• PT
  • EN
  • ES

Programação

 

Inscrições

Aberta e gratuita para profissionais, pesquisadores e estudantes deste mercado. É mandatório que seja realizada pelo site SET. www.set.org.br

Inscreva-se

Certificados

Serão liberados no site da SET a partir de 14/07/2016, somente para quem realizar seu registro pelo site SET e assinar a lista de presença no local do evento.

Programação

Arquivo pdf para download

Call for Speakers

Seja palestrante do SET Regional

Envie a sua palestra

06/07/2016 – quarta-feira

Horário Palestra

Abertura SET Sudeste – Rio 2016

Convidados:

  • Representante do MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
  • Representante da ANATEL – Agencia Nacional de Telecomunicações
  • Daruiz Paranhos, Presidente da AERJ – Associação das Emissoras de Radio e TV do Rio de Janeiro e Diretor Geral da Band Rio de Janeiro
  • Liliana Nakonechnyj, Diretora Internacional da SET e Representante da Radiodifusão no GIRED – Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV
  • Paulo Ricardo Hermano Balduino,  Diretor de Tecnologia da ABERT – Associação Brasileira das Emissoras de Radio e Televisão e e Representante da Radiodifusão no GIRED
  • Olímpio José Franco,  Presidente da SET
.

Painel SET – Regulamentação, Desligamento da TV Analógica e Interiorização da TV Digital
Moderadora: Liliana Nakonechnyj
Liliana Nakonechnyj é a atual diretora internacional da SET, da qual sempre participou ativamente e já presidiu. Formou-se em engenharia de telecomunicações na PUC-Rio. Dedicou grande parte de sua vida profissional à implantação de sistemas de distribuição de sinais de televisão, inicialmente analógicos e depois digitais – estações de transmissão terrestre, sistemas de contribuição e distribuição por rádio, satélite e fibra-ótica. Também foi, por muitos anos, responsável pelo apoio de engenharia às emissoras afiliadas da Globo. Esteve sempre interessada em impulsionar novas tecnologias, liderando estudos e testes para a introdução da televisão digital no Brasil entre 1994 e 2006, e demonstrações e testes de UHDTV nos últimos anos. Participa do GIRED e do Conselho de Comunicação Social.

Paulo Ricardo Hermano Balduino

Quanto estão evoluindo as atividades nos grupos de trabalho?
Quais os principais pontos de atenção para o radiodifusor?
Como será orquestrado o desligamento de tantas localidades simultaneamente em 2018?

Engenheiro eletrônico pela Universidade de Brasília,é Diretor Presidente da Synthesis Consultoria, que atua nos setores convergentes de telecomunicações e mídia. Trabalhou no Ministério das Comunicações como coordenador das atividades de regulamentação internacional junto aos distintos fóruns da União Internacional de Telecomunicações - UIT e da Comissão Interamericana de Telecomunicações - CITEL. Chefiou delegações brasileiras em várias reuniões, assembléias e conferências da UIT e da CITEL sobre temas diversos, dentre os quais se inclui o planejamento do uso do espectro para vários serviços. Atualmente suas atividades de consultoria incluem a direção dos trabalhos da Associação Brasileiras das Emissoras de Rádio e Televisão - ABERT, voltadas para a política, o planejamento e o uso do espectro radioelétrico. Foi responsável pela participação técnica da ABERT em todo o processo da faixa de 700 MHz

Remanejamento de canais para a desocupação da faixa de 700 MHz
Tereza DE MACEDO MONDINO

Atividades do GTRm – Grupo Técnico de Remanejamento do GIRED.

Quais as preocupações da SET, tanto no aspecto regulatório como de procedimentos?
O que precisa ainda ser trabalhado para evoluirmos rapidamente no processo de implantação da TV Digital para as estações que operam em caráter primário e secundário, em especial as que estão às vésperas de desligamento da TV Analógica?

Engenheira Eletrônica formada na UnB. Trabalhou no Ministério das Comunicações até 1998, onde atuou em Regulamentação e Planejamento nas áreas de Radiodifusão e TV por Assinatura. Participou de trabalhos nas comissões de Radiodifusão do MERCOSUL, da CITEL e da UIT. Participou dos trabalhos do Grupo ABERT/SET de TV Digital - desde a preparação dos testes nos sistemas ATSC, DVB e ISDB, em 99, até a finalização da primeira edição do plano de distribuição de canais de TV digital, em 2003, e hoje é consultora do Grupo de Espectro da SET, atuando na área regulatória e no planejamento.

Novas tecnologias de software para pós-produção de áudio.
.

Como utilizar tecnologia nas “nuvens” para superar as dificuldades na entrega de serviços OTT (over-the-top) ?
Kirssy Valles

O consumo de vídeo pela internet tem mudado a dinâmica da indústria de televisão de forma radical. Tanto as emissoras de TV, provedores de conteúdo para TV por Assinatura e até mesmo operadoras tem disponibilizado uma série de novos produtos, plataformas e serviços de OTT. Com o VOS360 da Harmonic é possível superar as dificuldades na entrega, vislumbrar novas receitas, manter um padrão de qualidade com eficiência nos custos através do processamento nas “nuvens”.

Kirssy Valles é responsável pelo desenvolvimento de novos negócios para a Harmonic na América Latina. Com mais de 18 anos de experiência na indústria de TV e Entretenimento, Kirssy trabalha com foco em tecnologias que possam definir e influenciar novas tendências evangelizando as estratégias da Harmonic para o mercado regional. Ela iniciou sua carreira na DirecTV passando pela Envivio, Nagra e AT&T antes de se juntar a equipe da Harmonic. Kirssy Valles é formada em Engenharia Eléctrica pela Universidade IUPFAN na Venezuela.

Opções para transmissão via satélite de conteúdos isdb-t considerando eficiência e monetização
RAUL IVO FALLER

A ENENSYS desenvolveu um sistema para transmissão de conteúdos ISDB-T em total compatibilidade com o DVB-S/S2 respeitando as disposições de redes SFN e conteúdos formatados em MPEG-2 TS na interface aérea. Toda a sinalização BTS e a base de tempo estão inseridas em um PID otimizando a banda satelital e dando múltiplos usos a um link satelital entre as diferentes normativas.

Formado em engenharia de telecomunicações pela Universidade de Karlsruhe na Alemanha, pos-graduado em economia de empresas pela FIPE, FEA, USP Raul Faller tem experiência de 15 anos no mercado de telecom com ênfase na radiodifusão com passagens pelas empresas Rohde & Schwarz e Kathrein. Hoje Raul e sócio diretor da YOUCAST, empresa integradora de soluções para distribuição de vídeo.

Novas Aplicações e a Utilização do Satélite para os Jogos Olímpicos 2016
Rubens Vituli

A SES estará no SET Regional Sudeste para divulgar as novas aplicações para TV via satélite, além de apresentar como a companhia está preparada para suportar clientes e parceiros na cobertura dos Jogo Olímpicos Rio 2016

Rubens Vituli graduou-se em Engenharia Elétrica na Universidade Estadual de Campinas em 1997, com pós-graduação em Administração de Empresas concluída em 2005, na Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Vituli é diretor de negócios para a América Latina na SES, desde 2011, e acumula grande experiência na indústria de satélites e telecomunicações, atuando na área técnica e comercial de empresas como Comsat e British Telecom.

Integração de Sistemas: otimização do tempo e agilidade de processos
Raquel Caldas Oliveira

Existe atualmente, uma crescente demanda de softwares para automatização de processos dentro de cada setor nas emissoras de Rádio e TV. Atendendo à este enorme fluxo, o mercado de softwares para Broadcast está atento quanto às integrações dos sistemas para facilitar e agilizar os processos de produção e automatizar o trabalho das equipes entre si.

Raquel se dedica há mais de 10 anos ao jornalismo. Durante este período, obteve experiências profissionais que a levaram a trabalhar em praticamente todas as áreas do jornalismo. Bacharel em Administração de Empresas e Pós-graduando em Comunicação Organizacional e Marketing, atualmente é analista de treinamentos da Snews, empresa desenvolvedora de soluções em broadcast.

Monitoração, análise e medição da mídia em tempo real para redes de comunicação com conexão IP, ASI ou RF com aplicações em broadcast e telecom.
Jaime Fernando Ferreira

Em um Mundo Broadcast e Telecom onde a diversidade de conexões para contribuição e distribuição de sinais de mídia é cada vez mais complexa e onde a redução do Opex é cada vez mais necessária, algumas soluções de alta tecnologia são necessárias para atender a demanda de necessidade de pro-atividade em controle de problemas técnicos e controle de qualidade dos sinais que estão trafegando nas diversas redes, sendo elas com vídeo comprimido trafegando em IP, ASI ou RF.  A Bridgetech desenvolve probes que tem capacidade de leitura e análise das informações, disponibilizando tudo via acesso remoto ( web server ) e com ferramentas que permitem uma operação simples e funcional.  Iremos apresentar as tecnologias com exemplos práticos de projetos, inclusive com cobertura esportiva como a que estaremos fazendo para atender a demanda de monitoração ISDBT-B durante os jogos Olímpicos no Rio de Janeiro para um cliente.

Engenheiro Eletronico da UNIVAP São José dos Campos e MBA na FGV – São Paulo 25 anos de trabalho em empresas de grande porte na área de Engenharia Eletronica, Broadcast e área Comercial, tais como TV Globo, Barco Communications , Philips Broadcast, Thomson e Grass Valley. Em 2012 fundou a Avicom onde continua com a representação comercial para várias empresas na área Aeroespacial e Broadcast tais como Bridgetech, Ericsson, JVC e Broadpeak.

Soluções avançadas para transmissões de eventos esportivos ao vivo.
Armando Moraes

O aumento de número de câmeras para mostrar vários ângulos de um mesmo evento, incluindo cameras com altos frame rates para geração dos Super Slow Motions, gerou a necessidade de mais canais de gravação dentro do já apertado espaço das Unidades Móveis, junta-se a isso, às necessidades  de inserir gráficos, metadados e efeitos em real time, para atender não só ao Broadcast, mas também a grande demanda de conteúdos para vários dispositivos em Multi-Plataformas fez das transmissões Esportivas ao vivo, eventos tão ou mais complexos que as Super produções de Concertos, Shows Musicais e de Entretenimento, a idéia é mostrar o que a EVS tem feito para atender a estas exigentes necessidades e continuar sendo a Lider em transmissões de Esportes ao Vivo.

Engenheiro Eletrônico formado em 1982 - Rio de Janeiro. Trabalhando em Engenharia de Televisão desde 1977. Desde de 2012 trabalha como Gerente de Projetos da EVS para todo o Brasil

Sessão SET: Projetos – Papel do profissional e da TI na qualidade no ciclo de vida do conteúdo
Vitor Chaves de Oliveira

Esta palestra tem como objetivo demonstrar o estado tecnológico e as tendências para o futuro em cada etapa, discutir como processos e pessoas lidam com a expectativa do consumidor. E, como a Qualidade da Experiência, subjetiva por natureza, só pode ser atendida pelas pessoas envolvidas na indústria que dá vida ao conteúdo. Destacar a importância da Qualidade como um alinhamento fundamental ao negócio, isto é, à audiência. Aliar como TI e o futuro com o IP, está atualmente guiado pela busca por qualidade, protagonizado atualmente pelo desenvolvimento de protocolos refinados para stream.

Vitor C. Oliveira é Professor, Consultor e Pesquisador. Doutorando em Engenharia Elétrica (Mackenzie), Mestre em Engenharia Elétrica (PUCC), Especialista (MBA) em Engenharia Eletrotécnica e Sistemas de Potência (UNISAL), formado em Ciência da Computação (UNISAL) e técnico em Informática (SENAI). Professor Universitário atuando nas áreas de Eng. Elétrica e Computação no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL); Editor de Revistas para a Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET); Consultor em Infraestrutura TI/ERP/Telecom na Coach IT Consultoria. É autor de livro na área de computação em nuvem e já publicou dezenas de artigos em periódicos científicos e em conferências nacionais e internacionais. Seus interesses de pesquisa estão concentrados em Telecomunicações: Redes IP, Transmissões Rádio (TV Digital), Teoria Eletromagnética, Algoritmos de Controle, Modelagem Matemática de Sistemas, Virtualização e Eficiência Energética.

07/07/2016 – quinta-feira

Horário Palestra

Painel: Jogos Olímpicos Rio 2016, TV Aberta, TV Paga e Telecom na era do OTT, do 4G e do UHD-4K
José R. Cristóvam Nascimento

Na visão da maior parte da mídia mundial, os Jogos Olímpicos Rio 2016 terão a maior e mais fantástica cobertura do ano, tanto pela TVs Abertas, como pela TV por Assinatura e pela Internet, sobretudo pelas alternativas OTT (Over The Top). Neste painel, os representantes de 3 dos principais atores de maior peso dessa fantástica cobertura proporcionarão uma visão geral das novidades e do que estará disponível em suas diferentes plataformas para fruição pelos usuários em suas mais diversas telas de dispositivos como smartphones, tablets, notebooks, TVs SD, HD, Full HD e Ultra HD 4K. A Globosat, só como um primeiro exemplo, terá 56 canais SporTV, sendo 16 HD na TV por Assinatura e mais 40 canais na internet. E fechando o painel, a ANATEL explicará como as suas equipes efetuarão a fiscalização, entre outros, do uso controlado do espectro de frequencias de RF durante

Cristóvam é consultor senior, professor e instrutor em cursos de treinamentos de formação, capacitação, reciclagem e atualização profissional para empresas nacionais e Internacionais, com longa experiência de mercado em diferentes áreas das telecomunicações, com destaque em TV, RF, micro-ondas, comunicações via satélite, vídeo, áudio, acessos em banda larga à internet e OTT (Over The Top). Chefiou a Seção Rádio da NEC, a Divisão de Televisão da TELEBAHIA e exerceu funções de destaque nas áreas nacional e internacional da EMBRATEL. Empresário e Diretor Técnico da UNISAT, Vice-Diretor de Ensino da SET e Correspondente no Brasil do GVF – Global VSAT Forum. Conferencista, moderador e palestrante em congressos nacionais e internacionais, como o Painel Latino Americano de Satélites dos eventos Satellite 2009, Satellite 2010 e Satellite 2011, realizados em Washington – DC, nos eventos do GVF, Andicom, VSAT LATAM, MilSatCom, Satellite Oil &Gas, Church Tech Expo, Congressos da SET e em outros de considerável relevância no setor. Pós-Graduado na Universidade Federal Fluminense - UFF em Telecomunicações, possui cursos de especialização no Japão (NEC, NTT e Anritsu) e nos EUA (TCB – Thomson). Engenheiro Eletrônico pela UGF e Engenheiro de Operações, modalidade Eletrônica pela UFRJ. Professor em disciplinas do MBA - Serviços de Telecomunicações e na pós-graduação Especialização em Comunicações Móveis da UFF. É um dos coordenadores do MBA em TV Digital da UFF, MBA do qual é o criador, além de professor em disciplinas do mesmo curso. É autor de um grande número de eventos (academicos e/ou corporativos), programas, cursos e treinamentos diferenciados e de artigos para mídias especializadas.

Convidado:
Roberto Primo
.

Convidado:
PAULO HENRIQUE VIVEIROS CORONA DE CASTRO

Paulo Henrique Castro Corona,  Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia de Telecomunicações TV GLOBO

-

Inovações e os impactos na era beyond definition
Erick Soares de Oliveira

Uma visão geral das inovações tecnológicas oferecidas na era Beyond Definition. As questões e definições relevantes para o sinal UHD , abordando temas como HFR, HDR, Wide Color Gamut . As implicações do tráfego de sinais UHD trazidas por essa nova era, bem como as novas padronizações para tráfego IP e a proposta do NMI (Network Media Interface) para a produção ao vivo. As novas ferramentas de produção ao vivo e contribuição de jornalismo para produção de conteúdo com maior agilidade.

ERICK SOARES. Engenheiro de Suporte a Vendas, atuante há 10 anos na Sony, especialista em tecnologias e produtos no mercado de Broadcast, formado pela F.E.I (Faculdade de Engenharia Industrial - S.B.C./SP) e Pós-Graduado pela F.I.A. (Fundação Instituto de Administração- USP), acompanhou o desenvolvimento de novos produtos, servindo de interface entre clientes brasileiros e engenharia do Japão, bem como participou de diversos eventos nacionais (SET, Broadcast & Cable, Anima Mundi, SSPI) e internacionais (NAB)

OTT vs TV por Assinatura vs TV Aberta vs Telecom
José R. Cristóvam Nascimento

Rio 2016 Cidade Olímpica: de 5 a 21 de agosto próximo, mais de 10.000 atletas estarão sendo observados em telas de diferentes dispositivos fixos e móveis em cerca de 220 países. O que esperar das emissoras de TV aberta ? E das operadoras de TV por Assinatura ? E das operadoras de serviços móveis ? Uma coisa é certa: os conteúdos via internet (OTT) apresentarão um desempenho ainda mais invejável do que nos Jogos Olímpicos de Londres. E o usuário irá fazer a sua opção que melhor convier. O palestrante resumirá parte de suas pesquisas nesse sentido de modo instigante e desafiador.

Cristóvam é consultor senior, professor e instrutor em cursos de treinamentos de formação, capacitação, reciclagem e atualização profissional para empresas nacionais e Internacionais, com longa experiência de mercado em diferentes áreas das telecomunicações, com destaque em TV, RF, micro-ondas, comunicações via satélite, vídeo, áudio, acessos em banda larga à internet e OTT (Over The Top). Chefiou a Seção Rádio da NEC, a Divisão de Televisão da TELEBAHIA e exerceu funções de destaque nas áreas nacional e internacional da EMBRATEL. Empresário e Diretor Técnico da UNISAT, Vice-Diretor de Ensino da SET e Correspondente no Brasil do GVF – Global VSAT Forum. Conferencista, moderador e palestrante em congressos nacionais e internacionais, como o Painel Latino Americano de Satélites dos eventos Satellite 2009, Satellite 2010 e Satellite 2011, realizados em Washington – DC, nos eventos do GVF, Andicom, VSAT LATAM, MilSatCom, Satellite Oil &Gas, Church Tech Expo, Congressos da SET e em outros de considerável relevância no setor. Pós-Graduado na Universidade Federal Fluminense - UFF em Telecomunicações, possui cursos de especialização no Japão (NEC, NTT e Anritsu) e nos EUA (TCB – Thomson). Engenheiro Eletrônico pela UGF e Engenheiro de Operações, modalidade Eletrônica pela UFRJ. Professor em disciplinas do MBA - Serviços de Telecomunicações e na pós-graduação Especialização em Comunicações Móveis da UFF. É um dos coordenadores do MBA em TV Digital da UFF, MBA do qual é o criador, além de professor em disciplinas do mesmo curso. É autor de um grande número de eventos (academicos e/ou corporativos), programas, cursos e treinamentos diferenciados e de artigos para mídias especializadas.

Casos de distribuição via satélite implementados pela Eutelsat em grandes eventos internacionais

Palestrante: Rodrigo Menezes, Engenheiro na Eutelsat do Brasil

A palestra tem como foco principal apresentar casos de distribuição e contribuição de TV digital em grandes eventos internacionais implementados pela Eutelsat.  Dentro deste tema serão abordados casos como a transmissão do torneio de Roland Garros em UHD diretamente aos telespectadores mostrando assim o pioneirismo e comprometimento da Eutelsat no mercado de vídeo.

Rodrigo Menezes é bacharel em Engenharia Eletrônica pelo CEFET/RJ e possui especialização em comunicações por satélittes pela PUC/RJ. Trabalha na indústria de satélites há 17 anos, onde atuou como especialista em sistemas de monitoração de comunicações, testes em órbita e técnicas para combate a interferências. Atuou como responsável técnico pela implementação do centro de monitoração de satélites da Anatel e atualmente é responsável pela parte de Engenharia e Regulatório da Eutelsat do Brasil.

.

Sessão SET Radiodifusão – Radiodifusão Sonora, Migração AM-FM e Desafios Atuais e Pós-Olimpíadas Rio 2016
JOSÉ EDUARDO CAPPIA

O Radio Migrando de AM para FM e sua atualização com faixa estendida FM.
O rádio e seu momento atual, passando pela atualizado da Migração do Rádio AM para FM, vertentes das transmissões esportivas e seus desafios e a cobertura otimizada das emissoras com a adoção das reforçadoras de sinal FM.

Eduardo Marti Cappia Graduação 1979 pela Universidade de Mogi das Cruzes. Engenheiro Eletricista com habilitação em: Comunicações - Eletrônica e Eletrotécnica. Diretor da Empresa EMC - SOLUÇÃO EM TELECOMUNICAÇÕES deste 1991 EMC - empresa distinguida para implantação de testes na UFMG - Belo Horizonte. Empresa que implantou em 2008 estação experimental baixa potência HD RADIO. Associações que faz parte: AESP - Associação da Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo - Líder do Comitê Técnico; Conselho Regional de Engenharia - Seção São Paulo - Seção Espírito Santo; SET - Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. Colaborador site Caros Ouvintes.

O que é Media Processing Workflow
Fabio de Sales Guerra Tsuzuki

Projetar fluxos de arquivos é uma tarefa muito complexa. A Media Portal inova apresentando uma aplicação capaz de projetar fluxos de forma integrada com a infraestrutura. Os fluxos são definidos através de uma interface gráfica onde é possível criar fluxos de transferências de arquivos, recuperação parcial de vídeos, conversão de formatos e análise de conteúdo

Fabio de Sales Guerra Tsuzuki é engenheiro eletrônico e mestre em engenharia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, doutor em engenharia pela Universidade de Tóquio. Sócio fundador da Media Portal Soluções Ltda.

Captação 4k e seus desafios operacionais e técnicos

Palestrante: Edson Thomioka, Gerente de Suporte Broadcast na Canon

.

Ultra HD 4K e a Certificação UHD Premium
Palestrante: Celso Eduardo de Araujo Silva

As mais recentes aplicações das normas e tecnologias de processamento das imagens 4K, na captação, visualização, processamento e transmissão.

Ingressou na TV Globo em 1973 como Técnico de Manutenção da Central Globo de Engenharia, no Rio de Janeiro. Onde esteve cerca de 12 anos em Manutenção, período em que teve a oportunidade de desenvolvimento em alguns setores, tais como câmeras, lentes, vídeo-tape, áudio, switchers, roteadores, e até mesmo na gestão de Sistemas e Equipes, bem como a gestão das Operações de Produção e também em Eventos Esportivos, Concertos e Shows. Desde os 80 está envolvido com a adequação e exigências para a produção de dramas para a TV com aquisição em filme 35 mm, com os fabricantes de emulsão, laboratórios de processamento além das empresas das casas de finalização e transferência. A partir de 1998 inicia o estudo e desenvolvimento da HDTV para aplicação na área de produção de drama na TV e no Cinema Digital. Líder do projeto e integração do canal a cabo e satélite SHOPTIME na migração para o digital. Desde 2003 até a presente data na pesquisa e desenvolvimento do processo de captura de vídeo HD e seus impactos para as áreas de Cenografias, Figurino, Caracterização e Maquiagem, Iluminação e Pós-Produção. Implantação do processo de captura e pós-produção do Vídeo HD no formato LOGARITMICO com câmeras de grandes sensores, Séries “CAPITU” e “MAYSA”, Filme “OS NORMAIS II”. Associado fundador da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão, SET, e desde 2005 como Diretor de Cinema Digital. Graduado na CEFET de Campos em Mecânica de Máquinas e Engenharia Operacional Eletrônica da Universidade Santa Úrsula, MBA em Gestão de Empresas do IAG PUC-Rio

Sessão SET Radiodifusão – Transmissões esportivas desafios, cases e mobilidade
Marco Túlio Nascimento

Desafios das Transmissões Externas em Tempos de Olimpíadas

Em tempos de crise, as emissoras irão cobrir as olimpíadas sem usar recursos de infraestrutura oferecidos pelo evento. A reportagem irá cobrir como faz para outros acontecimentos do dia a dia. Com isto, surgem as dificuldades de sempre: custos e conectividade. Esta apresentação irá discutir como as duas maiores emissoras do Rio de Janeiro estão administrando suas necessidades de transmissões externas. Colaboraram para a apresentação: Thiago Carneiro, Gerente Técnico da Rádio Tupi do Rio de Janeiro, e Wandeuvres Santos, Gerente Técnico do Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro.

Engenheiro de Telecomunicações formado pela Universidade Federal Fluminense. Trabalhou no Sistema Globo de Rádio de 1984 a 2014 onde ocupou a função de Gerente Geral de Tecnologia e foi responsável pelas áreas de Engenharia, TI e Operações. Atualmente é Diretor da ZYDigital Engenharia de Mídia. Membro da SET atuando como Diretor de Rádio da sociedade.

Sessão SET Radiodifusão – O rádio FM e sua performance de cobertura otimizada com estações reforçadoras
Evandro Tiziano

Apresentação de resultados e perspectivas da otimização de cobertura de emissoras FM, com a utilização de Sistemas Síncronos de fm – Reforçadores de Sinal, resultante em Certificado de obra intelectual Nº 2269 do CONFEA.

Diretor da ABEE - Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas Diretor da Akron Technical Service ltda Responsável Técnico pela Rádio Catedral e Nova Comunicação(Band) junto ao CREA Engenheiro Eletricista, Eletrônico e de Telecomunicações (Faculdades Nuno Lisboa - RIO); Especialista em Tecnologia Trabalho e Educação (CEFET RJ) e Mestrando em Engenharia - Sistemas de Comunicação Digital. Em sua experiência profissional destacam-se Diretor Técnico : Sistema Globo de Rádio / Sistema Jornal do Brasil e Rede Manchete; Participação em Grupos de Trabalho do MC e Anatel, entre outras em sua carreira.

Atuação da ANATEL nos Jogos Olímpicos Rio 2016
Rodrigo Vieitas Sarruf de Almeida

A ANATEL auxiliará no gerenciamento do espectro de frequencias durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, conforme previsto legalmente, realizando atividades de fiscalização da autorização de uso temporário do espectro, teste e etiquetagem dos equipamentos a serem utilizados e monitoração do espectro, utilizando sensores instalados ao redor das cidades-sede e estação de monitoração de satélites. Servidores da agência estarão presentes nas principais instalações de competição e não competição, atuando no controle de utilização do espectro e na solução de interferências prejudiciais, além da presença nos centros integrados das forças de segurança para atuação conjunta quando necessário.

Formado em Engenharia de Telecomunicações, com Mestrado pela Universidade Federal Fluminense. Ingressou na ANATEL em 2005 e atualmente é o Assessor Técnico e Gerente Regional Substituto nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Atuou no planejamento e coordenação das atividades da ANATEL em diversos Grandes Eventos, incluindo Jogos Pan-Americanos 2007, Rio+20 e Copa do Mundo de 2014.

Áudio, Acústica e Som em Grandes Eventos Internacionais.
Marcelo Claret

Eventos esportivos internacionais, TV Digital, 4K, 8K, Conteúdo Surround, Internet, Olimpíadas. Tudo isso depende de uma coisa: qualificação profissional! Como o áudio pode ser a cereja do bolo ou o grande vilão das modernas tecnologias aplicadas para Bilhões de espectadores no mundo todo. Framklim Garrido e Marcelo Claret contarão suas experiências de mais de 30 anos no mercado profissional, principalmente em eventos de extrema dificuldade técnica, e abordarão as necessidades urgentes de qualificação daqueles que fazem a TV acontecer em seu dia a dia.

Marcelo Claret é graduado em Comunicação pela FAAP-SP, idealizador e fundador do IAV-Instituto de Áudio e Vídeo, considerada a melhor escola de Áudio do Brasil, que se consagrou como a grande referência na formação e qualificação de profissionais do mercado de Áudio Visual. Dedicando-se à sonorização dos musicais da Broadway montados no Brasil desde 2001, Claret ganhou em 2015 o prêmio Bibi Ferreira como Melhor Design de Som de todos os musicais montados no Brasil. Profissional de vanguarda, foi o primeiro a usar sistema surround em espetáculos musicais ao vivo no teatro Brasileiro. À frente do IAV já foi responsável pela formação de centenas de profissionais dentro de grandes empresas como Rede Globo, Globosat, SESC-SP, entre outras.