• PT
  • EN
  • ES

Lançamentos mundiais ratificam a importância do SET EXPO

SET Expo – Parte I

Os três dias do maior evento de broadcasting e novas mídias da América Latina trouxeram, ao Expo Center Norte, em São Paulo, o que há de melhor na indústria de radiodifusão mundia e demonstraram, mais uma  vez, que os mercados brasileiro e latino-americano são essenciais para o desenvolvimento do setor.

por Fernando Moura, Isaac Toledo e Gabriel Cortez | © Foto: Foto Andrés 

Kuoki Morinaga (diretor da emissora pública japonesa NHK - Nippon Hōsō Kyōkai); Gilberto Kassab (ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações do Brasil); Olímpio José Franco (Presidente da SET); Jiro Akama (ministro das Comunicações do Japão); e Roberto Franco (Fórum SBTVD) abriram formalmente a 28 Edição do SET EXPO

Kuoki Morinaga (diretor da emissora pública japonesa NHK – Nippon Hōsō Kyōkai); Gilberto Kassab (ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações do Brasil); Olímpio José Franco (Presidente da SET); Jiro Akama (ministro das Comunicações do Japão); e Roberto Franco (Fórum SBTVD) abriram formalmente a 28 Edição do SET EXPO

 

SET EXPO 2016

© Foto: Foto Andrés

Nesta edição da Revista da SET, mostramos as novidades apresentadas pela indústria na maior Feira de Broadcast & Novas Mídias da América Latina, o SET EXPO 2016, evento que reuniu mais de 400 empresas brasileiras e internacionais no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo, entre 30 de agosto e 1 de setembro de 2016. Broadcasters entrevistados por nossa equipe de reportagem destacaram a qualidade dos contatos realizados na Feira.
Assim, com corredores muito movimentados, durante três dias intensos, a Feira de Produtos e Serviços do SET EXPO encerrou a edição de 2016 com a participação de mais de 14.900 visitantes do Brasil e do exterior. Os 150 expositores mostraram as últimas novidades do setor. “A expectativa de negócios relatada pelos expositores supera os 40 milhões de dólares, volume similar ao ano passado, apesar de uma retração de 10% na área líquida da feira”, explica Claudio Younis, diretor de Marketing da SET.
“Este ano, tivemos uma diminuição no número de expositores ocupando espaços menores, que são mais afetados pelo cenário econômico recessivo. Contudo, a participação expressiva de grandes expositores nos permitiu manter uma grande diversidade de marcas presentes na feira”, afirmou.
O saldo do evento é positivo, na visão de Younis, não só para a entidade, mas também para os expositores, os quais apontaram um aumento no número de executivos com poder de decisão na feira. Outro aspecto notado foi o aumento da presença de representantes dos países da América Latina. “O SET EXPO é referência internacional para as empresas que oferecem tecnologia e serviços para os mercados de broadcast e produção do Brasil, e cresce anualmente como polo latino-americano”, complementa Younis.
Os valores apontam também que, apesar da crise, o setor de produção audiovisual multimídia e radiodifusão continua mantendo a sua força no Brasil, impulsionado por mudanças como o desligamento do sinal analógico de TV e a migração das rádios do sinal AM para o FM. “A disseminação de equipamentos e serviços em Ultra Alta Definição (UHDTV), tanto para produção como para transmissão de imagens e sons, presentes em boa parte dos estandes do SET EXPO, é outro fator importante para o sucesso da feira deste ano. Avaliamos com otimismo o cenário para 2017.
Com a expectativa de retomada do crescimento econômico e com as novidades que estamos planejando, teremos um SET EXPO ainda maior”, finaliza. No próximo ano, o evento ocupará o Pavilhão Vermelho e o Centro de Convenções do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 21 e 24 de agosto de 2017. Nos estandes da Feira, os principais fabricantes do mercado nacional e internacional exibiram os seus produtos para um público que representa as maiores empresas da área audiovisual e da radiodifusão. A seguir, e na próxima edição da Revista da SET (nº 164), apresentamos algumas novidades que puderam ser encontradas no Expo Center Norte. Os principais anúncios e os principais lançamentos do setor estiveram no SET EXPO 2016!

Presença dos ministros Gilberto Kassab (ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações do Brasil) e Jiro Akama (ministro das Comunicações do Japão) estreitaram relações entre o Brasil e o Japão no dia que se celebrou o 10° aniversário da adoção do padrão ISDB-T de TV Digital no Brasil


Riedel expõe importantes cases dos Jogos Olímpicos no SET EXPO

Além de mostrar desenvolvimentos utilizados na Rio 2016, empresa anunciou compra de fabricante de sistemas de Intercom na feira

O evento realizado em São Paulo serviu para adiantar a clientes e a jornalistas – antes do IBC, onde o anúncio seria realizado formalmente – que a empresa alemã adquiriu a fabricante de sistemas de Intercom ASL, a qual trabalha com diversos padrões, como AVB, Dante, AES67, e Ravenna. A Riedel também comprou parte da Delec, que estava em situação critica e será recuperada pelos alemães com a incorporação de todos os seus funcionários. O objetivo da fusão é ter os engenheiros e os desenvolvedores da Delec dentro da Riedel, o que, segundo Fabiano Botini, diretor de vendas internacionais da Riedel para a América do Sul, “será um grande diferencial, porque colocará a expertise de ambas as empresas a trabalhar em conjunto”.
Botoni afirmou ainda à Revista da SET que a experiência da empresa nos Jogos Olímpicos Rio 2016 foi “fantástica. Trabalhamos em conjunto com a NHK – TV pública japonesa – no transporte de sinais 8K dentro do IBC – Internacional Broadcast Center – por fibra óptica nas transmissões realizadas por eles nos Jogos, rodando no MediorNet. Esta foi a primeira vez que colocamos para funcionar o MediorNet em 8K e funcionou perfeitamente. O resultado foi fantástico porque era uma situação muito crítica”.

O responsável de vendas da Riedel para América Latina comentou que a empresa trabalhou na produção das cerimônias de abertura e encerramento do Estádio do Maracanã, onde foi instalada uma matriz de intercom com mais de 1.024 portas – com 15 frames. E ainda, na “roteirização de imagens em 4K para o sinal broadcast da France Sport”.
“A empresa espalhou pelo Rio de Janeiro mais de 200 frames synchronizer MediorNet que serviram para fazer distribuição de sinal em todas as venues instaladas para a cobertura dos Jogos Olímpicos com uma estrutura de Opex – aluguel de equipamentos e uma equipe de mais de 100 pessoas envolvidas”, acrescentou.


Sony lança em São Paulo a HXR-NX5R e um workflow remoto que permite criar um ambiente de produção de baixo custo

Luiz Padilha (Sony) e Baku Morikoni (Memmon), mostrando a nova associação da Sony

As grandes empresas da área de tecnologia sempre geram expectativa e demanda por novos produtos com qualidade cada vez maior. Ao participarem de feiras, fica quase como obrigação apresentar novos equipamentos. No SET EXPO isso não foi diferente.
Logo após a abertura oficial do evento, a Sony fez uma coletiva para anunciar “inovações ao mercado Audiovisual” e novamente mostrou que os mercados brasileiro e latino-americano são de suma importância para a marca nipônica.
A grande novidade da empresa foi o lançamento mundial da câmera NXR-NX5R. Esta câmera é HD e “o motivo de continuar lançando produtos que gravam e transmitem em HD é o fato de ainda existir muita procura e produção e conteúdos em HD” afirmou, o gerente geral da Sony Brasil, Luis Fabichak.

A NXR-NX5R tem novas funções de rede avançadas, como FTP e transmissão ao vivo, com Wi-Fi integrado

A NXR-NX5R, uma câmera da linha NXCAM, chega ao mercado com 3 sensores CMOS importados da NXR -NX5. Oferece melhor qualidade de imagem, um terminal 3G-SDI que suporta saída Full HD 60p. Tem também luz de LED integrada que é ajustável para não haver necessidade de carregar equipamentos de iluminação externos. O processador de sinal digital é DSP, houve redução acentuada de ruído e máxima reprodução para que as imagens sejam mais reais possível nos detalhes e na textura. A NXR-NX5R tem uma função direta ao menu e um controle pra resposta imediata para facilitar seu uso.
Aos 3 sensores CMOS se soma a função Clear Image Zoom que permite duplicar o zoom óptico sem que a imagem perca sua qualidade. As gravações têm multiformatos para se adequarem a uma diversidade de ambientes e aplicações, como eventos ao vivo, casamentos e produções empresariais.
A NXR-NX5R tem novas funções de rede avançadas, como FTP e transmissão ao vivo, com Wi-Fi integrado, além disso, gravações de backup simultâneo por meio de dois slots para cartões SD. O profissional que utilizará a câmera, que chegará ao mercado em outubro de 2016, poderá escolher entre a gravação no formato XAVCS a 50 Mpbs ou AVCHD/DV.
Fabichak disse que a Sony “não está só trazendo produtos de alta qualidade de imagem, mas sim trazendo soluções para que essa qualidade de imagem possa ser imersa no fluxo de trabalho de qualquer nível de cliente”.
O executivo, também destaca que a Sony é a única empresa que vai “dá lente até a sala de estar”, ou seja, é a única capaz de distribuir todos os equipamentos necessários para realizar as etapas da transmissão.
O gerente geral da Sony encerrou a sua conversa com a Revista da SET mostrando a Wireless Solution desenvolvida pela empresa. Dessa forma, torna-se mais fácil transmitir live streaming diretamente para a emissora ou enviar arquivos para serem editados na estação de trabalho da emissora. Tudo isso é possível graças à tecnologia QoS que praticamente elimina a latência na distribuição dos conteúdos.
Luiz Padilha, VP da Sony na América-latina, destaca que a empresa é a única capaz de transmitir em 4K HDR. A demonstração desta tecnologia, segundo o executivo, será realizada em Amsterdã, na Holanda no próximo IBC que se realizará em setembro de 2016. Ele garante que o 4K HDR dá “sensação de imersão total”.
“As câmeras F5 e F55 são as que permitem 4K HDR, e elas estão sendo vendidas para grandes países da região”, o executivo mostrou-se animado com esses equipamentos na América Latina, pois “o crescimento da demanda é natural e existe muita procura de conteúdo latino para o exterior.”


Ross Video realiza diversos lançamentos no SET EXPO 2016

Empresa canadense desenvolveu soluções para atender especificamente ao mercado Latino-americano

A Ross Video “está posicionada como uma empresa provedora de soluções para produção, com desenvolvimentos integrados para facilitar a utilização e minimizar os recursos necessários para a operação, eliminando custos adicionais e aumentando a qualidade e eficiência da produção,” afirmou Amaury Silva Filho, diretor de vendas da Ross para América Latina.
O SET EXPO surpreendeu, na opinião do executivo. “Tivemos um grande número de visitantes. A Ross está apostando bastante no mercado brasileiro e da América Latina, trazendo uma nova estrutura de vendas, suporte e produtos adequados a este mercado. Estamos desenvolvendo soluções específicas para o mercado latino-americano, por isso, participar do SET EXPO é um prazer. O evento é o mais importante para nós no mercado regional,” disse.

Jason Barden, diretor de vendas para a América Latina da Ross Video e Amaury Silva Filho, diretor de vendas da Ross para o Brasil

Neste ano, a empresa priorizou, em seu estande, lançamentos como o switcher Carbonite Black; a matriz de pequeno porte Ultrix; uma solução denominada Trackless e, por fim, uma linha de robôs pensados para estúdios de TV. O Carbonite Black conta com um novo painel de controle, E/S expandidas e contagem trabalhando com 3 MEs completos, 36 entradas e 22 saídas, além de minimes, multiscreen 3G e suporte para transmissão de UHD 4K.
Ultrix é uma plataforma de roteamento switcher compacto capaz de comutação de sinais de vídeo de 270 Mb/s até 12 Gb/s. Tem capacidades adicionais de processamento avançado de áudio, multi-tela integrado e comutação de sinal de 12 Gb/s. Todas características high-end para todos os tamanhos de sistemas.
Trackless é uma solução para cenários virtuais. O consumidor tem acesso a uma gama de cenários virtuais que permitem movimentos dramáticos de câmera, suporte multi-câmera, transições, entradas ao vivo, gráficos 3D e clipes de vídeo atualizáveis e imagens fixas no SET de gravação. “Tudo isso é feito sem um grande espaço estúdio”, explicou Amaury Silva Filho.
A Ross apresentou, ainda, uma linha de robôs para a automação da produção. A parte de robótica que permite a angulação das câmeras com movimentos robotizados, mas também a solução de automação permitindo a integração com o sistema de jornalismo.


Tektronix apresenta soluções para melhorar a transmissão de conteúdos

Equipe da Tektronik Brasil apostou em oferecer ferramentas que garantam qualidade no tráfico de vídeo

A Tektronix continua investindo em toda a cadeia de processo, assim esta empresa especializada em controle de qualidade, teste e controle de medição chegou ao SET EXPO com o intuito de “oferecer ferramentas que garantam níveis de áudio, vídeos, arquivos e toda parte de transmissão, da produção até a casa do cliente, com boa qualidade e dentro do custo adequado das operações”, afirmou Silvino de Almeida, gerente de vendas da Teletronix.

O monitoramento de sinais 4K/UHD está cada vez mais na agenda das empresas da indústria

Almeida destacou que, “antigamente, teste de controle de qualidade era um processo feito somente no final da produção, mas, hoje em dia, o teste deve ser feito em todas as etapas da sua produção. A nova organização de produção em vídeo demanda esse controle para que não tenha problema na hora de compartilhar aquele trabalho,” disse.
No SET EXPO 2016, a Tektronix lançou três equipamentos. O Sentry: um monitor para multiprogramação em tempo real; o SPG8000A: gerador de sincronismo multiformato SDI e IP com GPS embutido; e o PRISM Hybrid IP/SDI Analysis Solution, lançado oficialmente no NAB 2016, esse equipamento possui uma interface gráfica intuitiva e recursos para auxiliar o monitoramento em ambientes híbridos SDI/IP.
O executivo da Tektronix afirmou que o Prism “é a única plataforma definida por software da indústria com interface do usuário flexível, full HD Touchscreen, e acesso remoto web, garantindo a colaboração e comunicação entre os profissionais de TI e broadcasters”.


Leyard expõe equipamentos utilizados nos Jogos Olímpicos em seu estande no SET EXPO 2016

Companhia forneceu soluções de tela de small pitch de LED para produção na XXXI Olimpíada, realizada no Rio de Janeiro

Painel de LED 1.9mm utilizado durante os Jogos Olímpicos no Jornal Nacional

Três video walls da série Leyard LED RTVH foram utilizadas em sets da Globo, dentro do Centro de Transmissão Internacional (IBC) no Rio de Janeiro, além do revolucionário Lookthru no estúdio do SporTV. Ainda, outros três foram utilizados no espaço da NBC Olympics no IBC, além de um video wall no set externo da companhia no Brasil.
No chamado Glass Studio montado pela Globo foi instalada uma tela com dot pitch de 1.9mm com 2,40m de base e 1,50m de altura. Já na recepção da emissora no IBC, as dimensões eram de 3,60m de largura por 2,10m, também com dot pitch de 1.9mm. No pavimento térreo do estúdio da Globo, estava o maior dos painéis de LED com 6,40m por 2,10m, dessa vez com pixel pitch de 2.5mm.

Painel transparente da Leyard no estande da companhia no SET EXPO utilizado durante a Olimpíada

Nas instalações do SporTV, era possível se deslumbrar com o Lookthru, uma tela de 55” de OLED transparente, tecnologia fornecida pela Planar – uma empresa do grupo Leyard.
“Foi uma oportunidade incrível poder trazer nossa tecnologia para o maior evento esportivo do mundo juntamente com a Globo. Poder colaborar com o sucesso das transmissões através da qualidade de nossas telas de alta resolução é gratificante”, disse Orlando Custódio, CEO da subsidiária da Leyard no Brasil e responsável pelas operações de toda a América Latina.
A série Leyard TVH permite o ajuste de imagem para atingir temperaturas de cor específicas e níveis de gama mais precisamente. O modelo também produz uma intensidade maior da cor preta, maior contraste e menos reflexo para instalações de broadcast ao redor do mundo.
Ainda, afirmou Custódio à Revista da SET, a NBC utilizou, no Rio, video walls da Leyard que incluem telas de 13 polegadas de altura por 13 polegadas de largura com 169 displays, assim como uma tela de 8 x 7 fts., com 56 displays, ambos com pixels de 1.9mm para grafismos e video playback de ultra alta resolução. Fora isso, os sets da NBC no Rio contaram com uma tela de 9 x 12, com 2.5mm de pixel pitch e 108 displays.
“Esses video walls proporcionaram um cenário incrível para a transmissão da cobertura da NBC no Rio de Janeiro, ajudando a trazer à vida toda animação do maior evento esportivo do mundo”, concluiu Custódio.


Grass Valley focada no IP

A empresa do grupo Belden aposta a soluções COTS – Commercial Of The Shelf e no conceito do Broadcast Data Center

Leonel da Luz

Leonel da Luz, gerente de vendas para América Latina da Grass Valley, afirmou à Revista da SET que a indústria avança a passos firmes para o IP

A Grass Valley chegou ao SET EXPO, no Brasil, para mostrar a sua força e a sua convicção a respeito da mudança de paradigma no mercado audiovisual, que, na opinião de representantes da companhia, tende para soluções IP, “um caminho inexorável para a indústria”. Pensando nisso, a Grass Valey trouxe a São Paulo o seu portfólio de soluções integradas que, segundo os seus executivos, define o padrão para a produção moderna de broadcast. O estande contou com uma gama completa de switchers, multiviewers, sistemas de replay, servidores, playout integrado e também controle de instalações.
O destaque – explicou à reportagem da Revista da SET, Leonel da Luz, gerente de vendas para América Latina da companhia – foi a solução IP GV Node, um sistema de roteamento distribuído em tempo real baseado em broadcast e processamento IP, com comutação vertical precisa e um sistema de controle e configuração de roteador IP/SDI.
“Com o GV Node mudamos o paradigma da indústria com roteamento em tempo real baseado em sinais IP. À diferença de tudo que se viu até agora, é um equipamento que tem comutação vertical e permite controlar de uma forma mais flexível e escalável o sistema de roteamento de sinais de uma emissora de TV”, comentou Da Luz.
O executivo lembrou, também, que a distribuição e a exibição em IP são um caminho sem volta, por isso a companhia continua apostando na abordagem Glass-to-Glass, baseada no conceito do Broadcast Data Center.
A Plataforma de Roteamento e Processamento de IP em Tempo Real GV Node suporta fluxos de trabalho SDI e IP, com comutação vertical precisa e processamento integrado, além de suportar entradas e saídas IP sem compressão em padrão SMPTE ST 2022-6 e, se necessário, com compressão TICO em até 4:1 sem perda visual para aplicações em 4K. O Sistema de Controle e Configuração de Roteador IP GV Convergent oferece controle familiar e altamente intuitivo de instalações híbridas (IP/SDI) e de IP puro, utilizando painéis de controle tradicionais de broadcast ou GUIs intuitivas para o controle de comutadores IP de mercado (COTS – Commercial Of The Shelf) e roteadores SDI.
A Grass Valley também apresentou a câmera de sistema LDX 86 Universe, “com multiformato avançado (HD/3G/4K) e aquisição de conteúdos em várias velocidades (1X/3X/6X), combinada com performance de imagem excepcional e excelente sensibilidade à luz”.
A câmera tem capacidade HDR com sensores CMOS Xensium -FT que entregam a qualidade visual dos melhores pixels e um alcance dinâmico inigualável de 15 f-stops.


Phase Engenharia investe na tecnologia IP

Empresa lançou novos produtos com foco em infraestrutura

Carlos Capellão

Carlos Capellão, diretor da Phase no SET EXPO 2016

A PHASE Engenharia, empresa fornecedora de sistemas de infraestrutura de áudio e vídeo, de produção e pós-produção e de transmissão e distribuição para emissoras de televisão, apresentou durante o SET EXPO novos produtos, dentre eles um rádio para unidades móveis, um equipamento que opera com tecnologia IP de forma bidirecional. Assim, unidades móveis podem usar o mesmo canal.
“A tecnologia IP já está consolidada. Ela oferece tudo que a tecnologia SDI apresenta mais a flexibilidade na área de TI. Devido à sistemas cada vez maiores, estruturas muito mais poderosas em termos de banda e muito mais poderosas em termos de quantidade de canais, só a tecnologia IP pode suportar isso,” disse o diretor da Phase, Carlos Capellão.
O executivo lembrou, também, que a experiência de participar de mais um SET EXPO “foi muito boa. Os clientes que vieram ao nosso estande eram muito qualificados e abrimos várias possibilidades de negócios. A eficácia da feira foi muito boa,” afirmou.
Para ele, o SET EXPO “é uma feira em um momento importante da indústria. Um momento de um avanço muito grande em muito pouco tempo. O evento foi um período de muitas realizações, de muita coisa nova e de muito aprendizado,” encerrou.


Casablanca lança unidade móvel com duas antenas

Companhia fornece suas soluções de tela de small pitch de LED para a produção nos Jogos da XXXI Olimpíada
realizada no Rio de Janeiro

A Casablanca expôs, no SET EXPO 2016, a sua nova unidade móvel SNG, equipada com duas antenas, uma para banda C, e outra para banda KU ou KA, possibilitando, além da transmissão, a conexão de dados para o cliente. Essa conexão pode ser um link de dados ponto a ponto ou via internet, afirmou à Revista da SET Alex Pimentel, diretor geral da empresa.
A Casablanca Online nasceu com o objetivo de fornecer serviços para transmissões ao vivo, via satélite. Atualmente, a empresa oferece soluções para produção, captação, transmissão e gerenciamento e distribuição de conteúdo audiovisual. “Hoje, os clientes que atendemos precisam cada vez mais, não só ter a transmissão do evento, mas também ter serviços de dados complementares para o evento que eles estão fazendo”, afirmou Pimentel”.
O executivo comentou que “a feira foi muito bem organizada, foi muito boa e sempre vale a pena participar e mostrar nossos produtos e serviços”.


Ateme apresenta lançamentos no SET EXPO 2016

Encoder CM 5000 e decoder DR 5000 são capazes de realizar contribuição com baixa latência

Gustavo Duarte

Gustavo Duarte, country manager da Ateme no Brasil, afirmou que a empresa voltará ao SET EXPO em 2017

A Ateme apresentou a família de produtos Kyrion em seu estande no SET EXPO 2016. São dois produtos: o encoder CM 5000 e o decoder DR 5000, os lançamentos da companhia francesa em 2016, “capazes de realizar contribuição HEVC/DV-BS 2X com latência ultra baixa”, explicou Gustavo Duarte, country manager da Ateme no Brasil. Outro destaque do estande da empresa no Expo Center Norte foi o Titan, um encoder/transcoder HD e 4K com HDR para live e file-based, ambos com demonstração na feira.

Ateme

A Ateme apresentou a família de produtos Kyrion em seu estande no SET EXPO 2016

Especializada em codificação de vídeo e atuando no mercado broadcast desde 1991, a Ateme chegou ao seu quarto ano de exposições no evento da SET. “O SET EXPO foi bom para nós, com algumas oportunidades de negócios. Voltaremos no ano que vem com toda certeza. Para quem não pode ir ao IBC ou à NAB Show, é sempre uma ótima opção”, comentou o representante da marca francesa.


DataVideo realiza dois lançamentos no SET EXPO 2016

Switcher premiado na NAB também é destaque no estande da empresa no Expo Center Norte

DataVideoA DataVideo lançou dois novos produtos em seu estande no SET EXPO 2016, o switcher de vídeo digital SE650 e a câmera de bloco BC80. O SE650 é “uma solução de baixo custo com quatro entradas (duas HD/ SDI e duas HDMI), mixer de áudio integrado e recursos como chroma keyer, luma key, PIP, wipe generator, still store e tally”, explicou Ricardo Santos, o gerente regional de vendas da companhia, à reportagem da revista da SET.
“A câmera de bloco BC80 é um equipamento de baixo custo, que grava em até 1080p, com saídas SDI e HDMI. São equipamentos bem fortes e estão superando as nossas expectativas de procura neste SET EXPO”, complementou Santos.
Outro destaque da companhia em São Paulo foi a unidade multichannel KMU 100, lançada e premiada na NAB Show 2016, que ocorreu em abril, em Las Vegas. “KMU é uma solução acessível para produção 4K multicâmera que oferece múltiplas virtuais full HD (até 1080p), ângulos de câmera em escala, com custo de instalação mínimo e operação simples”, explicou Craig Moffat, diretor da companhia sediada em Taiwan e com escritório de atendimento para a América Latina na Califórnia, nos Estados Unidos.


Playlist apresenta novas tendências em softwares de áudio no SET EXPO 2016

Além do sistema para gravação de áudio Logger 2.0, companhia expôs protótipo de estúdio de rádio móvel para tablets e smartphones em seu estande

Playlist

“Estamos colhendo muitos feedbacks positivos de clientes com as nossas novas tendências”, afirmou João Marcello Costa, gerente de TI da Playlist

A Playlist Software Solutions introduziu ao mercado o seu mais novo produto no SET EXPO 2016, o Logger 2.0, um sistema para gravação de áudio, envio de streaming e auditoria completa que funciona em dispositivos móveis via internet. Além do novo Logger 2.0, a Playlist apresentou três novidades em seu estande: o Audie, um software para gestão de audiência em emissoras de rádio; os novos recursos do Smart Manager, o software de gestação e automação financeira da companhia; e, por fim, inovações tecnológicas no Playlist Digital 5, o software de programação ao vivo ou automatizada da marca.

Playlist Software Solutions

A Playlist Software Solutions introduziu ao mercado o seu mais novo produto no SET EXPO 2016, o Logger 2.0, um sistema para gravação de áudio, envio de streaming e auditoria completa que funciona em dispositivos móveis via internet

“Estamos apresentado também, neste SET EXPO, um protótipo de estúdio de rádio móvel para tablets e smart phones. Hoje, temos um desenvolvimento grande nessa área. A inovação é o que torna o custo das emissoras mais baixo, e acaba nos fazendo crescer.
Estamos colhendo muitos feedbacks positivos de clientes com as nossas novas tendências”, afirmou João Marcello Costa, gerente de TI da Playlist, em entrevista à Revista da SET no estande da companhia no Expo Center Norte. Em operação desde 1986, a Playlist Software Solutions trabalha com mais de 2.000 emissoras de rádio no Brasil e em outros países e tem como missão “desenvolver softwares confiáveis, inovadores e de fácil operação” para a radiodifusão. O principal produto da empresa brasileira é o Playlist Automation Suite, “um sistema integrado com recursos inovadores para cada departamento [de uma emissora], que pode ser implantado como uma solução stand-alone ou integrado em um workflow homogêneo, adaptando-se a qualquer tipo de emissora, seja ela uma pequena radio indoor ou radioweb, ou uma grande rede de emissoras de rádio”, destacam os representantes da companhia.


SET EXPO 2016 marca início da parceria entre STI Telecom e Telairity

A STI Telecom, empresa brasileira especializada na integração de sistemas de satélite e banda larga e no desenvolvimento de soluções turn-key personalizadas apresentou a linha de codificadores Nexgen, da Telarity, pela primeira vez ao mercado em seu estande no SET EXPO 2016.
O evento marcou o início da representação da marca norte-americana pela companhia carioca no mercado brasileiro. “Um dos destaques já dessa parceria que estamos mostrando aqui no SET EXPO é o versátil codificador de contribuição BE 8600 1RU meia largura da Telairity”, contou Thiago Monteiro, gerente comercial da STI Telecom.
“Da Terrasat, vínhamos trazendo o HPA de banda C padrão e, agora, estamos distribuindo no mercado HPAs de banda C planejada, assim como HPAs de banda Ku planejada e standard”, acrescentou. Outro destaque do estande da companhia brasileira no Expo Center Norte foi o mochilink de transmissão via IP TVU One, da TVU, lançado na NAB Show 2016. “Como o mercado precisa de equipamentos menores, reduzir o tamanho de dispositivos é fundamental. Foi o que a TVU pensou com esse mochilink.”
A STI Telecom está no mercado broadcast desde 2005, com sede e teleporto próprio no Rio de Janeiro (RJ), fornecendo cobertura para o Brasil, Américas e Europa. Também possui escritório em Miami (EUA), que, “além de facilitar no relacionamento com nossos fornecedores, torna-se diferencial para clientes que desejam importar os equipamentos por conta própria”, informa o site da integradora.


Lemo introduz novidades em transmissão HDTV em seu estande

Sistema de conversão de mídias com conectores SMPTE 311 entre câmeras triaxiais e CCUs e unidades móveis foi destaque

Wellington Santos e Rogério Rodrigues

Wellington Santos e Rogério Rodrigues no estande da Lemo no SET EXPO 2016

A Lemo apresentou ao mercado latino-americano toda a sua variedade de produtos e soluções para transmissão em HDTV no SET EXPO 2016, com cabos montados, acessórios de racks, cabos especiais e conectores SMPTE 311 3K.93C.
“Para aumentar a produtividade e reduzir os custos operacionais”, a multinacional europeia introduziu também a Lemo Merkat Triax, um sistema de conversão de mídias que permite o uso de fibra óptica SMPTE 311 entre câmeras triaxiais e CCUs e unidades móveis. Outro destaque foi o Lemo Multishack, que permite operar com até seis câmeras e pode ser individualmente alimentado a partir de uma fonte remota com um único cabo híbrido.
A companhia suíça iniciou as suas operações na América Latina em novembro de 2015, na cidade de Campinas, interior de São Paulo, onde conta com estoque, manufatura e reparo de cabos e conectores de fibra ótica, coaxiais, triaxiais e elétricos. “Chegamos ao mercado brasileiro há um ano e viemos para o SET EXPO justamente para divulgar a nossa marca para o mercado local”, afirmou Rogério Rodrigues, gerente geral da empresa no país, em entrevista à Revista da SET.
A Lemo é proprietária das marcas de conectores Redel e Coelver, além da fábrica de cabos especiais Northwire. Os conectores de push-pull, os conversores de mídia e os cabos especiais da companhia são encontrados em uma ampla variedade de ambientes de aplicações – como setores médicos, controle industrial, teste e medição, áudio e vídeo e telecomunicações.


Merlin Projetos expõe unidade móvel sustentável no SET EXPO 2016

Distribuidora e revendedora autorizada de marcas como DataVideo, Panasonic e Yamaha apresenta carro
de transmissão sustentável no Expo Center Norte

Kleber Bustamante, técnico da Merlin Projetos

Kleber Bustamante, técnico da Merlin Projetos

O destaque da Merlin no SET EXPO 2016 foi uma unidade móvel 100% desenvolvida pela Merlin Projetos, equipada para a transmissão ao vivo de eventos de pequeno, médio e grande porte. “É uma solução ideal para igrejas, shows, rodeios, eventos sociais e corporativos que necessitem de mobilidade e qualidade de imagem. Não necessita de gerador para trabalhar, utilizando inversores com autonomia de dois dias. Além disso, o próprio carro pode recarregar o nobreak, o que faz dele um veículo autônomo e sustentável”, explicou Kleber Bustamante, técnico da Merlin Projetos.

Visitantes da Merlin observam atentamente como funciona unidade móvel apresentada no SET EXPO

Visitantes da Merlin observam atentamente como funciona unidade móvel apresentada no SET EXPO

O dispositivo possui configuração inicial com capacidade para até quatro câmeras, gravação em Full HD, 12 horas de armazenamento de áudio e vídeo, gerador de caracteres, mesa de áudio de 12 canais, e vídeo streaming com qualidade HD de 6MB por segundo. Os equipamentos que integram o sistema de broadcast do veículo e a instalação das soluções no carro – feita pela equipe da Merlin Projetos – tem um custo baixo.
“É um carro ainda enxuto, com baixo custo. O nosso objetivo, com ele, é fazer com que todos tenham acesso a uma unidade móvel. A Merlin faz toda a montagem, desde a parte interna até a instalação dos equipamentos, entregando o veículo pronto para uso”, acrescentou Bustamante, em entrevista à Revista da SET no estande da companhia, no SET EXPO 2016.
A Merlin, com 32 anos de mercado, se destaca no Brasil pela sua loja de equipamentos e acessórios para o mercado profissional de broadcast. Além da Merlin Projetos, que realiza a implantação de sistemas de televisão, de unidades móveis e de vídeo streaming, o Grupo Merlin é formado por outras cinco segmentações: a Merlin Mega Store, uma loja especializada na venda de equipamentos e acessórios para fotografia profissional, vídeo broadcast, cinema, TV e Vídeo Streaming; a Merlin Locação, empresa dedicada à locação de equipamentos para o segmento profissional de foto e vídeo, produção, câmeras, tripés e iluminadores; a Merlin Cursos, uma escola de treinamentos e workshops de fotografia, vídeo produção, edição de imagem e configuração operacional de equipamentos; a Merlin Distribuidora, loja especializada no atendimento à revendas e lojistas; e, por fim, a Merlin Criativa, uma agência de publicidade com 15 anos de experiência.


AD Digital aposta na mudança de foco

Daniela Souza, diretora executiva da AD e Jorge Hassen, presidente da empresa no estande da companhia no SET EXPO

Daniela Souza, diretora executiva da AD e Jorge Hassen, presidente da empresa no estande da companhia no SET EXPO

Empresa intensificou relações humanas para conquistar clientes

A integradora AD Digital decidiu mudar sua abordagem com os clientes no último SET EXPO. “Ao invés de focar na tecnologia, focamos em proporcionar conforto para o cliente para compartilhar a estratégia do negócio em que ele está inserido, avaliar os problemas do ponto de vista tecnológico e as possíveis soluções. O cliente teve um papel ativo aqui no estande,” disse Daniela Souza, diretora executiva da AD, à reportagem da Revista da SET.
Daniela destacou a criação de drivers como o Media Center, onde um grupo de comunicação que possui vários veículos, tiver um grande armazenamento de conteúdo e este material ser indexado de tal forma que qualquer um dos veículos aproveitasse esse conteúdo na sua janela de distribuição. O outro driver de destaque é o de automação. A intenção de fazer uma redução de custo operacional, deixando para as máquinas operações repetitivas.
O presidente da AD Digital, Jorge Hassen afirmou que em termos de negócio, o SET EXPO 2016 foi superior ao ano anterior. O executivo destacou que a empresa já está, “de acordo com a tendência mundial”, ao apresentar produtos e soluções integrados ao negócio dos clientes.
Para Daniela a AD “pretende ajudar todos os nossos clientes no processo de transformação digital. Não é a tecnologia e sim o pensamento do negócio,” finalizou.


Dalet atualiza plataforma de MAM Galaxy

Solução foi apresentada no SET EXPO 2016 com novidades em newsroom, integração com redes sociais
e possibilidade de operar todo o sistema na nuvem

A plataforma de MAM Dalet Galaxy foi um dos destaques do estande da Dalet no SET EXPO 2016. O sistema de Media Asset Management da companhia francesa, lançado em 2014, inclui soluções de jornalismo, playout, ingest, edição e integração e, agora, possibilita a integração com redes sociais, arquivos na nuvem e a possibilidade de operar todo o sistema na cloud.
No SET EXPO 2016, além do Dalet Galaxy, a companhia apresentou o sistema de transcoding Dalet AmberFin, capaz de integrar ingest, mastering, QC e replays em uma única plataforma, além do Dalet Brio, uma solução de video server que, segundo Julien Decax, gerente da Dalet nos Estados Unidos, “combina densidade, custo benefício e alta confiabilidade, sendo pensada para demandas de produção de estúdio, ingest multi-camera, sports logging e edição de melhores momentos”.
“As soluções de MAM, automação de notícias, esportes, transcoding, ingest, QC, vídeo servidor e playout da Dalet tem o objetivo de otimizar os workflows, maximizar a produção e melhorar o compartilhamento nas emissoras com as quais trabalha”, complementou Decax.
A Dalet Digital Media Systems é uma empresa de soluções de software para vídeo, multimídia e áudio nos segmentos de broadcast, governamental, corporativo e educacional. A lista de clientes da multinacional inclui emissoras públicas internacionais, como a CBC, a France Télévisions e a BBC; redes comerciais, como a TV Globo, a TV Record Bahia, a TV Record Belo Horizonte, a Record News Araraquara, a Record News SP, a ACERP, a Antena3, a FOX, a Televisa e a Time Warner Cable; além de organizações governamentais, como a NASA e a The European Commission.


Leader Instruments exibiu tecnologias de teste e medição

A companhia norte-americana demonstrou as suas mais recentes novidades na sua linha de equipamentos de teste e medição com qualidade broadcast. No centro das atenções, esteve o monitor forma de onda LV5490 4K/UHD/3G-SDI/HD-SDI/SD-SDI que chegou ao mercado com três novas opções para um monitor em forma de onda.
A Medição de High Dynamic Range (HDR) o que permite adicionar medições de nível de luminância em cd/m² no display de forma de onda e indica níveis de HDR cd/m² na visualização da imagem CINEZONE usando cores falsas para destacar áreas com conteúdo HDR. O display HDR suporta SMPTE ST2084 (Dolby curva PQ), ARIB STD B-67 (BBC/NHK Log Gama híbrido) e SLOG3 (Sony).
A conectividade 12G-SDI, que agora é possível por meio de uma placa opcional com 4 entradas 12G-SDI, suporta 12G-SDI, 3G-SDI quad-link, 3G-SDI dual-link e HD-SDI. Ainda tem incorporada uma saída 12G-SDI reclocked. O diagrama de olho 12G-SDI com medição de jitter esteve disponível como uma opção, afirmou à Revista da SET, Armando Ishimaru.
Finalmente, o suporte para Sony IP Vídeo ao vivo, tecnologia Networked Media Interface (NMI). Uma quarta opção para o LV5490 (prévia na NAB 2016 em abril) permite dar suporte para análise de alta taxa de quadros de sinais 4K em até 8x do tempo real (HFR).


Newtec apresenta soluções em conectividade IP via satélite

Bart Van Utterbeeck, gerente geral para América Latina da Newtec

“Estamos trabalhando, também, para os mercados de aviação e aeronáutica, em uma solução de conectividade que possibilite acesso a conteúdos de TV linear e Wi-fi em aviões e navios”, contou Bart Van Utterbeeck, gerente geral para América Latina da Newtec à Revista da SET

Um dos destaques da Newtec no SET EXPO 2016 foi a plataforma bidirecional em IP Dialog 1.3, que permite contribuições em IP via satélite e possibilita que um flyway ou DSNG se torne um escritório remoto para transmissões broadcast.
“Com o Dialog, o técnico, em campo, passa a ter acesso a e-mail, internet e VoIP via satélite. Operacionalmente, ele é mais produtivo, porque sempre haverá sinal”, explicou Bart Van Utterbeeck, gerente geral para América Latina da Newtec.
Outra solução apresentada pela companhia é o gateway para VSAT MCX 7000, com saídas IP, ASI ou banda L. “Com esse equipamento, o nosso cliente consegue modular em DVBS2X e pode receber várias contribuições em paralelo.” A companhia expôs ainda o MDM 6100, uma versão menos potente que o MCX 7000, mas também muito procurada, segundo Bart.
“Estamos trabalhando, também, para os mercados de aviação e aeronáutica, em uma solução de conectividade que possibilite acesso a conteúdos de TV linear e Wi-fi em aviões e navios”, acrescentou.


RFS se surpreendeu com o movimento do SET EXPO

Empresa aproveitou o evento para lançar seu novo pacote de serviços

A principal novidade da RFS no SET EXPO foi um pacote completo de fornecimentos de serviços, além do lançamento da antena STA (Superturnstile Antenna), de banda larga, para sistemas UHF, capaz de cobrir todas as frequências entre 470 e 862 MHz. O design ultra fino possibilita uma grande redução na carga de vento e no peso, afirmaram os desenvolvedores do produto à Revista da SET.
“A empresa está se transformando em um provedor completo de soluções e não só de produtos. Incluindo prospecção, projetos de engenharia, ou seja, ajustando o modelo de negócio para resolver o problema que o cliente tem, independente de qual seja,” disse, Renato França, diretor de vendas da RFS na América Latina.
O foco da companhia no SET EXPO, segundo o executivo, foi apresentar aos clientes novidades e produtos como antenas, linhas de transmissão, filtros e combinadores; e os serviços necessários à implementação dos sistemas de transmissão, engenharia/projetos de RF, gerenciamento (PMO), implantação, comissionamento, medições e testes de campo, além de suporte técnico.
“O cliente RFS conhece os nossos produtos e reconhece globalmente nossa qualidade. A novidade deste ano, no SET EXPO 2016, é que a RFS passa a oferecer também o pacote completo de serviços. Nós queremos ajudar o nosso cliente a resolver os seus problemas e não apenas vender produtos”, afirmou França. “Foi muito legal ver a quantidade de pessoas que vieram. Gostei muito, porque clientes nossos de fora do Brasil, como Chile, Equador e Paraguai passaram no estande.”
Ele comentou, ainda, que achou interessante a postura da SET ao tornar o evento mais regional para fortalecer os laços de parceria e de cooperação entre os países da América Latina).


Advantech lança novos moduladores no SET EXPO

Empresa esteve presente no evento em dois stands para apresentar seus serviços

Anderson Markiewicz, diretor geral da companhia no estande da empresa no SET EXPO 2016

Anderson Markiewicz, diretor geral da companhia no estande da empresa no SET EXPO 2016

A Advandetec Wireless, empresa especializada em equipamentos eletrônicos para comunicação satelital, divulgou novas soluções para o mercado de broadcasting em São Paulo. O diretor geral da empresa, Anderson Markiewicz, disse à Revista da SET que o foco no SET EXPO foi a transmissão de sinal em 4K para os grupos de TV brasileiros.
“Nosso foco aqui é o UHD 4K. No Brasil, a Globo já transmite nessa tecnologia por meio de streaming, mas em países como Japão e Coréia do Sul esta transmissão é feita via satélite com um sinal 4K em transmissões ao vivo. Achamos que o próximo passo no Brasil, no broadcasting é trabalhar com 4K,” disse.
A empresa trouxe uma unidade móvel para exibir suas soluções para transmissões. Entre os desafios de fazer uma transmissão em 4K com uma unidade móvel, referiu Markiewicz, está o tamanho da antena. Teoricamente é necessária uma antena maior para ter uma potência maior, mas o executivo disse que a linha de amplificadores de nitreto de gálio da Advantech viabiliza esse tipo de transmissão. “Temos um limite de antena de 1,60 m a 1,80 m. Nossos amplificadores garantem linearidade e uma economia de 70% de energia em relação a tecnologias anteriores,” afirmou.
Outra tecnologia destacada por Markiewicz foi a dos moduladores ASSAT. “Estes mudam de módulos automaticamente, dependendo do volume de informações que está trafegando. O equipamento é capaz de saber quando é preciso utilizar uma TDMA ou SCPC. Não precisa gastar largura de banda de um provedor satelital. Isso gera economia na parte de transmissão remota,” finalizou.


Enensys Networks mostra tecnologia para TV Digital

A Enensys Networks demonstrou a sua tecnologia de otimização de rede OneBeam ISDB-T/Tb DTT no SET EXPO 2016

A Enensys Networks demonstrou a sua tecnologia de otimização de rede OneBeam ISDB-T/Tb DTT no SET EXPO 2016

A Enensys Networks demonstrou a sua tecnologia de otimização de rede OneBeam ISDB-T/Tb DTT no SET EXPO 2016, com uma gama de recursos recentemente adicionados. O sistema é um elemento central das capacidades de otimização de redes de satélite da Enensys, abrangendo codificação, multiplexação e transmissão.
“O OneBeam ISDB-T/Tb permite usar um stream de transporte MPEG-2 padrão dentro da rede de distribuição, sem a necessidade de um equipamento proprietário para entregar e receber o stream BTS. Os operadores podem facilmente monitorar serviços em toda a rede de distribuição graças ao sinal MPEG padronizado. Nos locais de transmissão, o OneBeam Edge (TbEdge) gera o sinal de BTS para transmissões de MFN ou SFN. Para maior eficiência, somente o conteúdo que está realmente sendo usado é enviado através da rede de distribuição, permitindo otimizar o uso da largura de banda e economizar custos significativamente”, explicou Laurent Roul, gerente de produtos da companhia, à Revista da SET.
Outro produto apresentado no estande da Enensys no SET EXPO foi o AdsEdge, uma solução de engajamento e de publicidade dirigida para conteúdos regionais. A Enensys Networks é uma empresa de design e fabricação de sistemas de transmissão de TV digital especializada na infraestrutura DVB-T/T2/ISDB-T.


Panasonic mostra, no SET EXPO, tecnologias utilizadas no Rio 2016

 Sérgio Constantino, gerente comercial de projetores e broadcast da Panasonic do Brasil

“Durante as Olimpíadas muitos clientes ficaram surpresos com o diversificado leque de soluções que a Panasonic pode apresentar”, afirmou Sérgio Constantino, gerente comercial de projetores e broadcast da Panasonic do Brasil

Panasonic

Panasonic chegou ao SET EXPO com o objetivo de mostrar sua atuação nos Jogos Olímpicos

A última edição da maior feira de soluções broadcast e novas mídias da América Latina, o SET EXPO, serviu para que a Panasonic colocasse em exposição os principais equipamentos utilizados nas transmissões dos Jogos Olímpicos Rio 2016, e nas cerimônias de abertura e encerramento do evento.
A empresa colocou em funcionamento pela primeira vez para o público a câmera AG-AC30, uma camcorder semiprofissional com iluminação LED integrada, resolução Full HD, três anéis manuais e sensor 1/3.1” de alta sensibilidade. “A câmera segue a tendência do segmento profissional que está deixando de usar câmeras de ombro e passando para as de mão”, explicou Sérgio Constantino, gerente comercial de projetores e broadcast da Panasonic do Brasil.
Também foi exibida a Varicam LT 4K, um dos principais modelos da empresa. A câmera está equipada com sensor MOS de 35mm e ISO 800 e 5000 nativos, “é mais leve e compacta que a Varicam 35 e oferece qualidade de imagem de cinema. Com montagem de lentes EF, a câmera é versátil e permite uma maior opção de lentes compatíveis. A gradação de cores a ser ajustada na pós-produção também é facilitada com novas configurações, como a curva de gama “V-Log”, afirmou o executivo à Revista da SET.
Constantino lembrou, ainda, que os Jogos Olímpicos foram essenciais para o desenvolvimento e a presença da marca no país. “Conseguimos ter um programa de hospitalidade durante os Jogos. Levamos ao Rio clientes ‘chave’ e mostramos o que a marca tem de melhor, expondo como os nossos equipamentos operam e como o COI (Comitê Olímpico Internacional) confiou em nossos produtos para termos sido fundamentais nas cerimônias de abertura e encerramento, com projetores 4K e utilizando câmeras e switchers em diversos locais.”
O executivo afirmou também que o COI, para exibir as competições com detalhes no telão, utilizou câmeras AJ-PX800G, que contam com resolução Full HD e 3 sensores MOS, “garantindo qualidade de imagem aos espectadores. Para completar o show de imagens nas arenas, foi utilizado o switcher AV-HS6000, modelo top de linha da Panasonic. A mesa de controle foi usada para exibir conteúdo nos te-lões das arenas e das cerimônias e entregou imagens di-nâmicas para completar a experiência dos espectadores”.
Para cobrir o chão do Estádio do Maracanã com proje-ção mapeada, explicou o executivo, foram usados mais de 110 projetores do modelo PR-DZ21K2 que tem, entre as suas principais características, 3-Chips DLP, resolução WUXGA e o brilho de 20.000 lumens. Podendo operar juntamente com a lente de ultracurta distância com throw ratio de 0.36 (ET-D75LE90), que permite sua ins-talação a 1,5 metros de distância de uma superfície para projetar uma tela de 200 polegadas.


Eurobrás apresentou os produtos da ARRI em seu estande

Mario Jannini (ARRI)

Mario Jannini (ARRI) no estande da Eurobrás durante o SET EXPO 2016

Entre as principais atrações do estande da Eurobrás no SET EXPO, destaque para os produtos da ARRI, da qual a empresa é distribuidora. Na feira, a marca alemã apresentou a sua linha de luminárias SkyPanel, lan-çada em 2015, que segundo o diretor Técnico da ARRI Brasil, Mario Jannini, representa mais de uma década de pesquisa e desenvolvimento da tecnologia LED e hoje é uma das luzes “softs” mais versáteis do mercado, assim como uma das mais luminosas.
Ele disse que, na Série-L, a versão SkyPanel ‘C’ (Cor) possui um sistema que permite ajustar a temperatura de cor entre 2.800K e 10.000K, permitindo ao utilizador ter uma excelente reprodução de cores. Além do contro-le de CCT, o equipamento permite a seleção de cores vivas e ajustes de saturação. Cada conjunto de LEDs é calibrado por meio de uma interface que garante a qualidade, assim como calibrar as temperaturas de cor.
Ainda foi apresentada uma câmera Alexa Mini com uma lente Anamórfica 100×2 com controlador WCU-4, um sistema sem fios capaz de controlar foco e íris sem necessidade de internet, já que é um sistema proprie-tário do equipamento que emite um sinal para conectar-se com o controlador.
Jannini explicou que o controlador eletrônico possui um desenho ergonômico que “facilita o trabalho do foquista enquanto os controladores do motor da lente, que são utilizados par aplicações específicas, ajudam a otimizar os setups da câmera. Dados de lente com precisão de quadro simplificam as tarefas no set e faci-litam os processos de pós-produção mais tarde”.
O sistema, explicou o executivo, pode ser utilizado com um monitor acoplado, o Starlite HD5-ARRI de 5” da Transvideo ou outros sistemas permitindo ao usuário avaliar o enquadramento e realizar configurações tais como íris e inclusive foco, dependendo da resolução do monitor que se esteja a utilizar.


SES disponibiliza transmissões 4K ao vivo no seu estande

Jurandir Pitsch (SES) afirmou que um dos focos da SES é trabalhar na distribuição de conteúdos por streaming. “Temos uma plataforma satelital que leva conteúdos a plataformas terrestres utilizando o satélite como playout. Isso exige uma expertise diferente que nos permite ajudar a nossos clientes com CDN que permitam rentabilizar os conteúdos através de diversas plataformas”

SES aposta a ajudar aos seus clientes na distribuição de conteúdo em múltiplas plataformas com a solução SAT>IP

A SES mostrou no SET EXPO 2016 sua tecnologia de transmissão ao vivo em Ultra HD e soluções DTH diretamente ligadas ao satélite SES-6. Apresentou, ainda, o SAT>IP, que, como tínhamos noticiado em edições anteriores da Revista da SET, é uma tecnologia baseada em IP que permite a múltiplos dispositivos receber conteúdo via satélite.
“A SET Expo é um dos principais eventos para o mercado de broadcasters da América Latina. Este ano, buscamos consolidar tendências como as transmissões ao vivo de Ultra HD, a entrega de conteúdo para qualquer dispositivo, revelando como chegamos à novas audiências ao redor do mundo em 317 milhões de casas, assim como apresentar nosso mercado e os satélites que estão por vir para a América Latina”, comentou Jurandir Pitsch, vice-presidente de Vendas para América Latina da SES.
Para a demonstração em Ultra Alta Definição 4K, a SES utilizou o satélite NSS 806, com o qual “a SES quer criar a segunda comunidade de vídeo para a América Latina. O objetivo é concentrar os canais nessa posição importante para vídeo e permitir extensão de capacidade para qualidade HD e até mesmo UHD no mercado brasileiro e latino-americano. Além disso, a SES também desenvolve um programa que garanta a penetração do NSS-806 aos principais headends das operadoras”, comentou Pitsch.


TQTVD de olho na TV aberta

Empresa tem como foco prover o middleware Ginga para o sistema de TV digital

David Britto (TQTVD )

David Britto (TQTVD ) afirmou que a nova versão do AstroTV+ foi embarcada em receptores distribuídos aos beneficiários do Bolsa Família através do programa Kit Conversor e oferece ainda: recursos de segunda tela (integra tablets / smartphones); OTT; PushVoD; loja de aplicativos; browser HTML5; compatibilidade com TVs de tubo (4:3), Full HD e 4K (UHD)

A desenvolvedora de soluções TQTVD apresentou o AstroTV+ (Plus) em seu estande no SET EXPO 2016. O produto é uma evolução do AstroTV, o middleware Ginga “líder de mercado adotado pelos principais fabricantes de TV e set-top boxes, presente em mais de 15 milhões de aparelhos no Brasil e na América Latina”.
Além do suporte à interatividade Ginga, a nova versão do produto une a experiência de se assistir televisão aberta (conteúdo linear) e a WebTV (VoD), permitindo o acesso a canais de vídeo via Internet igual ao acesso a canais de TV Digital. A versão do AstroTV+ conta com uma nova interface de usuário e mais serviços, como o acesso ao portal de conteúdos interativos do Governo e o suporte à acessibilidade através dos recursos de áudio locução e libras. Atende ainda à proposta do Perfil C do Ginga, que estabelece 512MB de memória RAM, 2GB para armazenamento de aplicações, e prevê o suporte à execução de um segundo vídeo, ativado por aplicações interativas.
O diretor técnico da empresa, David Britto afirmou que “considerando o sistema brasileiro de TV Digital, o Ginga é a inovação nacional mais relevante. O grande desafio para prover o Ginga é o fato da TV Digital não ser tão conhecida no Brasil. Cada local em que o switch-off está acontecendo, está sendo necessário uma campanha em larga escala, intensa de marketing para conscientização da população de que o sinal analógico será desligado. Só isso indica que a TV digital é desconhecida dos lares brasileiros,” afirmou.
Britto destacou que a SET EXPO é importante “porque todos os envolvidos na radiodifusão brasileira estão presentes e isso gera uma oportunidade de discutir a evolução da tecnologia para que o nosso sistema seja sempre eficiente e atenda aos interesses dos radiodifusores,” disse.


Fujifilm com produtos nas marcas mais populares

Empresa inaugurou sede no Brasil e espera conquistar o mercado latino americano

Gordon Tubbs (Fujifilm) disse que o SET EXPO é fundamental para a empresa na América Latina

A Fujifilm é uma empresa japonesa com 82 anos no mercado de imagens e vídeos. Conforme o tempo passa, a empresa procura expandir seus negócios para continuar como uma marca competitiva no mercado. O vice-presidente da área de Broadcast e produtos de comunicação, Gordon Tubbs, disse que o SET EXPO é importante para a empresa “pois a América Latina contém um importante mercado e por isso investimos forte na feira,” comentou.
Tubbs fala que o fato da Fujifilm ter aberto uma sede no Brasil é “extremamente importante”, uma vez que passa a existir uma atuação direta no mercado da América latina e não existe uma dependência da sede dos Estados Unidos. “Nossa marca mudou muito no decorrer dos últimos anos. Houve uma revolução no negócio de captação e qualidade de imagens, e a SET EXPO é importante para mostrar isso aos nossos consumidores,” afirmou.
Os produtos que estavam em exibição em São Paulo eram as novas lentes 4K que a empresa vem desenvolvendo. O executivo destaca o fato das lentes da Fujifilm serem usadas para compor câmeras de marcas, como Panasonic e Sony. “Nossas lentes podem ser usadas para produções baratas e caras, dependendo do que você deseja fazer, como filmes, documentários, jornalismo, esportes, para tudo,” finalizou.

 

 

Sony

“Solução tapeless para arquivo broadcast”

Sony

 

 


Blakmagicdesign

Monitoramento simultâneo de fontes em diferentes definições com o novo Blackmagic MultiView 4
Blackmagicdesign

 

 


RIEDEL

RIEDEL amplia o portfolio de aplicativos do SMARTPANEL com o novo MEDIORNET CONTROL. Faça cortes de Video, audio ou combine em macros… tudo usando seu Intercom.
RIEDEL

 

 


Canon

EOS C100.A escolha natural para filmagem profissional
CANON

 

 


FUJIFILM

As novas lentes FUJINON estão à altura do seu talento.
FUJIFILM

 

 


Grass Valley

GV Korona. Exatamente o que você estava esperando…
Grass Valley

 

 


Media Portal

Inovação em arquivamento digital com ferramentas de Media Processing Workflow
Media Portal

 

 


TERADEK

Zero delay wireless video

 

 


VidieXco

Apresentando Brick Bi-Color. Agora mais robusto…
VidieXco

 

 


FOR.A

Novo Switcher 6 M/E* HANABI HVS-2000
FOR.A

 

 


SAM

Apresentando a linha Kula

 

 


SAM

Reproduza instantaneamente com LiveTouch 4K

 

 


Ti.TV

Soluções em Exibição e Ingest para emissoras de qualquer porte
Ti.TV

 

 


AJA

Ki Pro® Ultra Gravação / reprodução de até 4K 60p.
Agora com suporte exFAT e muito mais!
AJA

 

 


TECSYS

Entregue o melhor da experiência digital com os transmissores Tecsys-Tredess
Tecsys

 

 


SNEWS

O primeiro GC do mundo nativo a um sistema de jornalismo!
SNEWS

 

 


LEYARD

Small pixel pitch led display – TVH series and TW series

Leyard