• PT
  • EN
  • ES

Editorial

Altíssima qualidade em todos os dispositivos!

Um dos principais legados da NAB 2016 é a confirmação definitiva que a indústria caminha para serviços multiplataforma e que estes precisam ser visionados em telas de altíssima qualidade de imagem pelo que a imagem e áudio já não só devem ser captados no mais alto nível de produção possível, mas também devem chegar ao devices capazes de ser vistos pelos consumidores da melhor forma possível. Isso porque as ofertas de serviços multiplaforma, OTT, VOD e de TV Móvel avançam a passos largos e o nesse contexto, o desafio dos produtores e distribuidores de conteúdos parece passar pela exibição na máxima qualidade possível.
Nesta edição da Revista da SET, a 160 – número mais que revelador de uma trajetória – trazemos a segunda parte da reportagem especial sobre a comemoração dos primeiros 25 anos do SET E TRINTA realizado em Las Vegas, com destaque para plataformas IP, captação em HDR e o Fórum de Tecnologia “A TV Aberta está à beira da extinção?” moderado por Liliana Nakonechnyj, diretora internacional da SET, que analisou como o investimento em tecnologias de captação e exibição podem aumentar a qualidade da imagem e do serviço (HDR, 4K, 8K) e a complementação de ofertas através de outras plataformas, como as OTTs.
Continuamos com a apresentação das principais novidades da edição 2016 da NABShow com destaque para o 4K e as perspectivas sobre a migração para o IP na indústria audiovisual, e como parece ficar mais claro que o futuro passa por tecnologias transparentes e já não proprietárias que permitam aos radiodifusores utilizar produtos de diferentes marcas para criar seu próprio workflow e dessa maneira ninguém ficar “atrelado” a uma marca ou a uma tecnologia. Ainda damos alguns dos principais destaques do Pavilhão Brasileiro que mesmo com um número menor de visitantes, gerou mais expectativas de negócios.
O Professor da UNESP, Francisco Machado Filho afirma que existe na indústria uma nova visão para a televisão local e que o interesse pelos fatos locais tem crescido e está sendo alimentado pelas ferramentas sociais. Portanto, a TV brasileira não pode desconsiderar esta demanda, principalmente no jornalismo e nas possibilidades de negócios por meio da publicidade direcionada.
Ainda a segunda parte do “olhar” dos especialistas da SET com às novidades e os destaques da NAB 2016. Nesta edição, publicamos três artigos bem diversos uns dos outros. André Barbosa (EBC/SET) analisa as potencialidades da Televisão Digital Terrestre (TDT). Cristiano Akamine (Mackenzie) analisa a nova versão do ATSC (Advanced Television System Com-mittee) 3.0 e o que existe de novo nessa tecnologia. E, Jose Frederico Rehme, afirma que “O foco da NAB 2016 foi a tecnologia 4k!
Finalmente, o professor Almir Almas (SET/ECA-USP) analisa a expansão tecnológica da televisão, do cinema e do audiovisual, em geral, e aponta para mudanças apresentadas na experiência do espectador.

Boa leitura!

Olímpio José Franco