• PT
  • EN
  • ES

As melhores novidades da indústria estarão no SET EXPO

Prévia SET EXPO 2016

Nas páginas a seguir, apresentamos as principais novidades e os principais desenvolvimentos que alguns dos mais importantes players do mercado audiovisual exibirão no SET EXPO 2016, evento que contará com mais de 400 empresas brasileiras e internacionais expondo os seus produtos a representantes da indústria broadcast latino-americana. A edição 2016 da maior Feira de Broadcast & Novas Mídias da América Latina se realizará no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo, entre 30 de agosto e 1 de setembro de 2016.

Por Redação

O SET EXPO ocupará, neste ano, uma área de exposição de 15 mil m², onde estarão montados estandes das empresas referência no setor de equipamentos, tecnologias e serviços do mercado de radiodifusão, telecomunicações, audiovisual e novas mídias. A área será dividida em pavilhões temáticos e internacionais para facilitar a localização dos visitantes.
Toda a cadeia produtiva do setor de broadcast – da produção à entrega – estará presente no SET EXPO, com soluções e modelos de negócios inovadores, com o objetivo de apresentar e discutir as inovações técnicas, as regulações e os novos produtos do mercado audiovisual, cobrindo toda a cadeia de produção, desde a criação até a distribuição.
O evento é composto pelas Conferências e pela Feira de Produtos e Serviços. Nas conferências, os participantes discutem o gerenciamento, a produção, a transmissão e a distribuição de conteúdo eletrônico multimídia e debatem as normas e regulamentações vigentes com foco no cenário atual e futuro das telecomunicações.
Na Feira, os principais fabricantes do mercado nacional e internacional exibem os seus produtos para um público que representa toda a cadeia produtiva da área audiovisual e da radiodifusão. A seguir, apresentamos um “aperitivo” de quais serão os principais anúncios e lançamentos das empresas no SET EXPO 2016.

Foccus

pag10-1Foccus apresentará o Smarttelecaster Zao Encoder H.265/ HEVC, da empresa japonesa Soliton, no SET EXPO 2016. É o primeiro codificador H.265/HEVC móvel do mundo que transmite vídeo em movimento com alta qualidade e robustez, mesmo em locais com largura de banda extremamente limitada. Os responsáveis da Foccus, distribuidora local, afirmam que o “Soliton Zao é excepcionalmente estável e ideal para streaming móvel, esportes ao vivo e aplicativos de jornalismo, conectando até seis modems móveis para transmitir vídeo de alta qualidade, e dois canais de áudio através redes 3G/4G/Wi-Fi”. A inclusão do padrão de compressão de vídeo H.265/HEVC e a tecnologia proprietária conhecida como RASCOW “garantem a combinação perfeita para uma eficiente transmissão, com a qualidade da imagem Full HD a uma melhor taxa de bits. O codificador funciona com baixa latência de transmissão de vídeo/áudio e o áudio é tratado como alta prioridade, com reserva de largura de banda dedicada para o suporte de transmissão contínuo de até dois canais de áudio, permitindo maior confiabilidade”.

EUTELSAT DO BRASIL

pag10-2A Eutelsat tem desenvolvido diversas ações e apresentado os seus produtos no SET EXPO e nos SET Regionais desde o seu desembarque no Brasil. Hoje, a empresa disponibiliza 39 satélites a clientes que incluem radiodifusores e associações de radiodifusão, operadoras de TV paga, provedores de serviços de Internet, dados e vídeos, empresas e agências governamentais.

No SET EXPO 2016, o destaque da companhia será o satélite EUTELSAT 65 West A, que já está operando para o Brasil. O dispositivo combina, segundo os responsáveis da multinacional, potência, flexibilidade e eficiência. Trata-se de um satélite tri-band de alta capacidade para múltiplas aplicações, localizado na posição orbital 65° Oeste, um lugar “privilegiado para serviços de vídeo no Brasil em banda C, e otimizado para o mercado local de DTH em banda Ku. É a escolha certa para a transmissão de TV digital no Brasil”, argumentam os desenvolvedores da marca.

BIQUAD BROADCAST

pag10-3A empresa de Santa Rita do Sapucaí (MG) apresenta o seu mais novo lançamento para o mercado nacional no SET EXPO 2016, o DAP Uno, um processador de áudio digital, on air, com cinco (5) bandas de processamento e que inclui opções de cards que ampliam as suas funcionalidades. “O seu poder de processamento e a eficiência em fornecer um som de excelente qualidade, loudness e definição, aliado a todas as suas funcionalidades, o tornam único em sua categoria de preço, sendo, atualmente, o equipamento de melhor relação custo beneficio do mercado”, afirmam os criadores da solução.
Com um AGC inteligente de entrada e mais cinco (5) bandas independentes de processamento, com algoritmos sofisticados de mascaramento de distorções, o equipamento proporciona um áudio extremamente poderoso sem artefatos, limpo, claro e definido, possibilitando a emissora uma extrema competitividade no ar com um custo muito reduzido.
O novo processador também acompanha um software de controle altamente intuitivo e fácil de operar baseado em PC. Com o software, é possível acessar com mais eficiência e facilidade todos os controles do equipamento, possibilitando ao usuário personalizar o som e criar diferentes presets, além de poder escolher entre os 20 já pré-configurados de fábrica.

VICTOR DO BRASIL

A empresa paulista apresentará aos visitantes do SET EXPO 2016 o software de automação EVA Automation para servidores da linha K2 da Grass Valley. A solução desenvolvida pela empresa brasileira possui interfaces selecionáveis em português, inglês e espanhol e já “foi aprovada e homologada pela Grass Valley”.
Outro destaque será a apresentação do servidor de vídeo de alta performance Andromeda, que “fornece excelente flexibilidade e confiabilidade para operações profissionais em broadcasting com hardware baseado em Servidor Lenovo/IBM e placas da família Matrox com comandos por protocolos AMP e VDCP compatível com o EVA Automation e outros softwares usuais de automação”. O Andromeda cumpre, ainda, todos os requisitos de Closed Caption e de Áudio Descrição da legislação brasileira, segundo a companhia.
A Victor do Brasil também apresentará produtos para a área de broadcasting com hardware e software de desenvolvimento próprios e fabricados no Brasil, “gerando oportunidade para as nossas emissoras adquirirem equipamento 100% nacional com parâmetros técnicos internacionais, tais como o Antares-Routing, um switcher de 16 canais SDI HD/SD com oito (8) saídas, podendo ser usadas para rotear sinais dentro da emissora ou também efetuar operação de master switcher com recurso de “Clean Switching”. A companhia exibirá, ainda, o DISTX- Distribuidor SDI HD/SD e ASI, módulos de uma entrada e seis (6) saídas em gabinete de 1U e 2U com monitoramento e preset por protocolo RS-485.pag10-4

PHASE/EVERTZ

pag10-5A integradora brasileira Phase, em parceria com a canadense Evertz, apresentará o Dream- Catcher no SET Expo 2016: “o mais robusto, escalável e moderno sistema de replay baseado em IP da indústria, com capacidade para trabalhar em produções HD e 4K”. O produto estará disponível nas versões com 8 e 16 canais 3G/ HD-SDI e permite que cada canal seja configurado como entrada ou saída a qualquer momento, informa a marca.
O DreamCatcher possui multiviewer integrado e painel de controle remoto com tela touch screen, permitindo uma rápida e amigável operação nas aplicações ao vivo, especialmente nos eventos esportivos.
A empresa, que conta com um conjunto de parceiros internacionais e um corpo técnico próprio para o desenvolvimento de soluções, integração de sistemas e assistência técnica, proporciona um suporte integrado para os mercados de Broadcast e afirma que o DreamCatcher funciona em redes de 10GE, “formando um sistema único totalmente compartilhado e capaz de ser controlado por diversos operadores simultaneamente”.
Além disso, as funcionalidades embutidas no equipamento — como zoom, tracking, edição em tempo real e integração com diversos sistemas de grafismo e slow motion — fazem da “solução a ferramenta perfeita para o seu replay”, segundo representantes da Phase.

FLORIPA TECNOLOGIA

pag10-6A empresa catarinense, dedicada ao desenvolvimento de equipamentos e soluções broadcast, apresentará o Signa no SET EXPO 2016, um switcher de controle mestre HD/SD que, segundo os seus desenvolvedores, “vai além da comutação, reunindo funções de multiviewer, geração de logos, gráficos e geração de caracteres, loudness metering, Up/ Down Scalling, frame synchronizer, conversão entre formatos de closed captions, controle de nível de áudio, entre outras funcionalidades, em um único produto, a um custo acessível”.
O Signa chega ao mercado com até quatro (4) saídas PGM independentes SDI HD e SD; até 12 entradas de sinal SDI HD e SD; grafismos integrados com geração e inserção de logos (estáticos e animados), caracteres, relógios, etc.; além de conversões de HD > SD e SD > HD em todos os canais; controle de nível de áudio individual por entradas e saídas; e painel remoto com teclas dedicadas totalmente configuráveis.

 

STI TELECOM

pag10-7A empresa de telecomunicações especializada na integração de sistemas de satélite e banda larga e no desenvolvimento de soluções turn-key personalizadas para a transmissão de conteúdos de áudio e de vídeo, “além da apresentação dos serviços e soluções que a STI presta, este ano, no SET EXPO, contará com a apresentação de alguns equipamentos de fornecedores parceiros”.
Um deles é a Terrasat, que oferece uma família de IBUCs de alto desempenho para as soluções via satélite. A outra a Telairity, que apresentará a sua linha de equipamentos de codificação, além da TVU, com equipamentos de excelente qualidade para transmissão de conteúdo.
Localizada no centro do Rio de Janeiro, a STI Telecom presta serviços de turn-around no seu teleporto, com antenas para transmissão e recepção dos principais satélites com cobertura no Brasil, Américas e Europa.

 

TQTVD SOFTWARE

pag10-8A desenvolvedora de soluções TQTVD apresentará o AstroTV+ (Plus) na edição 2016 do SET EXPO. O produto é uma evolução do AstroTV, o middleware Ginga “líder de mercado adotado pelos principais fabricantes de TV e set-top boxes, presente em mais de 15 milhões de aparelhos no Brasil e na América Latina”.

Além do suporte à interatividade Ginga, os representantes da TQTVD explicam que “essa nova versão do produto une a experiência de se assistir televisão aberta (conteúdo linear) e a WebTV (VoD), permitindo o acesso a canais de vídeo via Internet igual ao acesso a canais de TV Digital”. A nova versão do AstroTV+ conta com uma nova interface de usuário e mais serviços, como o acesso ao portal de conteúdos interativos do Governo e o suporte à acessibilidade através dos recursos de áudio locução e libras. Atende ainda à proposta do Perfil C do Ginga, que estabelece 512MB de memória RAM, 2GB para armazenamento de aplicações, e prevê o suporte à execução de um segundo vídeo, ativado por aplicações interativas.

Otimizada e voltada para conversores digitais de baixo custo, a nova versão do AstroTV+ foi embarcada em receptores distribuídos aos beneficiários do Bolsa Família através do programa Kit Conversor, que visa adaptar televisões antigas ao novo sinal digital da TV aberta. A solução oferece ainda: recursos de segunda tela (integra tablets / smartphones); OTT; PushVoD; loja de aplicativos; browser HTML5; compatibilidade com TVs de tubo (4:3), Full HD e 4K (UHD).

OPIC TELECOM

pag10-9A empresa de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, apresentará o ISDB Watch no SET EXPO 2016, uma ferramenta para auditoria e controle de qualidade de transmissões no padrão brasileiro de TV Digital. A solução, afirmam os responsáveis da empresa, “possibilita a gravação ininterrupta de um canal ISDB-Tb, contando com um demodulador de qualidade profissional embarcado, sem ser necessária a aquisição de equipamentos adicionais para a recepção do seu sinal”.
Além de armazenar o arquivo Transport Stream original, também serão transcodificadas versões em baixa resolução de cada uma das streams do canal gravado, afirmam. “Durante toda a gravação os parâmetros de qualidade sinal também são registrados, contando com extração dos dados de closed captions e EPG (Eletronic Programming Guide) individualmente por stream. As gravações poderão ser exportadas completas ou em seguimentos selecionados pelo usuário”.
A solução ainda permite integrar uma ferramenta para medição dos níveis de Loudness segundo especificações da norma EBU-R128. O equipamento conta com entrada de sinal conector tipo F, pré-visualização da gravação em curso, e gravação de até quatro (4) programas do mesmo canal.
Outras funcionalidades são um gravador com reinício automático; proteção do stop do gravador e de seleção de canal do gravador; processamento de EPG e de closed captions; marcas personalizadas para exportação de trechos de gravações; exportação da gravação completa; além de acesso aos níveis de qualidade de demodulação RF Level, SNR, MER, PER, BER.

WIMOBILIS DIGITAL TECHNOLOGIES

pag10-10A empresa nacional, que atua nas áreas de Televisão Digital e Comunicações em Banda Larga Sem Fio, e conta com diversas soluções consolidadas no mercado bem como o primeiro codificador de áudio e vídeo de alta definição (WM-Encoder), desenvolvido no Brasil e totalmente aderente ao ISDB-Tb (com metadados para controle de Loudness), apresentará no SET EXPO o WM-OneTV e a WM-OneTV-L, que atendem às necessidades de radiodifusão de TV Digital em formato ainda mais compacto, em uma unidade de rack.
O WM-OneTV integra as funções de Encoder de vídeo HD/SD e 1-Seg simultâneos, multiplexador e remultiplexador implementador de funcionalidades ISDB-T que conta com servidor de gerador de Guia Eletrônico de Programação (EPG), transcoder de closed caption, servidor de Interatividade e OAD, “sendo, assim, a solução de melhor custo-benefício e otimização de espaços do mercado. Ainda, possui um servidor de interatividade para aplicações Ginga”, afirmam os seus criadores.

BRASVIDEO / VIZRT

pag10-11A Brasvideo, em parceira com a Vizrt, apresentará no SET EXPO 2016 o Viz Opus, uma solução compacta de controle de produção que unifica as operações de switcher e de estúdio, fornece “um sistema de automação de notícias NRCS, gráficos em tempo real e reprodução de vídeo, tudo em uma única solução”.
Viz Opus combina o Viz Engine (para exibição de vídeo e gráficos em alta qualidade) com capacidade de até oito (8) entradas e duas (2) saídas HD-SDI, além de uma saída DVI, com o sistema de automação Viz Mosart e um mixer de áudio Yamaha em um único pacote, todos integrados para funcionar em conjunto.
“O sistema só precisa de sinais de vídeo das câmeras e/ou entradas externas, gráficos e clips de vídeo para começar a produzir, já que trabalha com uma lista crescente de NRCS, incluindo ENPS, iNews, Octopus, Dalet e Annova’s OpenMedia”, afirmam os responsáveis da empresa. “A solução permite que os roteiros criados nestes sistemas sejam interpretados pelo Viz Opus e executados usando recursos internos, misturando vídeo externo e entradas de áudio com vídeo interno e gráficos para criar uma saída HD SDI IP pronta para transmissão”.
Viz Opus tem uma capacidade de vídeo playout de dois canais, permitindo exibição de clipes “back-to-back” com efeitos de transição. Também pode atuar como um controle de produção redundante, capaz de assumir a operação do controle de produção principal e retornar à operação normal em caso de necessidade.

JWSAT/TELENICK

pag10-12A empresa, atuante no mercado desde 1992, apresentará os seus mais modernos produtos para rádios FM durante o SET EXPO 2016. O destaque para este ano é o novo transmissor de FM TELENICK STR1000WB. “Trata-se de um lançamento na área que promete revolucionar o conceito de equipamentos de transmissão devido à ênfase dada em portabilidade, design e eficiência durante a execução de seu projeto”, afirmam os desenvolvedores.
Com dimensões de apenas duas unidades de rack (89mm de altura) distribuídos em 12.5 kg, painel frontal construído e lapidado em aço escovado e “eficiência energética traduzida em transistores LDMOS confiáveis de mais de 80% de rendimento, além de uma única fonte operando com alta margem de segurança, é certa a escolha para qualquer rádio FM, principalmente na migração AM/FM”.
O equipamento funciona com uma potência de saída na faixa de 12000WRMS, com transmissão em banda larga e consumo inferior a 1,4KVA, segundo os responsáveis da JWSAT/TELENICK. “Oferecemos garantia de 24 meses contra quaisquer defeitos de fabricação e preço especial de lançamento durante a feira para visitantes e clientes”. A empresa também oferecerá monitores de modulação, processadores de áudio, e um link banda larga na faixa de UHF 950MHz.

SEJA DIGITAL

pag10-13A Seja Digital, entidade responsável pela gestão do processo de migração do sinal de TV analógico para digital no Brasil, estará no SET EXPO 2016 para apresentar os bastidores deste processo. O trabalho da Seja Digital começou pela cidade de Rio Verde (GO), que teve o sinal analógico dos canais abertos desligados no primeiro semestre deste ano. A entidade já está atuando no processo de desligamento do Distrito Federal e entorno, que deve ser concluído em 26 de outubro, e se prepara para anunciar sua atuação em São Paulo.
O diretor geral da Seja Digital, Antônio Carlos Martelletto; o diretor técnico da entidade, Gunnar Bedicks; e Patricia Abreu, diretora de Comunicação; participarão de painel especial para falar da experiência adquirida em Rio Verde e do planejamento de atuação nas próximas cidades. O switch-off do sinal analógico, remanejamento de canais, atuação para mitigação de possíveis interferências, processo de comunicação e mobilização da população são alguns dos temas a serem apresentados pelos executivos.
“Será uma oportunidade única”, afirma Martelletto. “Os profissionais que participarem do painel e visitarem nosso estande no SET EXPO 2016 terão acesso a informações técnicas sobre os bastidores de um processo que está colocando o Brasil no mesmo patamar de países como Estados Unidos e Reino Unido”.

DIGILAB

A empresa, com sede em Florianópolis, Santa Catarina e “centros operacionais” em São Paulo, Rio de Janeiro e Sergipe, apresentará no SET EXPO a sua aplicação PlayManager – uma solução integrada para gestão, controle e distribuição de mídia para canais de TV, plataformas OTT e mídia out of home. Trata-se de um sistema WEB que organiza e gerencia as etapas de produção, distribuição e exibição do conteúdo audiovisual, permitindo o controle total da operação.
Seus desenvolvedores afirmam que a sua gestão inicia na concepção da pauta, onde absorve diversas fontes de criação da mídia, arquivos, URL, descrições e participantes que darão origem ao conteúdo audiovisual. Nas etapas de captação e edição, possibilita agendamentos de externa, estúdios, profissionais e equipamentos envolvidos.
Com os vídeos já finalizados, o sistema possibilita a entrega automática deste conteúdo em diversos formatos, plataformas, telas, permitindo a segmentação por região com rapidez e segurança. Na parte de exibição, o PlayManager possibilita gerenciar um ou mais exibidores, criando planilhas matrizes, regras para seleção automática, manipulação de grades, inserção de logo, gráficos e animações.
A inteligência deste sistema não para por aí, como trata das mídias desde seu nascimento, utiliza os metadados para uma busca ágil e eficiente de acervos, assim como gerar diversos tipos de relatórios, inclusive o ANCINE.

Baixar pdf

Post Tags: