aumento da cobertura de TV Digital.

Palestrante: Luiz Ricardo Tonin - Coordenador de Projetos de Radiodifusão - SM Facilities

Luiz Ricardo Tonin é engenheiro eletricista graduado pela Universidade Positivo e possui 8 anos de experiência na área de engenharia de telecomunicações, com expertise em radiodifusão, tendo atuado em empresas de telefonia e de rádio. Atualmente é Coordenador de Projetos de Radiodifusão na SM Facilities, empresa de engenharia que presta serviços técnicos, de implantação e de construção para a área de radiodifusão e de telecomunicações. É especialista em softwares de predição e em projetos de técnicos de transmissão, participa ativamente do desenvolvimento de novas soluções visando o switch-off analógico e a migração da faixa de 700MHz.

Valderez

Do planejamento até implantação da rede: Predição de Cobertura; As Built da instalação; Medidas de sinal em campo; ajuste e conformidade legal.

As características dos canais no PBTVD atende de fato a cobertura esperada da estação?

Quais parâmetros devem ser priorizados na planejamento de cobertura da rede? Diagrama real do sistema irradiante instalado? Estudo de deformação dos diagrama de radiação por software? Medidas com drone ? E o valor de campo recebido de 51 dBuV/m -para UHF – garante disponibilidade do sinal e a não interferência? E o FEC ¾?

Como escolher a ferramenta de predição: apenas adquirir um bom software e usá-lo sem conhecer seu  modelamento interno  para setup e predição, garante a  cobertura de sua estação? O que solicitar ao fornecedor?

Qual a importância da escolha do modelo de propagação adequado para o local de fato da estação?  E do para  de dados para relevo? SRTM3 – SIGAnatel ou SRTM 1 – Mosaico?

E como realizar as medições em campo? O que medir? O que analisar?

Devo investir: Em software de predição? Em instrumental de medição? Na análise de deformação da sistema irradiante?

A importância da engenheira desde o planejamento da rede até implantação da estação e consolidação da cobertura da região desejada.

 

Palestrante: Valderez De Almeida Donzelli- Diretora – ADTHEC Engenharia e Sistemas / SET

Graduada pela FEI em engenheira eletrônica, eletrotécnica e  produção. Mestre em engenharia elétrica com defesa da dissertação “Polarização Elíptica: Influência no desempenho de cobertura da TV Digital” e doutoranda com a pesquisa  “TV Digital: Disponibilidade de Sinal”, ambos pela  Universidade Mackenzie . Possui, especialização em TI pela FESP , gestão da TIC  pela FGV e Sistema de TV Digital Avançado pelo INATEL. Diretora Técnica da  ADTHEC (www.adthec.com.br), empresa de  consultoria,  planejamento, projetos, pesquisa e análise de riscos e soluções para estações de  rádio, televisão e telecomunicações do setor público e privado, com ênfase em projeto e implantação de sistemas de transmissão digital e FM. Participa ativamente de diversos grupos de trabalho, nacionais e internacionais,  coordenados pela Anatel, Ministério das Comunicações, Universidades, Associações e Centros de Pesquisa. Iniciou suas atividades profissionais em  bioengenharia no Instituto do Coração do Hospital das Clinicas, lecionou na FAAP  e trabalhou por mais de 20 anos, em vários setores  da Fundação Padre Anchieta  (Rádio e TV Cultura de São Paulo).  Como responsável pela divisão de projetos técnicos coordenou os  projetos e planejamento da rede de TV e  Rádios, testes  e  implementação de novas tecnologias , relacionamentos com Prefeituras, Emissoras, Ministério das Comunicações e Anatel. Liderou estudos , testes e medidas dos sistemas para a implantação da TV Digital no Brasil  e do grupo de revisão de regulamento de serviços de radiodifusão de sons e imagens É atual vice diretora de ensino e membro do comite editorial  da SET, onde já atuou como diretora de relacionamento e editorial.

Milos Pavlovic

Planejamento de rede ISDB-T SFN avançado – Desafios e Oportunidades

Para que o planejamento de uma rede de transmissão seja realmente eficaz é necessário um conhecimento atualizado das últimas tendências e tecnologias. O conhecimento detalhado sobre a enorme variedade de funcionalidades de planejamento é tão importante quanto a informação sobre as próprias tecnologias. Esta apresentação fará uma introdução para projetistas e engenheiros dos requisitos necessários para a complexa tarefa de planejamento de redes de transmissões modernas, como as ISDB-T SFN.

Palestrante: Milos PAVLOVIC - Diretor de Vendas Broadcast LS telcom AG, German

Milos Pavlovic é formado em Engenharia Elétrica / Telecomunicações. pela Universidade de Belgrado. Tem mais de 10 anos de experiência na indústria de broadcast..Milos está no departamento de Vendas e Marketing da LS telcom AG desde 2012, e é responsável pelo atendimento global aos clientes.

9h - 11h

Acadêmico | Sala 12

Painel Acadêmico Científico – Edição da Manhã

Painel Acadêmico Científico – Edição da Manhã

Este painel apresentará um conjunto de trabalhos científicos  que foram submetidos ao Call for Papers  promovido anualmente pela SET. Os trabalhos selecionados serão publicados no SET International Journal of Broadcast Engineering (SET IJBE)  um periódico científico internacional cujo objetivo é a difusão de conhecimento sobre engenharia de comunicações, especialmente das áreas de broadcast e novas mídias. O SET IJBE busca pesquisas atuais que componham o estado da arte dessas tecnologias.

Moderador: Ronald Siqueira Barbosa - Comite de ensino SET/ Professor de Comunicação Óptica, Sistemas de Televisão, Princípios de Comunicação e Antenas

Formado no curso de Engenharia Elétrica (Eletrônica) pela Universidade de Brasília, Mestre em Ciências (MSc) pelo Instituto Militar de Engenharia do Rio de Janeiro. Com grande experiencia no mercado de radiodifusão como consultor e participantes das associações de emissoras e de engenharia coordenando diversos grupos de trabalho. É Professor Assistente II do Centro Universitário - Instituto de Educação Superior de Brasília – IESB, desde 2012, onde leciona as disciplinas Comunicação Óptica, Sistemas de Televisão, Princípios de Comunicação e Antenas, e Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC e participação em Bancas Examinadoras de TCC no IESB. Atual membro do comite de ensino da SET.

Daniel Izario

Técnicas de reconhecimento facial utilizando inteligência artificial para animações audiovisuais

Aplicação de inteligência artificial que usa reconhecimento facial para animação em computador. Fornece aos produtores simular os movimentos faciais dos atores em um ambiente digital. Todas as aplicações inerentes da ferramenta favorecem a área de filmes animados e séries de televisão.

Palestrante: Daniel Rodrigues Ferraz Izario - Estudante de Mestrado - Unicamp

Bacharel no Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) / MG, Brasil - em Engenharia da Computação (2017), mestrado em Computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em andamento. Atualmente é desenvolvedor web - Freelancer e seus interesses são software, game, web design e processamento digital de imagem, com foco nas linguagens javascript e python.

perfil foto

A mobilização social enquanto ferramenta de apoio ao switch off da TV e de humanização do processo: a experiência da Seja Digital nas cidades de Rio Verde (GO) e Brasília (DF)

Essa palestra compartilha o processo de construção da experiência de mobilização social da Seja Digital, entidade não governamental responsável por operacionalizar o processo de desligamento do sinal analógico de TV no Brasil. A Seja Digital promove várias ações com o intuito de conscientizar e envolver lideranças comunitárias, políticas e religiosas em suas campanhas, ao mesmo tempo que as incentiva a desenvolver ferramentas e soluções dentro das comunidades onde vivem.

Palestrante: Deisy Fernanda Feitosa - Gerente Regional - Seja Digital

Graduada em Comunicação Social (UFPB), mestre em TV Digital (Unesp) e doutora (2015) em Ciências da Comunicação (ECA/USP). Foi pesquisadora do Lavid/UFPB e trabalhou na Univesp TV, canal da multiprogramação da TV Cultura. Atualmente trabalha na Seja Digital, empresa administradora da digitalização da TV no Brasil. Há onze anos estuda os temas: TV digital, convergência digital e inclusão digital.

Evandro Tiziano

Sistema de Isofrequencia em FM, uma experiencia de otimização de espectro no Brasil

Descrição da experiência de 16 anos de operação de sistemas de isofrequência em FM na cidade do Rio de Janeiro, RJ, iniciada em 2000. Proposta e inclusão como item da Resolução 67, reconhecimento como obra intelectual pelo CONFEA e operação por diversas emissoras, como solução para cobertura devido a bloqueios geográficos, utilizando a mesma frequência do transmissor Principal.

Palestrante: Evandro Franco Tiziano - Diretor - Akron Technical Service ltda

Engenheiro Eletricista, Eletrônico e de Telecomunicações Pós Graduação em Tecnologia, Trabalho e Educação Diretor da Akron Technical Service ltda Ex Diretor de Técnico: Sistema Globo de Rádio/ Sistema Jornal do Brasil/ Rede Manchete de Rádio / Rede Manchete TV. Membro do Comitê Técnico da Associação de Emissoras do Rio de Janeiro AERJ Conselheiro da AERJ Premiado no 71° SOEA 2014 - Semana Oficial de Engenharia e Agronomia, organizado pelo CONFEA - Conselho Federal de Engenharia e Agronomia

foto_set_VMD

Comparação entre sistemas de TV digital terrestre: ISDB-T e ATSC 3.0

Essa apresentação exibe as diferenças entre os pontos da camada física de cada sistema – ISDB-T e ATSC 3.0 – e faz uma comparação teórica de desempenho entre taxa de transmissão e relação portadora-ruído.

Palestrante: Victor Morales Dionísio - Pesquisador - Universidade Presbiteriana Mackenzie

Engenheiro eletricista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010 e Mestre em Engenharia Elétrica e Computação pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2017.

Foto - Ricardo S. Rabaça - SET 2017_v2

Robustez contra os efeitos do multipercurso em um sistema de transmissão ISDB-T LDM usando diversidade na recepção

Esta apresentação mostrará o desenvolvimento e os resultados das simulações do sistema ISDB-T LDM, com o Core Layer totalmente compatível com o ISDB-T tradicional e o Enhanced Layer utilizando a constelação não uniforme 64-QNUC, com o objetivo de melhorar a eficiência espectral, o desempenho, a robustez e a taxa de bits útil, para que seja possível a sua utilização em aplicações de UHDTV. Para alcançar estes objetivos, além da técnica de LDM, foram utilizados os codificadores BCH e LDPC concatenados e a diversidade na recepção foi obtida com o uso do método de MRC. Os testes do sistema em ambientes com AWGN e canais de multipercurso foram realizados utilizando uma implementação em SDR, por meio do software GNU Radio Companion.

Palestrante: Ricardo Seriacopi Rabaça - Pesquisador- Universidade Presbiteriana Mackenzie

Ricardo Seriacopi Rabaça é graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrônica e Telecomunicações no ano de 2013. Possui Mestrado em Engenharia Elétrica e Computação pela Universidade Presbiteriana Mackenzie obtido no ano de 2017. Possui interesse em pesquisas nas áreas de Telecomunicações, Radiodifusão e Rádio Definido por Software.

DiegoPajuelo

Um Estudo Técnico sobre a Transmissão de conteúdo HDR sobre um canal de broadcast

Um sistema de televisão com alta faixa dinâmica é um tema de interesse atual na academia e na indústria já que esta tecnologia pode atribuir o mesmo nível de realismo sem a necessidade de aumentar a resolução. O sistema de referência de ponta a ponta com alta faixa dinâmica baseia-se no sistema HDR10 devido à sua eficiência de codificação e qualidade visual. Este artigo faz um estudo dos requerimentos necessários na transmissão de HDR sobre um canal broadcast.

Palestrante: Diego Arturo Pajuelo Castro - Pesquisador - Unicamp

Diego Arturo Pajuelo Castro é doutorando pelo Departamento de Comunicações (DECOM) da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (FEEC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e atua como pesquisador pelo Laborátorio de Comunicações Visuais (LCV). Ele trabalho por alguns anos em um dos principais Centros de Operações de Rede (NOC) no Perú, Telefonica, quem fornecem o serviçõ de televisão digital à Região da America Latina. Atualmente, está empenhado na área de novas tecnologias para os sistemas de televisão e multimídia e como parte da dissertação de mestrado, ele apresentou uma proposta de codificação de video para um sistema de televisão com conteúdo de alta faixa dinâmica (HDR).

IMG_1653_2

Desenvolvimento e Otimização de Antenas para Recepção de HDTV

Será apresentado o desenvolvimento e otimização de antenas para recepção de televisão digital de alta definição (HDTV). Será discutido como foi possível desenvolver as antenas de forma eficiente sem a necessidade de cálculos muito complexos através de um método iterativo usando um software baseado em elementos finitos para simulações. As comparações são feitas com relação aos principais parâmetros relacionados a essas antenas, a fim de estabelecer uma melhor escolha tanto do ponto de vista técnico quanto econômico.

Palestrante: Kassia Toccolini - Mestranda na Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Engenharia Eletrônica (2016) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente está cursando mestrado em Engenharia Elétrica na área de eletromagnetismo também na UFSC. Faz parte do Laboratório de Eletromagnetismo e Compatibilidade Eletromagnética (MagLab) e do Grupo de Engenharia e Compatibilidade Eletromagnética (GEMCO) da UFSC. Suas áreas de interesse são campos eletromagnéticos, telecomunicação e processamento digital de sinais.

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala 13

Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em produções audiovisuais

Almir_Almas

Ultra Alta Definição e Super Ultra Alta Definição em Produções Audiovisuais

Nesta mesa-redonda abordaremos inovações e tecnologias disruptivas que apontam para transformações em curso e no futuro da semiosfera televisiva, que abarcam produções audiovisuais em múltiplas plataformas, múltiplas telas, múltiplas janelas, múltiplos produtos e múltiplos serviços. Além do enfoque tecnológico, de padronizações e sistemas, serão apresentados também “Casos de Produção”, com seu estado da arte, workflows e aspecto da discussão técnico/estética e da realidade do mercado brasileiro.

Moderador: Almir Almas, Professor Doutor, Universidade de São Paulo e Vice-diretor de Cinema da Diretoria da SET

Professor e pesquisador do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão e do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais; Coordenador do Grupo de Pesquisa LabArteMídia e do Observatório Obted da ECA/Universidade de São Paulo. Doutor em Comunicação e Semiótica; Cineasta/ VJ; artista do Coletivo de Arte Cobaia. Vice-Diretor de Cinema da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. Autor de "Televisão digital terrestre: sistemas, padrões e modelos". alalmas@usp.br

perfil

Desafios dos Efeitos Visuais na era do 4K

Casos de Produção da Produtora Conspiração Filmes, em seus aspectos de workflows, efeitos visuais, conteúdo para publicidade, cinema, institucionais e televisão.

 

Palestrante: Claudio José Lima Peralta, Supervisor de Efeitos Visuais na Conspiração Filmes

Com 20 anos de experiência na área de pós produção, Claudio Peralta assina como Diretor e Supervisor de Efeitos na Conspiração Filmes, umas das principais produtoras do Brasil. Como Diretor, Claudio assina a Direção Geral da série animada Planeta Palavra. Recentemente assinou a direção, junto com Andrucha Waddington do filme Santos Dumont exibido na Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Já dirigiu filmes publicitários para clientes como Johnny Walker, Asus, Grendene, Telefonica, Brahma, TV Globo, World Health Organization, além de aberturas para longa metragens e séries de TV. Ele também contribuiu na concepção de projetos especiais como os filmes de lançamento das marcas Olimpíacas e Paralimpícas do Rio 2016. Claudio fez a supervisão de efeitos visuais dos últimos 10 longa-metragens produzidos pela Conspiração Filmes. Quatro deles foram indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro por Melhor Efeitos Visuais, sendo o vencedor por “O Homem do Futuro”. Claudio Peralta se destaca não só pela sua vasta experiência em efeitos visuais mas também por sua contribuição criativa no desenvolvimento dos projetos em que está envolvido, desde a concepção até sua entrega final. Está constantemente buscando novas técnicas e

jose_francisco_neto

Workflow – tecnologia, realização e finalização

Workflow para o digital e a Ultra Alta Definição (4K) e Super Ultra alta Definição (8K); a preparação para produção, pós-produção e exibição. Arranjo entre realizadores, tecnologia e mercado.

Palestrante: José Francisco Neto - DOT CINEMA

José Francisco Neto (Chiquinho) é Sócio-Fundador e Supervisor de Pós-Produção da DOT CINEMA, empresa que criou em 2010 para atuar na finalização de imagens para produções de cinema e televisão. É membro da SMPTE (Society of Motion Pictures and Television Engineers) e da ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) onde participa ativamente em palestras e oficinas para disseminação da tecnologia cinematográfica. Com uma carreira profissional de 30 anos, pesquisa e implementa tecnologias e sistemas de trabalho pioneiros no mercado brasileiro como a correção de cor digital por área (1994), o Live Streaming Media (1998), Estéreo 3D e 4K (2010), podendo acumular conhecimento e experiência nas áreas de captação e processamento de imagens, pós-produção e exibição. Participou de projetos importantes e variados como a atualização profissional em edição não-linear do jornalismo da TV Globo SP e a criação do Portomídia de Recife, um importante polo de inovação da economia criativa reconhecido mundialmente.

Estudo de Caso: O2Filmes

Aspectos da discussão técnico/estética sobre o uso de tecnologia de Ultra Alta Definição na produção. Análise de diversos elementos, como o HDR (high Dynamic Range), HFR e Resoluções. Quais os caminhos e o estado da arte a partir de ilustração de casos da produtora O2Filmes.

Palestrante: Luis Ignacio Barrague - Supervisor de pós-produção O2 filmes

Formado em Radio e TV na FAAP em 2001. Durante os anos seguintes trabalhou em diversas empresas exercendo diferentes funçoes como freelancer, com isto adquiriu uma visão geral do processo de produção e pós-produção. No ano de 2006 dedicou-se a pós-produção de Longas-metragens com experiência na transição do workflow de negativo para o digital. Desde 2014 trabalha na O2 filmes como Supervisor de pós-produção focado na entrada e saída de mídias, incluindo departamentos de laboratório digital, backup, conform, VOD e masterização. Sempre preocupado com o melhor workflow para otimizar o trabalho reduzindo custos e atendendo as necessidades especificas de cada projeto.

Luiz Gonzaga de luca crop

Estado da arte do mercado exibidor e o futuro tecnológico das salas

Realidade do mercado exibidor brasileiro em tecnologias das salas de cinema. Realidade das possibilidades tecnológicas da realização e o parque tecnológico da exibição. O caminho das novas salas.

Palestrante: Luiz Gonzaga Assis De Luca - Presidente da rede Cinépolis

Presidente da rede Cinépolis.Um dos profissionais que fizeram da distribuidora Embrafilme a líder do mercado durante três anos seguidos, no fim dos anos 1970 e início dos 1980. Nos anos seguintes, voltou-se para o setor de exibição, exercendo diversas funções no Grupo Severiano Ribeiro, até chegar a diretor-superintendente, cargo que ocupou até agosto de 2010. Formou-se em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e fez doutorado em cinema pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Lançou os livros Cinema Digital – Um novo cinema? (2004), A hora do cinema digital (2009)e Cinema digital e 35mm – Técnicas, equipamentos e instalação de salas de cinema (2011), entre outros.

11h30 - 13h

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala 16

5G e o Futuro da Mobilidade

5G e o futuro da mobilidade

O que é o 5G?…
5G é a próxima geração de redes sem fio que disponibilizará maiores velocidades, mais capacidade e menor latência; será capaz de suportar bilhões de dispositivos e coisas conectadas e distribuirá inteligência por seu intermédio!
Mas o que significa tudo isso para os usuários: pessoas físicas, empresas, governos, pesquisadores, hospitais, segurança pública, etc, e suas respectivas atividades? Que benefícios reais se deve esperar do 5G, e quando os diferentes benefícios estarão disponíveis no mercado?
Este é o objetivo de nosso painel: explicar o que é realmente o 5G e o IMT 2020 & Beyond, abordando principalmente os aspectos tecnológicos, mercadológicos e os tempos dos projetos.

Moderador: Paulo Ricardo Balduino - Diretor de Planejamento de TV/Espectro da ABERT

Paulo Ricardo H. Balduino, nascido em 1949, engenheiro eletrônico pela Universidade de Brasília, casado, com três filhos. É responsável pelos trabalhos da Associação Brasileiras das Emissoras de Rádio e Televisão – ABERT, voltados para a política, o planejamento e o uso do espectro radioelétrico. Trabalhou no Ministério das Comunicações como coordenador das atividades de regulamentação internacional junto aos distintos foros da União Internacional de Telecomunicações – UIT e da Comissão Interamericana de Telecomunicações – CITEL, tendo criado, nos idos de 1974 e 1975, o processo de participação do Brasil nos trabalhos da UIT e da CITEL incluindo as comissões brasileiras de estudos então designadas como CBR.s e CBTT.s e hoje reestruturadas e renomeadas como CBC.s. Chefiou delegações brasileiras em várias reuniões, assembléias e conferências da UIT e da CITEL sobre temas diversos, dentre os quais se inclui o planejamento do uso do espectro para vários serviços. Quando do planejamento do Serviço de Radiodifusão por Satélite em 12 GHz na Região 2, presidiu o grupo de peritos que desenvolveu os algoritmos de planejamento e os procedimentos para atualização do Plano. Foi Membro Fundador do “Comitê da Infraestrutura Nacional da Informação da ANATEL (C. INI – ANATEL) onde foi responsável pelo Grupo de Telemedicina, tendo conduzido as suas atividades à avançado nível de desenvolvimento. Representou a ANATEL em vários fóruns e ambientes de trabalho sobre o tema. Foi Diretor e Sócio Co-fundador da empresa Spectrum Latino America, em parceria com a européia Spectrum Strategy Consultants

Lisa Hobbs

Palestrante: Lisa Hobbs - Commercial Portfolio Strategy - Compression Solution Area Media - Ericsson

Lisa Hobbs ingressou na Ericsson em 1997, depois de passar nove anos nas divisões de comunicações por satélite e de compressão de vídeo da Scientific-Atlanta (agora Cisco.) Como Vice-Presidente de Estratégia de Portfólio de Compressão Comercial, ela compartilha a responsabilidade global para definir a direção da carteira de compressão em todos os segmentos de mercado em que a Ericsson está presente, com foco na direção do mercado e ROI.

Francisco Giacomini Soares

Palestrante: Francisco Giacomini Soares - Diretor Sênior de Relações Governamentais

Francisco Giacomini Soares é Diretor Sênior de Relações Governamentais da Qualcomm Serviços de Telecomunicações Ltda. Ele ingressou na empresa em 2007. Francisco é responsável por atividades relacionadas ao governo no Brasil e países do Cone Sul. Entre suas principais atividades estão espectro, questões políticas e regulamentares, participação na União Internacional de Telecomunicações (UIT) e CITEL, e iniciativas de responsabilidade social como o Wireless Reach. Anteriormente, Francisco trabalhou na Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL, desde a sua criação em 1997, e ocupou vários cargos, incluindo Gerente Geral de Certificação e Engenharia do Espectro, e Assessor do Presidente. Durante seu mandato ele liderou e fez parte da Administração brasileira em diferentes fóruns internacionais, incluindo UIT e CITEL, onde presidiu o grupo de trabalho relacionado ao espectro IMT na UIT (WP-8F) e o grupo de serviços de comunicações de rádio fixos e móveis terrestres (CITEL CCPII). No Ministério das Comunicações, foi Coordenador Geral de Planejamento e Engenharia do Espectro. Francisco atua como Membro do Conselho Fiscal e Administrativo do Telebrasil. Na ABINEE coordena a Comissão de IoT e representa a entidade na Câmara IoT/M2M do MCTIC. Ele possui licenciatura

Emilio Loures

Palestrante: Emilio Loures - Diretor de Politicas Públicas da Intel

Emilio Loures é Diretor de Políticas Públicas da Intel do Brasil. Anteriormente liderou a equipe de Assuntos Corporativos do Brasil, abrangendo programas institucionais em Educação e relacionados às comunidades que trabalhamos. Na empresa desde 2001, o executivo atuou em projetos na área de banda larga e banda larga sem fio na Intel Capital e no Corporate Technology Group. Formado em Economia pela Unicamp e com especialização em Administração pelo COPPEAD/UFRJ e pela Fundação Dom Cabral de Belo Horizonte, Emilio foi gerente de planejamento e desenvolvimento de negócios da AG Telecom, sócio diretor da Miner Technology Group e consultor da Monitor/MGDK e Companhia Vale do Rio Doce.

11h30 - 13h

Tecnologia para TV e Rádio | Sala 12

Inventando o Futuro – Pesquisa e Desenvolvimento P&D

Inventando o Futuro – Pesquisa e Desenvolvimento P&D

Vamos viajar no tempo e ver o que vai acontecer no futuro? As tecnologias futuristas iniciam com pesquisas desenvolvidas nos laboratórios de universidades e centros de pesquisa. Este painel mostrará as pesquisas de destaque realizadas por várias instituições de pesquisa.

Moderador: CRISTIANO AKAMINE - Pesquisador do Laboratório de TV digital e Professor no curso de Engenharia Elétrica e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Computação / Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM)

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1999), mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2004/2011). É pesquisador do Laboratório de TV digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie desde 1998, realizou estágio no NHK Science and Technology Research Laboratories (STRL) e foi professor Especialista Visitante na Faculdade de Tecnologia da Unicamp. Atualmente é professor no curso de Engenharia Elétrica e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e de Computação (PPGEEC) da Universidade Presbiteriana Mackenzie e coordenador do Laboratório de TV digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É Bolsista de Produtividade e Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - Nível 2. É membro do conselho deliberativo do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD). Possui várias patentes e diversos artigos publicados e tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em TV digital, comunicação digital, codificação de canal, sistemas embarcados, lógica reconfigurável e rádio definido por software.

Murayama foto.

A Tendência da Tecnologia de Radiodifusão – Uma introdução ao NHK STRL Open House 2017

O evento anual “Open House 2017” da NHK STRL foi realizado em maio e atraiu mais de 20 mil visitantes. Este ano, exibiu 30 tópicos, incluindo AI e IoT, bem como tecnologias 8K. Também foram demonstradas algumas tecnologias que visam os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tokyo 2020 . Esta palestra irá apresentar tecnologias que foram destaques na Open House 2017 e uma visão geral da tendência da tecnologia de transmissão.

Palestrante: Kenichi MURAYAMA Senior Research Engineer Advanced Transmission Systems Research Division Science & Technology Research Laboratories NHK

Kenichi Murayama é pesquisador sênior do NHK STRL. Ingressou na NHK (Japan Broadcasting Corporation) em 2002. De 2002 a 2008, trabalhou no NHK Engineering Administration Department do Transmission & Audience Reception Engineering Center. De 2008 a 2013, trabalhou na Advanced Transmission Systems Research Division  no Science and Technology Research Laboratories (STRL) e está empenhado em pesquisa e desenvolvimento relacionado com a próxima geração de transmissão digital terrestre.

Projeto NAB pilot

A iniciativa NAB Pilot é uma coalizão de inovadores, educadores e defensores dedicados a promover tecnologias de transmissão e cultivar novas oportunidades de mídia através de pesquisa, desenvolvimento, incubação, investimento e educação. Um sucessor do anterior “NAB Labs”, o PILOT foi formado no início de 2016, e reúne os membros da radiodifusão da NAB com uma nova classe de outros membros das partes interessadas que compartilham a paixão e a dedicação dos radiodifusores para a inovação. Esses membros do PILOT colaboram com os organismos de radiodifusão em toda a cadeia de valor para gerar novas oportunidades na indústria.

Palestrante: Skip Pizzi - Vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da NAB

Skip Pizzi é engenheiro, jornalista, editor, autor e coach de tecnologia. Atualmente, exerce o cargo de vice-presidente de Educação Tecnológica e Outreach da National Association of Broadcasters (NAB). Também é vice-presidente do Grupo de Tecnologia 3 (TG3) do Advanced Television Standards Committee (ATSC), que está desenvolvendo o padrão ATSC 3.0. É membro do Conselho de Administração do Fórum Ultra HD e editor associado do Manual de Engenharia da NAB, 11ª edição.  Graduado pela Universidade de Georgetown, estudou Engenharia Elétrica, Economia Internacional e Belas Artes.  Seu livro mais recente é A Broadcast Engineering Tutorial for Non-Engineers, 4 ª edição.

DiegoPajuelo

Pesquisa e Desenvolvimento do Laboratório de Comunicações Visuais da UNICAMP

Em 1994, o Prof. Yuzo Iano fundou o LCV (Laboratório de Comunicações Visuais). Desde então, o laboratório tem como objetivo fornecer pesquisa acadêmica com resultados sólidos e resolver problemas técnicos industriais muito específicos. O LCV é um laboratório dedicado ao desenvolvimento de avanços state-of-the-art na tecnologia através da inovação e da pesquisa tecnológica em benefício da humanidade e da sociedade técnica mundial. Atualmente, na área de tecnologias de TV e Rádio as seguintes pesquisas estão sendo desenvolvidas: Desempenho dos serviços de radiodifusão, Compressão de dados, Codificação de Vídeo, Processamento digital de Imagens, Reconhecimento Facial, Inteligência Artificial e Eficiência Energética.

 

Palestrante: Diego Arturo Pajuelo Castro - pesquisador - UNICAMP

Diego Arturo Pajuelo Castro é doutorando pelo Departamento de Comunicações (DECOM) da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (FEEC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e atua como pesquisador pelo Laborátorio de Comunicações Visuais (LCV). Ele trabalho por alguns anos em um dos principais Centros de Operações de Rede (NOC) no Perú, Telefonica, quem fornecem o serviçõ de televisão digital à Região da America Latina. Atualmente, está empenhado na área de novas tecnologias para os sistemas de televisão e multimídia e como parte da dissertação de mestrado, ele apresentou uma proposta de codificação de video para um sistema de televisão com conteúdo de alta faixa dinâmica (HDR).

Pesquisa e Desenvolvimento do Laboratório de TV Digital do Mackenzie

O Laboratório de Pesquisas em TV Digital (LPTVD) da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie realiza pesquisas e desenvolvimentos dedicados para o setor de radiodifusão.  O LPTVD contribuiu com o desenvolvimento de várias propriedades intelectuais do Sistema Brasileiro de TV Digital e atualmente vem realizando pesquisas acadêmicas que podem contribuir com a definição do próximo sistema de TV Digital Brasileiro. Como destaque serão apresentados o ISDB-T LDM, modulador ATSC 3.0, testes de laboratório/campo e tecnologias transferidas para o setor produtivo.

Palestrante: Julio Omi – Professor Visitante no Laboratório de TV Digital / Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM).

Formado em engenharia eletrônica pela Escola Politécnica da USP, e Mestre em Engenharia pela Universidade de Tóquio. Foi Gerente de Engenharia do Departamento de Rádio da NEC do Brasil, e participou das atividades da UIT-R, nos grupos TG-8/1 e WP-8F, que trataram dos sistemas IMT-2000, e da CITEL. Participou como membro da delegação brasileira nas Conferências de Radiocomunicações de 1995, 1997 e 2000. Participou dos trabalhos do Laboratório de TV Digital da Universidade do Mackenzie no projeto SBTVD. É Professor Visitante no Laboratório de TV Digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

11h30 - 13h

Produção de Conteúdo | Sala 11

Panorama do Áudio em Dramaturgia

Rodrigo Meirelles

Panorama do Áudio em Dramaturgia 

Quando pensamos em produção de conteúdo para dramaturgia, nossas referências são inúmeras, indo desde programas da televisão brasileira até séries e filmes da indústria cinematográfica internacional. Nosso telespectador não é diferente. As referências mudaram, as plataformas e tipos de experiência sonora do espectador também, assim como o padrão esperado de qualidade. Porém, muitos dos prazos e recursos são mantidos no padrão broadcasting das últimas décadas. O painel visa discutir, com profissionais de TV e Cinema brasileiros, os esforços para elevar a qualidade de áudio nesse novo contexto.

Moderador: Rodrigo Meirelles - Supervisor de Áudio - TV Globo

Rodrigo Meirelles é Supervisor Executivo de Áudio da Globo. É formado em Engenharia Eletrônica e de Computação, Gravação e Produção Fonográfica e tem Mestrado em Educação e Mídia. Há 16 anos no mercado de áudio, começou sua carreira como engenheiro em estúdios de produção musical no Rio de Janeiro, em manutenção, instalação e projetos de estúdios de gravação de áudio, foi instrutor e fundador do centro de treinamentos ProClass, pioneiro em certificações oficiais em Pro Tools e Avid no Brasil e, na TV Globo, foi responsável pela área de sonoplastia de pós-produção de 2009 a 2014. Hoje é responsável pela área de Produção de Áudio do Entretenimento (Estúdios Globo). Foi professor universitário por 8 anos ministrando disciplinas nos cursos de Produção Fonográfica, Produção Audiovisual, Rádio e TV e Graduação em Cinema. 

Desafios da mixagem e finalização para Cinema e TV

O contexto atual dos longa-metragem e das séries.  

Palestrante: Ricardo Cutz - Mixador de Cinema - 106 db

Ricardo Cutz é sócio fundador da 106 db. Entre os títulos recentes editados e mixados pela 106 db temos: Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, Até que a Sorte nos Separe 3, de Roberto Santutti e Marcelo Antunes, e Operações Especiais, de Tomás Portela. Em 3 anos de atividades levaram ao ar mais 300 episódios de séries renomadas como Magnifica 70, Vai que Cola, As Canalhas, Tempero de Família, A segunda Vez, Super Bonita e Questão de Família.

Geraldo Ribeiro

Captação de áudio em Cinema e TV

Evoluções e desafios na busca da qualidade em um set de gravação.

Palestrante: Geraldo Ribeiro - Técnico de Som Direto - Cinema (G3R) Direct Sound Technician

-

paulo ricardo nunes(1)

Qualidade, prazos, processos e técnicas

O “som de cinema” e as exclusividades do contexto da produção televisiva.

Palestrante: Paulo Ricardo Nunes - Produtor de Áudio - Globo

14h - 15h30

Inovação e Tecnologias Disruptivas | Sala 13

Inovações e Atualidades dos Produtos Eletrônicos de Consumo

J.F.Alvarenga

INOVAÇÕES E ATUALIDADES DOS PRODUTOS ELETRÔNICOS DE CONSUMO

-Apresentação da ELETROS e suas empresas associadas
-Evolução do mercado de TVs desde 2010
-Comparativo dos volumes de vendas semestrais de SMART TVs e de TVs 4K
-Vendas acumuladas de TVs tela fina
-Informações gerais : desligamento do sinal analógico, estimativa de TVs CRT , faixa estendida para rádio FM.

Moderador: José Francisco Alvarenga - Assessor - ELETROS / Segmento de Áudio e Vídeo

José Francisco Alvarenga Administrador de empresas, aposentou-se no ano de 2010 da empresa Philips do Brasil Ltda., onde exerceu as funções de Gerente de Comércio Exterior e Gerente de Relações Externas, responsável pela representação da empresa junto aos órgãos de governo e nas negociações internacionais com os países do Mercosul, Comunidade Andina e demais países da ALADI. Atualmente presta assessoria a ELETROS – Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos, para o segmento de áudio e vídeo. Conselheiro fiscal do FSBTVD e da PSS - Seguridade Social.

Alberto Paduan

 

Co-moderador: Alberto Deodato Seda Paduan - Consultor / SET

Fiz curso Técnico em Eletrônica em Santa Rita do Sapucaí, Engenharia Operacional, Administração de Empresas e Pós graduado em Engenharia Econômica em São Paulo. Sempre atuei como profissional de Radio e TV na área de projetos de sistemas técnicos sendo que, nos últimos quase 45 anos, como funcionário da TV Cultura de São Paulo. Atualmente me dedico à minha empresa, prestando consultorias, elaborando projetos e acompanhando instalações e montagens na mesma área de Rádio e TV. Acompanho e escrevo informativamente sobre as pesquisas relacionadas ao sistema de televisão em UHDTV desde 2005. Participo da SET desde 1992 onde escrevi várias matérias para a revista e onde atuei como revisor técnico.

Vendas e tendências de displays e pequenos dispositivos nos EUA

A Consumer Technology Association (CTA) faz pesquisas com seus associados sobre vendas, tendências de vendas e previsões para o futuro. A CTA também faz pesquisas com os consumidores americanos. Esta apresentação trará uma visão geral dos aparelhos de TV e dispositivos portáteis no mercado americano, além das tendências tecnológicas como o tamanho das telas, a capacidade UHD e HDR.

Palestrante: Mike Bergman - Senior Director, Technology and Standards | Consumer Technology Association

Mike atua na indústria eletrônica há mais de 30 anos, começando como designer de chips e progredindo para sistemas embutidos, comunicações sem fio e multimídia digital sem fio. Antes da CTA, ele ocupou cargos importantes em JVC-Kenwood, Sirius Satellite Radio, e várias outras empresas de tecnologia bem conhecida nas indústrias de computadores e de comunicação. Ele possui duas patentes em design de semicondutores e contribuiu para uma série de padrões, incluindo ATSC, DVB, NRSC e USB.

Igor Krauniski

Tecnologia de Painéis para Televisores

Palestrante: Igor Krauniski - Gerente de Produto / TV - LG Electronics do Brasil

Graduado em Publicidade e Propaganda pela FAAP, com especialização em Gestão de Negócios e Projetos pela FIA, tem 13 anos de experiência no segmento eletrônicos e atua como gerente de produto da categoria TV na LG Electronics do Brasil, onde tem dedicado especial atenção ao desenvolvimento da categoria OLED no mercado Brasileiro nos últimos anos.

14h - 15h30

Acadêmico | Sala 16

A Visão da Comunicação para o Futuro do Broadcasting e Novas Mídias

Fernando Carlos Moura

A Visão da Comunicação para o Futuro do Broadcasting e Novas Mídias

Nesta sessão, acadêmicos da Comunicação brasileiros terão a oportunidade de analisar as mudanças na cadeia de produção audiovisual, com ênfase na distribuição de conteúdo e como o comportamento da audiência está mudando frente às novas demandas de consumo, tanto no audiovisual como na rádio. Assim serão analisadas as novas plataformas de distribuição audiovisual por streaming, sejam estas VoD ou OTT, e as novas ferramentas de distribuição de conteúdo. Trata-se de uma oportunidade única para trocar experiências com aqueles que dão o suporte e ferramentas para produção e distribuição de conteúdo.

Moderador: Prof. Doutor Fernando Carlos Moura - Editor-chefe da Revista da SET

Jornalista, professor do Curso de Jornalismo da Escola de Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi; professor do Curso de Pós-graduação em Produção Executiva e Gestão da Televisão da FAAP (Fundação Armando Alvarez Penteado) e pesquisador do CIC.Digital Pólo FCSH/NOVA.

ALVARO BUFARAH

As possibilidades de conteúdos do rádio multiplataforma

A exposição tem por objetivo apresentar os diversos aspectos do impacto das novas tecnologias nas emissoras de rádio brasileiras analisando as várias formas de acesso a conteúdos radiofônicos nas plataformas digitais, bem como a diferenças entre os públicos consumidores.

Palestrante: Prof. Me. Alvaro Bufarah - coordenador do curso de Pós-Graduação em Produção Executiva e Gestão de TV da FAAP.

Jornalista, especialista em politica internacional e administração de empresas. Mestre em comunicação e Mercado, doutorando em Letras. Professor dos cursos de Rádio e TV, Jornalismo, e coordenador do curso de Pós-Graduação em Produção Executiva e Gestão de Tv da FAAP. Profissional com mais de 25 anos de experiência no mercado de comunicação e radiodifusão tendo trabalhado em emissoras como CBN e Rádio Globo (Sistema Globo de Rádio), Sulamérica Transito (Bandeirantes), Rádio Capital (AM/SP) e EBC (Radiobrás). Também atuou com correspondente para os serviços em português da Voz América, DW, e SuissInfo.

francisco machado filho

TV Unesp como espaço de criação e laboratório para inovações em tecnologia de televisão

Com cinco anos no ar a TV Unesp vem se consolidando como espaço para teste de formatos de programas e de inovações tecnológicas que vem impactando a radiodifusão brasileira e impondo desafios importantes para emissoras privadas ou educativas. Nesta sessão iremos apresentar os caminhos trilhados pela emissora para enfrentar este momento de convergência tecnológica e reafirmar a parceria SET/TV Unesp para  os próximos anos.

Palestrante: Prof. Dr. Francisco Machado Filho - Jornalista e professor do curso de Jornalismo e Rádio e TV da Unesp/ Bauru

Experiência de 15 anos em produção e direção de programas de TV. Doutorando em TV Digital pela UMESP-SP. Especialisa em Gestão em Assessoria de Comunicação. Professor universitário nos cursos de comunicação social Especializações: Gestão em Assessoria de Comunicação, TV Digital, Internet, Marketing Digital.

foto renato tavares

Challenges and trends for the television programming grid

Discussão sobre o estudo das estratégias de autopromoção e veiculação dos conteúdos e formatos produzidos por emissoras de TV em um ambiente de múltiplas plataformas e convergência digital.

Palestrante: Prof. Me. Renato Tavares Junior - professor - Anhembi Morumbi / Cásper Líbero

Coordenador e professor do curso de Rádio, TV e Internet da Universidade Anhembi Morumbi. Professor dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Rádio, TV e Internet da Faculdade Cásper Líbero. Idealizador e professor do curso de Pós-graduação em Estratégias de Programação de TV da Universidade Anhembi Morumbi. Bacharel em Rádio e Televisão e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Doutorando em Comunicação Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi.

Willians Cerrozi Balan reduzido

A programação televisiva delivery (OTT) e a TV linear

As plataformas digitais mudaram o comportamento do telespectador em relação às formas de assistir TV. Como as emissoras de TV (lineares) reagirão para manter a audiência?

Palestrante: Prof Dr. Willians Cerrozi Balan - Professor do Curso de Rádio e TV da Unesp

Graduado em Música pela USC, mestrado em Poéticas Visuais pela Unesp, Doutorado em TV Digital pela Metodista de São Paulo. Professor do Curso de Radio e TV da Unesp nas disciplinas de Gerenciamento em Rádio e TV, Direção de Fotografia, Direção de Programas de TV, Organização de Produção entre outras. Trabalhou na TV Globo nas áreas de Produção, Engenharia e Jornalismo, na TBR Produções na produção publicitária, vídeos e Educação a Distância. Com experiência em transmissões ao vivo via satélite e internet. Internacionalmente atuou na coordenação de transmissão de Copa do Mundo de Futebol, Jogos Olímpicos Pan-americanos e outros.

 

 

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala 12

O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura

Valderez

O Desempenho de sua Estação: Compartilhamento de Infraestrutura  & Eficiência Energética & Cobertura

Como otimizar investimentos , reduzir custos com as infraestruturas existentes ,muitas vezes compartilhadas e conseguir o bom desempenho da estação.

As condições de infraestrutura de instalação para o abrigo dos equipamentos sua alimentação, condicionamento de ar, linhas de transmissão e conexões, sistema irradiante e torre, influenciam na cobertura de sua estação? A intermodulação passiva causada pela instalação (ferrugem na torre, conectores, antenas desligadas  entre outros) pode interferir na cobertura?

A eficiência energética no desempenho dos equipamentos X compartilhamento de abrigo.

Quais os desafios para a interiorização da TV digital, utilizado infra estruturas compartilhadas?

As Infraestruturas das Prefeituras podem ser adequadas para receber o sistema de TV Digital? Quais os maiores desafios?

Quando houver o desligamento da TV analógica, a  nova  estação de TV Digital  estará preparada para atender a área de cobertura desejada?

A experiência das emissoras e dos fornecedores de serviços e equipamentos..

Moderador: Valderez De Almeida Donzelli- Diretora – ADTHEC Engenharia e Sistemas / SET

Graduada pela FEI em engenheira eletrônica, eletrotécnica e  produção. Mestre em engenharia elétrica com defesa da dissertação “Polarização Elíptica: Influência no desempenho de cobertura da TV Digital” e doutoranda com a pesquisa  “TV Digital: Disponibilidade de Sinal”, ambos pela  Universidade Mackenzie . Possui, especialização em TI pela FESP , gestão da TIC  pela FGV e Sistema de TV Digital Avançado pelo INATEL. Diretora Técnica da  ADTHEC (www.adthec.com.br), empresa de  consultoria,  planejamento, projetos, pesquisa e análise de riscos e soluções para estações de  rádio, televisão e telecomunicações do setor público e privado, com ênfase em projeto e implantação de sistemas de transmissão digital e FM. Participa ativamente de diversos grupos de trabalho, nacionais e internacionais,  coordenados pela Anatel, Ministério das Comunicações, Universidades, Associações e Centros de Pesquisa. Iniciou suas atividades profissionais em  bioengenharia no Instituto do Coração do Hospital das Clinicas, lecionou na FAAP  e trabalhou por mais de 20 anos, em vários setores  da Fundação Padre Anchieta  (Rádio e TV Cultura de São Paulo).  Como responsável pela divisão de projetos técnicos coordenou os  projetos e planejamento da rede de TV e  Rádios, testes  e  implementação de novas tecnologias , relacionamentos com Prefeituras, Emissoras, Ministério das Comunicações e Anatel. Liderou estudos , testes e medidas dos sistemas para a implantação da TV Digital no Brasil  e do grupo de revisão de regulamento de serviços de radiodifusão de sons e imagens É atual vice diretora de ensino e membro do comite editorial  da SET, onde já atuou como diretora de relacionamento e editorial.

Jose_Elias

VIABILIDADE DE PROJETAR UM SISTEMA DE TRANSMISSÃO ‘PIM RATED’

Serão discutidos aspectos sobre a Intermodulação Passiva (PIM). O que é, causas, contra-medidas e estudos de caso. Serão abordados com detalhes seus efeitos em antenas, torres, cabos e acessórios, bem como, medidas.

Palestrante: José Roberto Elias - Gerente Comercial - Dielectric e IFTelecom  

Engenheiro Eletrônico formado pela UNICAMP em 1983, com MBA pela FGV em 2005, possui vasta experiência em empresas nacionais e multinacionais voltadas a Telecomunicações e Broadcast, atuando como consultor em Broadcast e Comunicações por Satélite, além de atuar como Professor na Universidade Federal Fluminense (MBA) em Sistemas Irradiantes e Codificação Digital. Atualmente ocupa a posição de Gerente Comercial na IF Telecom, empresa que representa a Dielectric LLC no Brasil.

OPEX e compartilhamento: a otimização de investimentos como alternativa para o aumento da cobertura da TV Digital

Será apresentada a experiência da SM Facilities na
condução da implantação de retransmissoras com foco na otimização e redução
de custos, e com casos reais de opções que estão sendo consideradas ou
propostas utilizando diversos modelos de estrutura e de compartilhamento.
Também serão abordados os diferentes modelos de negócios que podem ser
utilizados para a expansão da cobertura da TV digital. Por fim, serão
discutidas as vantagens do CAPEX e do OPEX dentro do cenário atual

Palestrante: Sérgio Luís Nogueira Martines - Diretor Executivo - SM Facilities

Engenheiro Civil graduado pela Universidade Federal do Paraná e Técnico em Eletrônica pelo CEFET-PR (atual UTFPR), com pós-gradução em Gerência de Obras pela UTFPR e MBA em Gerenciamento de Projetos pelo ISAE/FGV. Possui 27 anos de experiência na área de engenharia de televisão e em gerenciamento de projetos, principalmente para o setor de telecomunicações, tendo atuado por 15 anos na Rede Paranaense de Comunicações, afiliada da Rede Globo. Atuou como consultor em Gestão de Projetos para as áreas de Energia, Financeira, Recursos Humanos, Indústria, Terceiro Setor, Jurídica, Recursos Humanos e Saúde. Atualmente é Diretor Executivo SM Facilities, empresa de serviços de engenharia que presta serviços técnicos e de construção para a área de radiodifusão e de telecomunicações. É também Diretor de Relações Institucionais do PMI-PR e professor de gerenciamento de projetos na Universidade Positivo e SENAI.  

Ramiro Franco

Otimização do Sistema de Transmissão através de análises de instalação, infraestrutura e cobertura do sinal Digital

Considerações importantes a serem analisadas para minimizar interferências destrutivas da qualidade do sinal digital transmitido.

Local de instalação da antena, qual a melhor opção?

Como a estrutura de sustentação (torre e suporte) e a forma da instalação da antena podem prejudicar a qualidade do sinal transmitido;

Possibilidades de compartilhamento (torre x antena) vale a pena?

Palestrante: Ramiro Frugoli Franco - Engenheiro de Projeto e Desenvolvimento - Ideal Indústria e Comércio de Antenas LTDA

Graduado pela Pontifícia Universidade Católica- PUC MINAS e MBA em gestão executiva de negócios pela PUC-Minas, vem desde o ano de 2006, participando de estudos dedicados voltados ao sistema de transmissão Digital brasileiro, juntamente com uma equipe de Técnicos e Engenheiros, os quais desenvolveram o primeiro sistema irradiante com polarização circular/elíptica da América Latina. Atualmente trabalha como Engenheiro de desenvolvimento de sistemas irradiantes especiais e customizados à aplicações ao sistema de transmissão digital terrestre.

Andre Araujo

Remanejamento de canais, Processo de execução, Casos de sucesso

Exposição dos processos envolvidos na execução de remanejamento de canais e relato de experiências de campo.

Palestrante: Andre Vinicius de Andrade Araujo - Gerente de Implantações - Seja Digital

Engenheiro de Telecomunicações formado pela UNESA em 2006, com MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV em 2014, atuando em Engenharia de Televisão desde 1996 nas áreas de Operação, Manutenção e Projetos de sistemas de Transmissão para empresas de TV por assinatura e TV aberta. Atualmente ocupa posição de Gerente de Implantação na área de remanejamento de canais da Seja Digital.

SFN & GAP Filler: Conceitos, aplicações práticas e a importância do cuidado com planejamento e infraestrutura

Ao longo dos últimos anos vimos a utilização de SFN aumentar consideravelmente no Brasil, porém ainda existem muitas dúvidas em relação ao tema.  Esta palestra coloca de forma simples e direta os quesitos básicos deste tipo de rede, e também mostra que tão importantes quanto entender o que é SFN, são os cuidados necessários com o planejamento da rede e a infraestrutura necessária para que o bom resultado das implementações seja obtido.

Palestrante: Glenn Zolotar - Gerente de Engenharia de Sistemas - Hitachi Kokusai Linear

Técnico em Eletrônica pela Escola Técnica de Eletrônica "Francisco Moreira da Costa". Graduado pela University of North Texas com MBA em Gerenciamento Estratégico. Responsável pelos treinamentos técnicos em transmissão de TV Digital da Hitachi Kokusai Linear.

14h - 15h30

Tecnologia para TV e Rádio | Sala 11

Áudio 3D e Imersivo

Sistemas avançados de áudio. Áudio Imersivo

O áudio imersivo, já realidade nas salas de cinema, apresenta-se ao broadcasting como forma de viabilizar uma evolução significativa na experiência sonora. Tecnologias como Dolby Atmos Home e MPEG-H 3D Audio apresentam-se como soluções para múltiplas plataformas e já estão sendo adotadas pelo mundo. No que diz respeito às ferramentas, a Avid divulgou nos últimos meses uma importante atualização na plataforma Pro Tools, com integração nativa para mixagem em Dolby Atmos.
Nesse contexto, o painel visa ir para além da teoria, discutindo as experiências já realizadas com o formato e apresentando o áudio imersivo como algo viável tanto no sentido de produção de conteúdo, como também na ponta, na experiência do espectador. Conscientes das limitações impostas pelo 5.1, que inviabilizaram o formato para a grande maioria dos brasileiros, os profissionais de áudio apresentarão no painel, além da viabilidade e execução tecnológica, as oportunidades criativas que a imersão dá a todos os envolvidos na criação do conteúdo audiovisual.

Moderador: Nelson Faria Junior - Sócio Diretor do Media Intelligence Group

Engenheiro Eletrônico com MBA em Finanças e Marketing, trabalhou por 37 anos na TV Globo na Direção de Operações de Engenharia. Foi também Assessor de Inovação e Tecnologia da TV Globo. Atualmente é Vice Diretor Internacional da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão, Consultor de Tecnologia e Inovação pela Consultoria Inovtec e Diretor-Presidente da empresa Petchannel Comunicação SA.

Rodrigo Meirelles

Experiências em Áudio Imersivo com conteúdo brasileiro. Viabilidade e execução.

O que os produtores de conteúdo e os espectadores ganham com o áudio imersivo – A partir das experiências com conteúdos Globo, encontramos a oportunidade de uma evolução sonora que não chega a um número significativo de espectadores desde o lançamento da TV estéreo.

Palestrante: Rodrigo Meirelles - Supervisor Executivo de Áudio da TV Globo - Chefe da equipe de Produção de Áudio

Rodrigo Meirelles é Supervisor Executivo de Áudio da Globo. É formado em Engenharia Eletrônica e de Computação, Gravação e Produção Fonográfica e tem Mestrado em Educação e Mídia. Há 16 anos no mercado de áudio, começou sua carreira como engenheiro em estúdios de produção musical no Rio de Janeiro, em manutenção, instalação e projetos de estúdios de gravação de áudio, foi instrutor e fundador do centro de treinamentos ProClass, pioneiro em certificações oficiais em Pro Tools e Avid no Brasil e, na TV Globo, foi responsável pela área de sonoplastia de pós-produção de 2009 a 2014. Hoje é responsável pela área de Produção de Áudio do Entretenimento (Estúdios Globo). Foi professor universitário por 8 anos ministrando disciplinas nos cursos de Produção Fonográfica, Produção Audiovisual, Rádio e TV e Graduação em Cinema. 

Rafael Castro

DOLBY ATMOS PARA A CASA

Tecnologia que leva a experiência sonora dos cinemas aos lares para criar um áudio poderoso, que se movimenta em torno do espectador.

Palestrante: Rafael de Castro - Diretor Regional - Latin America Dolby Laboratories

-

Eduardo Andrade

Fluxo de trabalho para produção de áudio imersivo

A aliança entre Avid e Dolby para entregar o workflow mais integrado entre as tecnologias destas empresas para trabalhar em Atmos. Vamos olhar o conceito do Atmos, e os modelos diferentes para trabalhar neste formato. Um olhar mais afundo no RMU e como integrar ele para ter um fluxo de trabalho fluido. Vamos conhecer as ferramentas da Avid e do ecossistema Pro Tools para criar conteúdos em Atmos e como estruturar uma sessão para este formato.

Palestrante: Eduardo Andrade - Avid Pro Audio Solution Specialist Brazil

-

Alfonso Carrera

MPEG-H Uma excelente solução como ferramenta de interatividade abrindo novas possibilidades criativas

Para que VR seja um sucesso, o usuário deve sentir que ele é uma parte ativa da experiência de entretenimento em vez de apenas um visualizador passivo. Claro, imagens perfeitas fazem parte da equação para uma experiência VR convincente. Mas outro ingrediente central é um som autêntico que é realizado por surround e, ainda mais, por áudio tridimensional (3D).
É o objetivo das tecnologias de áudio e mídia criar uma presença de áudio verdadeiramente realista na realidade virtual. As soluções de áudio desenvolvidas pelos engenheiros e pesquisadores da divisão oferecem suporte em todos os pontos da cadeia de produção. Seja no início, onde um algoritmo inteligente de processamento de microfone ajuda a capturar o som 3D ou, no final, quando os consumidores aproveitam seu mundo virtual com Fraunhofer Cingo que permite a reprodução de som surround e 3D em fones de ouvido.

Palestrante: Dr. Alfonso Carrera - Diretor de Marketing e Business Development, Fraunhofer IIS

Alfonso Carrera obteve seu Ph.D. Na Universidade de Erlangen-Nuremberg (Alemanha) e seu MBA executivo no Instituto de Empresa (Madrid). Ele trabalha como diretor de desenvolvimento de negócios para Fraunhofer IIS - Áudio e multimídia.

16h - 17h30

Tecnologia e Negócios | Sala 13

Ultra HD – Produção e Impactos no Mercado Consumidor

foto

Ultra HD – Produção e Impactos no Mercado Consumidor

O painel tratará dos aspectos na oferta de conteúdo UHD e seus impactos no modelo de negócio das plataformas digitais e do mercado consumidor.
Participe e se aprofunde nos questionamentos:
– Como as tecnologias de distribuição viabilizam a entrega de conteúdo UHD em redes multiplataforma?
– Qual é o status de normatização das tecnologias UHD (HDR / WCG / HFR / Audio Imersivo)?
– Quais as características do UHD que impactam no engajamento do consumo de mídia?

Moderador: Leonardo dos Anjos Chaves, Gerente de Projetos em Novas Tecnologias de Transmissão, TV Globo

Gerente de Projetos na área de Novas Tecnologias de Transmissão da TV Globo e atual coordenador no Módulo Técnico do Fórum SBTVD. Formado em engenharia eletrônica e de computação pela UFRJ, possui mestrado em Engenharia Elétrica também na UFRH e MBA em Gestão Empresarial na PUC-Rio.

Gisele de LIz

Quem tem TV UHD?

Esta apresentação trará os números de penetração de telas UHD no mercado brasileiro e projeções do mercado nacional.

Palestrante: Giselle de Liz - Gestora do PoS Tracking - GfK

Há mais de 2 anos atuando na GfK como gestora do PoS Tracking (painel de monitoramento de vendas de bens duráveis no varejo) do segmento de linha marrom, que contempla Televisores, Áudio Portátil e Som Automotivo. Formada em Administração, Pós-Graduada em Inteligência de Mercado pela FIA e atualmente cursando MBA em gestão de Marketing pela ESPM; Experiência de 08 anos na indústria de bens duráveis em áreas de Inteligência de Mercado, Inteligência Competitiva e Consumer Insights, passando por empresas como Motorola (Telecom), Samsung (TI) e Groupe SEB (Eletrônicos Portáteis).

Photo - Gustavo Marra Small

Os desafios de distribuição UHD

Esta palestra apresentará um panorama da padronização das tecnologias que existem do UHD (HDR, WCG, HFR, Audio Imersivo …)  e exemplos de profiles UHD em diferentes plataformas digitais ou broadcasting (caso satélite 8K no Japão, 4k no ATSC 3.0 Coréia do Sul). Tratará também dos impactos em taxas do HDR e do HFR.

Palestrante: Gustavo Marra - Vice Presidente Solutions and Bus Dev - ATEME

Formado em Engenharia de Telecomunicações pela UERJ, com pós-graduação em Redes de Vídeo sobre IP e com um MBA em gerenciamento de projetos pela FGV, Gustavo tem mais de 15 anos dedicados a indústria de vídeo e Broadcasting, atualmente na posição de Vice-Presidente de Soluções e Desenvolvimento de Negócios pela ATEME, sendo responsável em todos os aspectos pela evangelização de tecnologia, arquitetura e design de sistemas e promoção das soluções da ATEME em nossa indústria. Anteriormente, Gustavo trabalhou por quase uma década na TV Globo como gerente de projetos de transmissão. Ao longo de sua carreira, Gustavo recebeu alguns premios e reconhecimentos internacionais, com destaque para o NAB Broadcasting Engineering Award e a eleição como o melhor paper tecnico da congresso IBC, no ano em que foi palestrante.

Carlos-Watanabe

UHD – impactos subjetivos no espectador

Esta apresentação trará alguns estudos de impactos subjetivos no telespectador/consumidor das tecnologias UHD. Nível de engajamento, melhorias e pontos de atenção para quem for explorar a produção e distribuição dessas tecnologias tanto no ambiente doméstico (broadcasting) como cinema.

Palestrante: Carlos Watanabe - Diretor para Mercados Emergentes na Dolby Laboratories

Carlos Watanabe é Diretor para Mercados Emergentes na Dolby Laboratories, a líder global em tecnologias de entretenimento audiovisual. Há mais de 50 anos a Dolby cria tecnologias de áudio, vídeo e voz que transformam o entretenimento e as comunicações em dispositivos móveis, no cinema, em casa e no trabalho. Carlos é Engenheiro Elétrico formado na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com MBA pela Ross School of Business da Universidade de Michigan. Ele conta com mais de 20 anos de experiência em empresas de tecnologia, mídia e entretenimento, e consultoria de alta gestão.

Andre Filipe

UHD – impactos no modelo de negócio

Nesta palestra serão analisados os impactos que a oferta de conteúdo UHD trás aos modelos de negócios no ambiente OTT e em outras plataformas digitais. A experiência da Goblosat em produções UHD e as previsões de futuro ( ação na Copa de 2018).

Palestrante: André Felipe - Gerente de Conteúdo em Plataformas Digitais - Globosat

André está na Globosat há 22 anos, onde passou por várias áreas da empresa. Na sua atual função, André e sua equipe lideram a aquisição, programação e distribuição dos conteúdos de VOD e TV Everywhere da empresa. André tem 45 anos, é carioca, Engenheiro de Computação e tem MBA pelo Ibmec, no Rio de Janeiro.

16h - 17h30

Produção de Conteúdo | Sala 16

Novas Tecnologias: Sensor e Lente UHD-8K Full Frame 24x36mm com Relação de Aspecto Agnóstica

CA_1080x667

Novas Tecnologias: Sensor e Lente UHD-8K Full Frame 24x36mm com Relação de Aspecto Agnóstica

Vem sendo observada uma lenta e silenciosa tendência com o lançamento desde 2014 de Lentes para o tamanho da área da imagem com Relação de Aspecto FULL FRAME (36x24mm), apesar de ainda não existir nenhuma câmera com tal especificação, apenas algumas de fotografia.

Uma grande variedade de lentes de cinema Full Frame já se encontra hoje disponíveis como da ZEISS, FUJINON, SCHNEIDER, SIGMA, LEICA, CANON, SONY, IB/E, SAMYANG, TOKINA e outros. A indústria ótica pela primeira vez antecipou-se à de câmeras.

O Formato FULL FRAME oferece benefícios maiores e melhores tanto estéticos como de profundidade de campo, além de uma ampliação de cerca de 1,5 vezes comparada com a captura tradicional em cine S35mm. Este tamanho maior de sensor é realmente mais vantajoso já que pixels com dimensões maiores admitem uma quantidade mais elevada na captura de luz e assim resultando numa maior sensibilidade.

No Painel serão apresentadas as novas tecnologias destas Lentes recém lançadas e discutida as tendências de sensores e câmeras de cinema, incluindo o mais recente anúncio da indústria relativo a Câmera de Cinema Full Frame.

Moderador: Celso Araujo, Diretor de Cinema SET, Diretor LINK Multisserviços Eletroeletrônicos

Ingressou na TV Globo em 1973, onde atuou durante 40 anos na Central Globo de Engenharia, no Rio de Janeiro. Esteve mais de 12 anos em Manutenção, período em que teve a oportunidade de desenvolvimento em diversos setores da manutenção de TV, tais como câmeras, lentes, vídeo, áudio, switchers, roteadores, e até mesmo na gestão dos sistemas e de equipes, bem como a gestão das operações de produção e também em eventos esportivos, shows, Copa do Mundo e Olimpíadas. Em 2013 atuando como Empreendedor, Consultor de Empresas na área de Tecnologia de TV e ministrando Seminários e Workshops junto à SET nos seus eventos regionais, ao IAV (Instituto de Áudio e Vídeo de São Paulo).

Mario Janini

Tendências do Mercado

Para manter a qualidade geral da imagem, ou seja, manter ou aprimorar a latitude (HDR), textura, belos tons de pele, baixo nível de ruído, o sensor tem que aumentar de tamanho comparado ao Super 35, podendo ser full frame ou ainda maior, como o caso do novo bocal da ARRI PL-X que está na ALEXA 65.

Palestrante: Mario Jannini - Diretor Técnico - ARRI Brasil

Formado em engenharia elétrica, atua no mercado de vídeo e cinema digital por mais de 22 anos, principalmente na área de captura de imagens. Após 4 anos e meio na ARRI Inc (americana), assumiu a recente filial da ARRI no Brasil como diretor técnico de serviços e presta suporte em vendas e manutenção de iluminação, câmeras, lentes e acessórios de câmeras da ARRI.

GORDON TUBBS

DESENVOLVIMENTO DE ÓTICA 8K, PRINCIPAIS DESAFIOS E ABORDAGEM A UM NOVO NÍVEL DE APLICAÇÕES

Palestrante: Gordon Tubbs - Vice Presidente da FUJIFILM North America Corporation, Optical Device Division

O Sr. Tubbs é o Vice-Presidente de Broadcast e Cinema Lens Products na Divisão de Dispositivos Ópticos da Fujifilm North America Corporation, com sede em Valhalla, Nova York, EUA. A Fujifilm North America Corporation é responsável pelas vendas e suporte de todas as lentes e acessórios Fujinon na América do Norte, Central e do Sul. Ele ingressou na Fujinon / Fujifilm em 2010 como Diretor de Vendas. Anteriormente ele passou a maior parte de sua carreira de trinta e seis anos na divisão de broadcast da Canon USA Inc., bem como na Ikegami e Angenieux nos Estados Unidos. Com a recente introdução das lentes Fujinon Ultra HD 2/3 "4K, bem como uma linha completa de lentes de cinematografia digital 4K, esses novos produtos ópticos, mecânicos e digitais abriram uma terceira era tecnológica em sua carreira depois de ter trabalhado cm Standard Definition e porteriormente com televisão de alta definição. Além disso, ele esteve envolvido na preparação e apoio de muitos dos principais eventos de televisão que exigem as últimas tecnologias ópticas, como as Olimpíadas, Super Bowl, World Series, US Open Tennis e outras grandes transmissões.

Tecnologias de Captação: Sensores para aplicações Beyond Definition

Uma visão da evolução tecnológica de sensores a suas aplicações, abordando tecnologias de desde 1/3” até Super 35mm e suas aplicações. Com o advento das tecnologias Beyond Definition para aplicações 4K, 8K, HFR e HDR, novas tecnologias despontam novas possibilidades de uso, como por exemplo os sensores Full Frame, onde suas aplicações e diferenciais serão abordados.

Palestrante: ERICK SOARES Marketing | Professional Solutions Brazil | Sony Brasil Ltda.

Engenheiro de Suporte a Vendas, atuante há mais de 15 anos na Sony, especialista em novas tecnologias, workflow e produtos no mercado de Broadcast, formado pela F.E.I (Faculdade de Engenharia Industrial – S.B.C./SP) e Pós-Graduado pela F.I.A. (Fundação Instituto de Administração- USP), acompanhou o desenvolvimento de novos produtos bem como a implementação de projetos estratégicos, servindo de interface entre clientes brasileiros e engenharia do Japão, bem como participou de diversos eventos nacionais e internacionais.

ERIC JONHSTON

LENS TECHNOLOGY IN A FULL FRAME PLUS WORLD

Palestrante: ERIC J JOHNSTON - ZGC / COOKE OPTICS

Com 20 anos de experiência representando os maiores nomes em equipamentos de cinema profissional, Eric , agora na ZGC, se concentra em vendas para a região das Américas. Ele ingressou na ZGC depois de trabalhar 7 anos com o Grupo Vitec, originalmente como especialista de produto para a marca de acessórios OConnor e posteriormente como Gerente de Contas para cinema digital. Ele é um profissional de vendas intensamente focado nos clientes e é apaixonado pela indústria cinematográfica e sua arte. Eric fez o seu primeiro curta de animação aos oito anos de idade e é um membro associado da American Society of Cinematographers.

Cristiano Barbieri

Os benefícios e desafios em produções com novas tecnologias e padrões – 4K, 8K, HDR, HFR, Full-Frame

Apresentaremos a evolução e tecnologias embarcadas em lentes e câmeras para atender as novas
demandas por maiores resoluções (4K e 8K), e os benefícios técnicos / operacionais das novas tecnologias,
além da resolução, para produção de conteúdos ainda mais atraentes, desde a aquisição à monitoração,
como High Dinamic Range, Volume de Cor e High Frame Rate.

Palestrante: Cristiano Barbieri - Chefe de vendas - ITCG - Imaging Technologies & Communications - Grupo CANON do Brasil

Cristiano é formado em Engenharia de Telecomunicações pela FEI (Faculdade de Engenharia Industrial), com MBA em Gerenciamento de Projetos pala FGV. Com mais de 15 anos de experiência no mercado de Broadcast & Mídia, trabalhou nas empresas Harris Broadcast e Grass Valley como gerente de vendas, e atualmente é gestor da área de vendas da Canon do Brasil, para os segmentos de Broadcast, Cinema e Vídeo Profissional.

Snehal Patel

ZEISS Lens Solutions para 8K e além – pronto para o futuro

A ZEISS vem, há mais de 80 anos , fornecendo lentes à comunidade cinematográfica ao redor do mundo.P & D é muito importante para a cultura da nossa empresa e a ZEISS está sempre desenvolvendo tecnologias avançadas para auxiliar os clientes em seus processos criativos. Dentre estas tecnologias destacamos a solução de lente Full Frame sob a forma de Cine Primes e Cine Zooms. Durante este workshop, Snehal Patel, gerente de vendas da Cine para as Américas, irá discutir como as lentes Compact Prime e Cinema Zoom do ZEISS são usadas todos os dias com câmeras de sensores grandes, como a RED Weapon VV, Panavision DXL, ARRI Alexa 65 e outras câmeras

Palestrante: Snehal Patel - ZEISS Cine Sales Manager for the Americas

16h - 17h30

Acadêmico | Sala 12

Painel Acadêmico Científico – Edição da Tarde

Luana Bravo

Painel Acadêmico Científico – Edição da Tarde

Este painel apresentará nesta edição da tarde mais um conjunto de trabalhos científicos que foram submetidos ao Call for Papers promovido anualmente pela SET. Os trabalhos selecionados serão publicados no SET International Journal of Broadcast Engineering (SET IJBE) um periódico científico internacional cujo objetivo é a difusão de conhecimento sobre engenharia de comunicações, especialmente das áreas de broadcast e novas mídias. O SET IJBE busca pesquisas atuais que componham o estado da arte dessas tecnologias.

Moderador: Luana Carolina Bravo - Comitê de Ensino - SET

Engenheira eletricista com ênfase em eletrônica pela Faculdade de Engenharia São Paulo. Pós graduada em TV Digital pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Trabalha no mercado de televisão há mais de 10 anos. Participante da diretoria da SET desde 2012, membro do Grupo Técnico de Recepção (GT-Rx) do GIRED, membro do Módulo de Mercado do Fórum Brasileiro de TV Digital e representante da ABERT no Projeto Ultra HD Brasil .

foto_euclides_lcv

Desenvolvimento de Antena de Banda Ultra-Larga para o Sistema de Televisão

Apresentaremos o desenvolvimento de uma antena discone de banda ultra-larga, com um padrão de irradiação omnidirecional para ser utilizada no sistema de televisão. Por ser uma antena de banda ultra-larga e possuir um padrão de irradiação omnidirecional a antena apresentada possibilita ser empregada como uma única antena para receber sinais de TV de várias estações transmissoras em vários locais geográficos distintos. A antena UWB proposta neste trabalho cobre a faixa de freqüência de 320 MHz a 1,65 GHz com um ganho de 1,7 dB e pode ser utilizada em ambientes internos e externos.

Palestrante: Euclides Lourenço Chuma - MSc candidate - UNICAMP

Euclides Lourenço Chuma possui graduação em Matemática pela UNICAMP e pós-graduação em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações pelo INATEL. Atualmente está cursando o mestrado em Engenharia Elétrica na UNICAMP, Campinas, SP, Brasil. Trabalha na área de desenvolvimento de softwares no setor privado e possui interesse em pesquisas nas áreas de Antena, Transmissão Sem Fio de Energia, Rádio Definido por Software e Rádio Cognitivo.

IMG_1653_2

Recepção de sinal de TV Digital e Sistema de Amplificação

Nesta palestra apresentaremos o desenvolvimento de um sistema de amplificação e duas antenas para a recepção de sinais de TV digital. As antenas propostas foram baseadas na topologia de dipolo de meia onda (λ/2) com geometria meander line (MLA) e antena de loop magnético. Foram realizadas simulações utilizando software com base no método dos elementos finitos. A recepção da antena e a eficiência do sistema de amplificação foram avaliadas através de medições.

Palestrante: Kassia Toccolini - Mestranda na Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Engenharia Eletrônica (2016) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente está cursando mestrado em Engenharia Elétrica na área de eletromagnetismo também na UFSC. Faz parte do Laboratório de Eletromagnetismo e Compatibilidade Eletromagnética (MagLab) e do Grupo de Engenharia e Compatibilidade Eletromagnética (GEMCO) da UFSC. Suas áreas de interesse são campos eletromagnéticos, telecomunicação e processamento digital de sinais.

Eu palestrando na SET I

Jornalismo crowdfunding

A proposta é discutir a inovação no jornalismo a partir da análise do crowdfunding. Justifica-se essa proposta por tratar de uma prática recente em construção e pela carência de análises a partir de teorias que extrapolem os estudos em comunicação. Foi realizada uma pesquisa exploratória a partir de pesquisa bibliográfica. Entre os resultados alcançados, constatou-se que o crowdfunding é uma inovação promissora para a produção de conteúdo.

Palestrante: Lucas Vieira de Araújo - Pesquisador - Universidade Metodista de São Paulo

Jornalista, realiza Doutorado em Comunicação na Universidade Metodista de São Paulo. Já atuou como repórter, editor e Gerente de Jornalismo em emissoras da Rede Globo, Rede Record e Grupo RBS no Paraná e em São Paulo. Foi professor na Universidade Norte do Paraná (Unopar) e atualmente é docente de pós-graduação na Faculdade Assis Gurgacz (FAG.

IMG_20150717_143057869 (281 x 500)

PERFORMANCE COMPUTACIONAL DE SIMULAÇÃO BASEADA EM UM MODELO HÍBRIDO PARA SISTEMAS BROADCASTING

Com o objetivo de melhorar a transmissão de informação em sistemas broadcasting, em ambiente de simulação, foi implementado um modelo baseado em eventos discretos aplicados em um baixo nível de abstração em um sistema de telecomunicações. A proposta traz uma abordagem diferente da técnica usual, na qual a transmissão do sinal no canal é realizada no domínio discreto com a implementação de entidades discretas no processo de geração de bits.

Palestrante: Reinaldo Padilha França - Mestrando em Engenharia Elétrica - FEEC / UNICAMP

Graduado em Engenharia da Computação, atualmente é um candidato ao grau de Mestre pela Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação, da Universidade Estadual de Campinas e pesquisador do Laboratório de Comunicações Visuais (LCV). Seus principais tópicos de interesse são sistemas de simulação, sistemas operacionais, engenharia de software, wireless and network, Internet das Coisas, sistemas broadcasting e telecomunicações

PauloWeb

Motivos para a Falha da SFN na Radiodifusão

Distribuir o conteúdo de uma rede de TV, garantindo o uso eficiente do espectro, a cobertura de áreas não atendidas ou de sombra e com economia de energia são algumas das vantagens da Rede de Frequência Única – SFN. Assim nesta pesquisa medimos o sincronismo de informação, frequência e de tempo para avaliar as implementações das SFNs na radiodifusão brasileira, tomando como base estações na região de Campinas/SP. Neste trabalho, demonstramos que uma das grandes vantagens do ISDB-Tb, que é a formação de Redes de Frequência Única, ainda não pode ser implementada plenamente pelos radiodifusores brasileiros.

Palestrante: Paulo Eduardo dos Reis Cardoso - Doutorando / Especialista em Regulação - Unicamp / Anatel

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela FEEC-Unicamp (2002) e mestrado em Engenharia Elétrica (Eletrônica) pelo DEMIC-FEEC-Unicamp (2005). Atualmente é Doutorando no DECOM-FEEC-Unicamp, pesquisando TV Digital. Esta licenciado do cargo de Especialista em Regulação da Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel, onde atua na Coordenação de Outorga e Recursos à Prestação, na Gerência Regional da Anatel em São Paulo, trabalhando com o Licenciamento e Alteração de Características Técnicas das estações de Radiodifusão. Anteriormente, atuou na Fiscalização Técnica em entidades de Radiodifusão e na solução de problemas de radiointerferência em qualquer sistema de telecomunicação. Foi responsável pelo Regulamento Técnico para Emissoras de Radiodifusão Sonora em Frequência Modulada e pela análise de processos de viabilidade técnica para inclusão ou alteração do Plano Básico de Distribuição de Canais de Radiodifusão Sonora em Frequência Modulada. Participou como observador do Governo Federal nos testes de Radiodifusão Sonora Digital, tanto nos testes do padrão americano - HD Radio, em 2008 e 2012, como nos testes do padrão europeu - DRM, em 2010. Atuou como Pesquisador de Telecomunicações da Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações - CPqD.

Guilherme B dos Santos crop

Antena Indoor de Dupla Polarização para Recepção de TV Digital

A apresentação irá abordar o desenvolvimento e as simulações de uma antena de dupla polarização para recepção do sinal de televisão digital. Os objetivos do projeto foram para baixo custo, simples construção e implementação computacional para aplicações internas e com bom desempenho em termos de perda de retorno dentro da faixa de freqüência pretendida. Através das simulações, foi verificado que a antena proposta irradia duas polarizações lineares, horizontal e vertical, a partir das duas portas de alimentação com um alto grau de isolação. A estrutura desenvolvida neste trabalho apresenta um padrão de irradiação omnidirecional, ganhos acima de 4 dB em ambas polarizações, 390 MHz de largura de banda e 72,5% de banda fracionária.

Palestrante: Guilherme Boscolo dos Santos, MSc candidate, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Guilherme Boscolo dos Santos é graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em engenharia elétrica com ênfase em eletrônica, telecomunicações e automação. Atualmente está cursando o mestrado em Engenharia Elétrica e Computação na Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil. Atua como engenheiro de projetos no setor da radiodifusão e possui interesse em pesquisas nas áreas de Antena, Eletromagnetismo, Rádio Definido por Software e Rádio Cognitivo.

IMG_1653_2

Geração de arquivos de Transport Stream e Análise do Desempenho de BER no Padrão ISDB-Tb

Será apresentada uma técnica de geração de TS (Transport Stream) por software , destinado a transmissão com gerador de sinais de TV Digital de acordo com o padrão ISDB-Tb. Além disso, será discutido como foi utilizado esse TS para transmissão e feita uma análise do desempenho de BER (Bit Error Rate) na recepção para diferentes canais de comunicação, variando parâmetros de transmissão do padrão ISDB-Tb. A análise foi feita através da relação Eb/No por BER a partir dos resultados obtidos para cada configuração.

Palestrante: Kassia Toccolini - Mestranda na Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Engenharia Eletrônica (2016) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente está cursando mestrado em Engenharia Elétrica na área de eletromagnetismo também na UFSC. Faz parte do Laboratório de Eletromagnetismo e Compatibilidade Eletromagnética (MagLab) e do Grupo de Engenharia e Compatibilidade Eletromagnética (GEMCO) da UFSC. Suas áreas de interesse são campos eletromagnéticos, telecomunicação e processamento digital de sinais.

16h - 17h30

Produção de Conteúdo | Sala 11

Tá na hora do SHOW!

Carlos Ronconi

Tá na hora do SHOW!

Como transportar para a TV a vibração e a emoção dos shows ao vivo.
Vamos ouvir dos panelistas quais as tecnologias, processos, cuidados para transmitir um show musical ao vivo e transportar o telespectador para esse ambiente.
Audio imersivo, captação de ambiente, surround 5.1 são técnicas utilizadas pelos nossos convidados para levar o show ate a casa do espectador.

Moderador: Carlos B. Ronconi - Assessor Técnico - Grupo Globo

-Assessor técnico nos Estúdios Globo onde atua na area de audio. Participou da implantação de várias tecnologias de audio para live e sonorização, desde o primeiro workstation de áudio até a Unidade Móvel de Áudio. Coordena o áudio dos eventos e transmissões do Entretenimento tais como Carnaval, Especial Roberto Carlos, Criança Esperança, Rock In Rio, Brazilian Day, etc. Formado em Cinema pela Universidade Gama Filho e estudou Engenharia Elétrica na Fundação Valeparaibana de Ensino, de São José dos Campos, SP. Formado em Música (Piano Clássico) pelo Conservatório Santa Cecília, também de SJC. Trabalhou também no Instituto de Atividades Espaciais, nos Estúdios Transamérica e na gravadora Som Livre.

Gabriel Thomazini

Rock in Rio

Essa apresentação abordará os desafios técnicos e operacionais de um dos maiores eventos musicais do mundo, o Rock in Rio. Desde a captação, transporte de sinais de áudio sobre IP e mixagem Imersiva, passando pelas diferentes necessidades peculiares a um eventos desse porte, até a entrega do produto final na casa dos assinantes.

Palestrante: Gabriel Thomazini - Coordenador de Áudio da Globosat

Trabalhando há mais de 30 anos com audio profissional, foi técnico de gravação e mixagem de conteúdos musicais, técnico de P.A e Sound Designer. Há mais de 15 anos na área de broadcast, participou realizando projetos para infraestrutura de áudio de grandes eventos como Olimpíadas, Copas do Mundo e Shows Internacionais. Participou no desenvolvimento de projetos de Unidades Móveis, Estúdios de Televisão e infraestrutura IP para sistemas profissionais de áudio e automação. Membro da AES desde 1998, realiza palestras e workshops promovendo novas técnicas e tecnologias para produção de áudio. Atualmente ocupa o cargo de Coordenador de Áudio da Globosat, considerada a maior programadora de TV a cabo da América Latina.

 

Palestrante: Manoel Gonçalves Tavares. - Produtor de Áudio – Eng.º de Gravação - TV Globo

Radialista – Sonoplasta Sr. – Produtor de Áudio – Eng.º de Gravação. 34 anos de experiência - Tv Globo/Estúdios Globo; Gerenciamento de Processos - Gestão de Equipes - Planejamentos e Projetos. Atuação na sonorização/gravação/mixagem de programas, gravados e/ou transmitidos “ao vivo”; Prêmio Tv Globo – Melhor Áudio Ao Vivo – PGM Esp. Roberto Carlos em Jerusalém – 2011. - Prêmio Tv Globo – Melhor Áudio de Entretenimento – PGM The Voice Brasil – 2012. - Prêmio Tv Globo – Melhor Áudio de Entretenimento – PGM Som Brasil – 2013.

beto-neves-2016

 

Palestrante: Beto Neves - Engenheiro de Som - Mosh Studios

Ex-multi-instrumentista, com 21 anos de experiência na gravação e mixagem dos mais importantes artistas da música pop brasileira e latina, Beto Neves traz seu conhecimento do som analógico e do mundo percussivo ao seu trabalho. Beto gravou e mixou artistas como: Carlinhos Brown, Sergio Mendes, Shakira, Alejandro Sanz, Ivete Sangalo, Gilberto Gil, Claudia Leitte, Dave Matthews Band, Cesar Camargo Mariano, Black Eyed Peas, Nelly Furtado, Seu Jorge e Diego Torres para citar alguns.Além disso, produziu, gravou e mixou artistas independentes de muitas partes do mundo. Desde o final de 2014, está no Mosh Studios, o maior estúdio da América do Sul, localizado em São Paulo.